Um novo dia para Morrer

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Um novo dia para Morrer

Mensagem  Duxhill H.U. em Ter 16 Set 2014, 22:29


_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill H.U.
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 161
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2086

http://theotherside.criaforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Duxhill H.U. em Ter 16 Set 2014, 22:35

Apesar dos pesares sempre existe um novo dia!
O dia amanhecer em Patheshire, o frio continuorigoroso mas a tempestade deu uma tregua.
É dia de passear de teleferico antes de começar os trabalhos voluntários.
ehhhhhhhhhhhhhhhhhh
Após uma saborosa nova edição de Gossip Dux, vamos aproveitar o dia!

O onibus ja esta parado frente a casa aguardando os alunos para leva-los ao Teleferico.
Turnos livres, sejam bem vindos!

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill H.U.
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 161
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2086

http://theotherside.criaforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Blake Harris em Ter 16 Set 2014, 22:38

O celular de Noah apitava varias e varias vezes, até o garoto acordar.
Assim que acordar, vai ver que tem pelo menos 40 mensagens da sua querida irmã, 20 ligações perdidas e uma linda edição do Gossip Dux.
Blake ainda esta largada na cama.
Ela não desceu pra festa, capotou muito antes disto. O corpo estava completamente nu, coberto da cintura para BAIXO com o extenso cobertor. Os cabelos vermelhos caiam pelo travesseiro, o rosto afundava-se em meio ao cobertor, e nas costas era exibida aquela estranha marca de um cote com quatro cicatrizes, como se fosse uma Garra.
Wolwerine? Sexo Selvagem?

Blake Harris

Nacionalidade : Americana
Idade : 24
Cargo : Head Cheerleader
Humor : Cinica
Mensagens : 623

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Convidado em Ter 16 Set 2014, 23:00

Depois de desabar na cama, Peter esteve em estado de torpor por horas e horas. Parecia morto, apenas a respiração denunciava que ele perambulava a solta entre os vivos e, pasmem-se, vivo! Quanta coisa para um único dia, se não estivesse com o celular de Blake no bolso não acordaria tão cedo, mas aquela merda insistia em tocar freneticamente a ponto até de levantar o defunto. O repouso merecido para quem tanto fez e terminou com, absolutamente, nada!

Quer horas são isso? Murmurou para si mesmo passando a mão no rosto lembrando-se da queda na cama. Tirou o celular de Blake do bolso e, através do botão, acendeu o led que lhe apontava o horário. “Devo ter apagado mesmo” Pensou e só então viu as roupas no corpo, as mesma de ontem, nem tivera tempo de tirar as botas de frio. Largou o celular na cama, não tinha interesse algum em verificar as 159 chamadas perdidas e os 292 SMS não respondidos.

Sentou-se a cama, suspirou pesado enquanto os olhos ainda acostumavam-se com a luminosidade ambiente e começou o processo de remoção de roupas e mais roupas para seguir até o banheiro e despejar água quente pelo corpo. Estava com ambas as mãos recostadas a parede, o rosto baixo, a água na nuca a percorrer toda a extensão das costas, vazando também pelas laterais do pescoço e ombro.

Tinha tanta coisa pra pensar, devido a todos aqueles acontecimentos, sei lá, estranhos, no mínimo, que o sono já parecia ser a melhor opção, a cama! Cara, pensar não estava, definitivamente, sendo um ponto positivo. E ainda tinha aquele maldito passeio pela frente, algo que ele não poderia faltar de jeito algum devido a ausência na festa. Só esperava que mais ninguém, depois do médico, lhe açoitasse com perguntas. Dificilmente aconteceria, era só um vulto na casa, por enquanto.


Última edição por Peter Walker em Ter 16 Set 2014, 23:09, editado 1 vez(es)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Convidado em Ter 16 Set 2014, 23:05

Novo dia, novos problemas:

- Não é tão ruim... Pelo jeito ela esta bem viva.

Edge comentava com Natalhie olhando o celular. Já estava ali apoiado no ônibus, usando as mesmas roupas da festa. Apenas somava-se um óculos escuros e luvas completamente negras. Segurava um café que deixava fumaça no ar em uma das mãos, ainda olhando para a tela.

- Se eu fosse começar a me preocupar com fofocas... Acho que seriam com outras... O TMZ conseguiu uma boa foto nossa.

Edge comentava enviando uma mensagem com um link para ela, abrindo em um tipico site de fofocas americano com algumas fotos deles andando de mãos dadas, entrando e saindo de lojas comentando a "Suposta nova namorada do ex-vocalista". Por sorte dava CLARAMENTE para Natalhie se reconhecer e não ter teorias malucas de quem seria...

- Você quer brincar na neveeeeee?

Dizia Edge em um tom exageradamente teatral da conhecida frase da recente animação. É Natalhie, seu namorado acordou de bom humor...


Última edição por Edward Edge em Ter 16 Set 2014, 23:32, editado 2 vez(es)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Noah Valmont em Ter 16 Set 2014, 23:08

Mas que porra...

Quem tá me ligando a essa hora da madrugada?

- Merda de telefone – Resmungo, estendendo a mão para a calça jogada no chão, sem sair da cama.

A luz nas janelas incomodam.

Apanho o celular e me volto para Blake, vendo suas costas com as cicatrizes.

Nem eu gosto de sexo tão selvagem assim.

Ou gosto?

Sei lá, tento depois.

Digito a senha no Iphone (algo muito útil, Blake) e vejo as... Merda.

Merda, merda, merda, merda.

Quem foi a PUTA que postou essa porra?

Puta o que pariu.

Me levanto rapidamente da cama... E passo a caçar minha cueca pelo quarto. Onde essa ruiva maluca jogou?

Não acho a porcaria da cueca.

Visto a calça jeans sem ela, o que é bem incomodo, e o resto das roupas de qualquer modo.

Ajeito o cabelo do melhor possível, cubro Blake até os ombros, e vou até a porta, a abrindo devagar, olhando para o corredor.

- Barra limpa – Sussurro, e saio andando rápido pelo corredor.

Assim que entro em meu quarto, deito na cama

E ligo para Clhoe – Ow sua doida, que mensagens são essas? – Pergunto com a voz mais inocente do mundo

Noah Valmont

Nacionalidade : London, UK
Idade : 24
Cargo : Residente no DU
Humor : Obscuro
Mensagens : 395

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Zachary Mateschitz em Ter 16 Set 2014, 23:22

Acordo como se eu estivesse de ressaca.
E eu nem sei como é isso, nunca bebi na vida.
Me levanto devagar, e me sinto um pouco orgulhoso, não acordei com dores musculares da minha overdose de flexões de braço.
Vou retirando a roupa e a jogando em uma cadeira, tomo banho e me visto com o que eu tinha separado para usar ao sair daqui.
Meu humor não é dos melhores, mas acho que ao pegar a estrada as coisas vão melhorar.
Visto uma segunda pele inteiriça térmica, que já me ajudou muito em baixas temperaturas, além calças e tênis de corrida, todos voltados para baixas temperatura. É tudo o que eu tenho de melhor.

Acho esse tênis pesado demais, pois ele é completamente impermeável... Mas pelo menos, meus pés não vão congelar, já que ficam mais aquecido com eles do que com as botas.

Vou descendo as escadas, ligando para o guincho que consegui ontem a noite.

Ao sair, vejo os alunos entrando no ônibus. Corro os olhos para eles, mas não faço nenhuma menção de ir até eles.

Apenas ajeito a mochila nas costas, mantendo o capacete preso na outra mão.

- Como assim não pode vir? – Minha vontade é de jogar esse telefone longe!

- Ok, ainda preciso que você venha pra cá pegá-la…Encontro você na cidade – Amarro o capacete e a mochila na moto, pegando apenas o celular, fones de ouvido, touca, óculos escuros e a carteira.

Olho para a estrada e exibo um pequeno sorriso.

Perto do Snowman, isso é aquecimento.

Não que eu tenha competido no snowman, mas correr em baixas temperaturas não é novidade para mim. A neve alta vai dificultar, e muito, minha vida.

Mas aposto que consigo um hotel na cidade.

Hora de sair daqui.
avatar
Zachary Mateschitz

Nacionalidade : New York, EUA
Idade : 23
Cargo : Calouro
Humor : Incógnita
Mensagens : 375

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Convidado em Qua 17 Set 2014, 00:00

Não acordou em momento algum da madrugada, nem sequer saiu da posição na qual batera na cama, mas mesmo assim, Aileen ficou longe de ter uma boa noite de sono. Teve sonhos estranhos e como de costume... não faziam o menor sentido. E isso era péssimo.

Terrível.

Uma bela porcaria.

Pelas brechas da cortina pesada, a claridade tocou seu rosto, fazendo com que a violinista franzisse o cenho de leve, procurando se acostumar com a súbita invasão. E quando estava prestes a voltar a dormir... Afinal, embora não tivesse ficado bêbada na festa/coquetel de ontem, não escapara de uma adorável dor de cabeça.

Café e analgésicos, pleeeeease!

Enfim, antes de afundar no travesseiro de novo, lembrou-se de...

- Droga!

Levantou-se com pressa, ignorando o celular... por enquanto. Assim como não se importou com a barra do vestido dobrada até a cintura. Correu para o banheiro, torcendo para conseguir colocar uma cara decente, mas ao olhar seu reflexo no espelho...

Merda!

Rímel borrado pelas pálpebras, lábios pálidos... Dormiu com o Drácula, garotaaa? Cruzes.

Abriu a torneira e deixou a água cair farta por entre as mãos que formavam uma espécie de concha.

Cara de ressaca por causa de alguns drinques...

E o dia já começou perfeito.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Blake Harris em Qua 17 Set 2014, 08:52

Meu Deus, qual foi o caminhão que me atropelou?....
O barulho constante do celular de Noah quem acordava Blake, mas aquele corno já tinha saído do quarto, ela levou a mão ao rosto o cobrindo.
- Sem condição...
Dizia a si mesma sobre acordar, mas como era um dia de passeio e a Nina tinha pedido que Blake ajudasse Edge e Aileen a manter tudo em ordem, ela iria.
- Nina precisa transar...urgente...
Repetia a si mesma, enquanto sentava-se a cama, deixando o cobertor cair e revelar o corpo nu, ela abaixou o olhar para si mesma e depois ergueu-se da cama.
- Que merda que eu fiz ontem...
Resmungava enquanto caminhava pelo quarto, até chutar algo. Olhou com os olhos meio cerrados, e logo passou as duas mãos ao rosto.
- Ok...não foi uma cueca.
Claro que foi B’, caminhou rumo ao banheiro. E demoraria lá até voltar a vida.
Não estava com a chave do carro, por isto abriu a gavetinha da cômoda, e começou a revirar, depois de  10 tipos de camisinha e lubrificante achou a chave reserva, afinal de tantas temporadas que ela sempre se fode perdendo ou quebrando aquela chave.
Logo após saia. Faria sua cama rapidamente, jogando a cueca em qualquer canto e então estava ao corredor, ainda meio zonza.
- A hummer...
Resmungava enquanto descia as escadas e ia la fora, e via que algumas pessoas olhavam os celulares e riam. CADE meu celular?..Aproximou-se de um Omega.
- O que ta rolando?...
Estendeu a mão e pegou o celular dele, folgada como era, e encarou a noticia do Gossip e deu uma risada alta.
- Esta vaca é a melhor...
Ok Desta vez eu não vou de mini saia pessoas, eu juro. Blake usava uma MINI-SAIA jeans, com meias de lãs bem grossa, por baixo de tudo colocou uma sobrepele que renderia o calor necessário ao corpo. Usava uma blusa de tecido mais fino preta, decote ovalado, ressaltando os seios. CLARO. E uma jaqueta preta por cima, um pouco mais curta que a saia só. O cachecol preto enrolava-se ao pescoço. As botas pretas altas e sem qualquer salto, as mãos tinham as luvas sem dedos, e na cabeça a touca preta. O rosto tinha pequenas queimaduras de ontem ainda. Foderam com as sardas dela uauhauauha.
E as mãos por baixa da luvas estavam enfaixadas.

Parou frente a Hummer e levou ambas as mãos a lataria da mesma e abaixou a cabeça fechando os  olhos.

- Ok ruiva...coloca a cabeça no lugar....

Sim Blake, de quem era aquela cueca?

Não! Não é isto que to preocupada. È o que aconteceu..., alguma merda me puxou.

E a festa de ontem hein? Foi um estouro, ahahahaha. Não consigo me concentrar lembrando do que li na Gossip, que vadia.

- Beleza...

Batia as mãos na lataria como quem acorda pra vida. E abria a porta do carro, foi no mesmo instante que ela fitou o cachecol no banco do passeiro.

- Aquele puto...

Resmungava enquanto apanhava o cachecol e ficava recostada de costas na Hummer.

Esperando.

Avistava mais a frente o ônibus e Edge e Nate parados ali, Nate estava de costas. Blake só mandou um beijo para Edge.

Foda-se vocês precisam transar, e eu espero que eu tenha transado, embora eu estaria mais relaxada, continuo tensa. E esta porra no meu calcanhar me incomoda.

ROUPA BY KAROL

Blake Harris

Nacionalidade : Americana
Idade : 24
Cargo : Head Cheerleader
Humor : Cinica
Mensagens : 623

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Natalhie Archibald em Qua 17 Set 2014, 09:05

Porque tanta felicidade logo cedo?

Nate estava parada em frente a Edge, de costas para a casa e para o mundo.

A forma como as sobrancelhas estavam franzidas e o bico aos  lábios deixava claro o quanto ela estava de bom humor.

Eu ODEIO a neve Edge, sabia?

E ele falava da Gossip, Nate resmungou algo como.

- Ela sempre pega minhas fotos com um péssimo ângulo, odeio ela por isto...

E não pelo que ela escreve? TAMBÉM.

Vice Nothing? MORRA GOSSIP

E então Edge mostrava uma fofoca monstra agora, Nate o fitou nos olhos e depois os olhos iam a tela de celular, É BOM ELA TER O BRANCO DOS MEUS OLHOS HIPPIE, SÓ AVISANDO.

Ela nem falava nada e ele ficava la cantarolando.

- Acredito que eu precise de algum tipo de objeto cortante neste momento...- Dizia encarando ele com os lindos olhos azuis mortais.

Sim Edge, ela está pensando seriamente em te matar.

Nate estava usando uma saia de lã de tecido bem grosso na cor negra, assim como a meia calça de cor vermelha. Por cima um sobretudo com o capuz de pelos, o cachecol bem felpudo ao pescoço e um gorro delicado negro a cabeça, os cabelos caiam pelos ombros com os cachos perfeitamente feitos. MAS ERAM NATURAIS, não sou a Alex.

As mãos estavam com luvas de couro e ambas ao bolso, e ela apenas olhava a tudo com uma cara de que pretendia matar todos durante a viagem.

Primeiro porque é uma ideia estúpida sair neste frio.

Segundo que eu tenho medo de altura

Terceiros que é horrível sair nesta frio


Quarto que eu ainda estou cheirando a maracujá.

Ezio passava correndo mais adiante. Nate arqueou a sobrancelha.

- Já vai tarde!

Ué...vocês acharam que aquele efeito boazinha ia durar para sempre? UHAUHAUHAUHAU

ROUPA BY KAROL 2
DO GORRO PRETO

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Angeline S. Stieg em Qua 17 Set 2014, 09:11

Clhoe estava na mansão em Londres sentada em uma poltrona os braços cruzados e os olhos fixos no celular, cerrados. Ele tocava. Ela caminhava até o celular e a mão ia bruscamente ao mesmo, mas ela parava no meio do caminho, e recolhia a mão, deixava tocar, deixava tocar. E quase no ultimo toque apanhava o celular e o atendia.

Noah...você é tão cara de pau.

- Eu estava preocupada com você, maninho...Nunca se sabe o que pode acontecer com um pobre rapaz indefeso perdido na neve com a....- Pausava e apanhava a noticia da Gossip - Um momento que estou procurando. AH sim...Santa-Aaaaaileen.

- Não  é este o nome da garota que inspeciona sua boca? Ou VOCÊ está ainda andando com aquela RUIVA VADIA?

- Eu fico sempre MUITO preocupada com você, um cordeirinho no meio dos lobos., OU LOBAS.
avatar
Angeline S. Stieg

Nacionalidade : Sueca
Idade : 20
Cargo : Desconhecido
Humor : Tímida
Mensagens : 76

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Convidado em Qua 17 Set 2014, 09:14

Pelo menos aquele banho quente foi suficiente para aliviar um pouco da tensão e o peso de tudo que acontecera. “Que lugar mais louco! Será que consigo comprar alguma cabaninha aqui?” – Riu, sozinho, maneando a cabeça de um lado a outro em reprovação, que pensamentos cretinos, afinal. “Acorda cara, alguma coisa aconteceu ontem de muito errado...” – e foi então que ao sair do banheiro, apenas com uma toalha a secar os cabelos, viu o traje que certamente deveria ter vestido na ocasião passada. Olhou, os cabelos ainda a mercê do passar de mãos com a toalha, enxugando-os, e então riu gostoso.

Seja o que quer que tenha acontecido ontem, obrigado, de coração...

É, por ironia do destino Peter havia se livrado daquela. Lembrou-se do caminho que fizera e dos trajes com aventais que tanto deu risada a cada novo estudante que com o mesmo e apresentava. Abrigou-se bem, o frio estava esperando a todos novamente, e o teleférico era um lugar elevado, ou seja, mais frio ainda, provavelmente, passou algo nos lábios para proteger do frio, apanhou o mesmo gorro preto da noite passada e certificou-se de que as folhas estavam na gaveta. Tudo ok! Ahn... Tudo ok! Tudo... ok! TUDO OK?! Levou a mão ao rosto!

Ah não, cara! Como você é burro! – Lembrou-se do cachecol que havia entregue a Blake, que torna-la a passa-lo, e... Cara, onde estaria? No carro? No hospital? Na neve? Esbravejou! Tinha que dar um jeito de encontrar aquele maldito cachecol.

Tão logo lhe sobressaiu aquele pensamento já apanhou uma barra de cereal e saltou porta fora. E tão logo saiu, já estava de volta no quarto, pegando o celular de Blake. Saindo novamente, esquecera, afinal... Oras. Mas retornava pela terceira vez ao quarto para pegar o seu celular, errr... Cabeça voando! Seguiu a passos apressados pelos corredores, um tanto anti-social para com desconhecidos, sequer trocando bom dias. Desceu as escadas, viu o ônibus e a movimentação agitada dos alunos quase prontos para saírem e, fuck! A ruiva!

Dos males o menor, pelo menos o cachecol estava no seu campo de visão, ainda podia recuperá-lo. Quem sabe, por alguns pirulitos?! Seguiu na direção da ruiva tentando não demonstrar que queria o que estava em sua posse.

Acho que me lembro de você!

Não sabia bem como se aproximar dela...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Blake Harris em Qua 17 Set 2014, 09:26

Blake estava ainda recostada ao carro, os olhos encaravam Edge e Nate. Puta que pariu como algo podia ser tão, tão fora dos padrões, como uma garota, chata insuportável, que nem ao menos deve saber cavalgar direito consegue um cara como o Edge.

É isto ai garotas, cavalgar é muito importante.

Cala a boca Blake, vai apresentar o ponto G  , ahahaha!

Estava perdida em pensamentos anormais, quando levava a mão ao bolso do casaco e tirava um pirulito de lá, levando-o aos lábios, tombou o rosto pro lado.

- Ela não é tão magra assim de saia, deve ter alguma carne pro Edge morder...

Deixava o pirulito a boca, e ficava ali avaliando o corpo de Nate.

- É...gostosinha vá, dá pra comer...
.
E então sentia a aproximação de Peter. Blake deixava ele se aproximar, enquanto enrolava o cachecol uma parte em cada mãos, quase fazendo uma corda pra enforcar ele. Os olhos verdes ficaram sobre ele, e ela deixava um sorriso aos lábios.

- Dizem que sou inesquecível mesmo, e isto é porque você não viu entre quatro paredes, de quatro paredes...

Ria de leve pra ele, e o ratinho veio buscar o queijinho, então a gente vai brincar com o ratinho...Porque eu não esqueci não viu Pette...Viu como sou carinhosa? Até te dei apelido. Eu não esqueci NADA do que você fez....

E já viu uma menina tão maldita e tão linda? Era para ser um anjo com aquelas sardas, a pele branca e os cabelos vermelhos. Mas foi moldada no Inferno esta desgraça.

Mordia de leve o lábio inferior ainda com o pirulito a boca e então sussurrou.

- Cade sua amiguinha, Pette?...


Haram...eu sei seu nome gatinho, sou uma pessoa bem informada...

Blake Harris

Nacionalidade : Americana
Idade : 24
Cargo : Head Cheerleader
Humor : Cinica
Mensagens : 623

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Convidado em Qua 17 Set 2014, 09:46

Como o foco era nada mais nada menos que o cachecol ele não fixou olhar em nenhuma outra coisa: pessoa, objeto, local... Cego, seguira na direção da ruiva. O cachecol na mão dela parecia reluzir o mais intenso brilho, o objeto mais valioso de sua vida naquele momento. E... Hum, algo parecia não cheirar tão bem. Bom, vamos analisar a hipótese: uma mulher usando o termo “amiguinha”... Fodeu cara! Te vira. “Pensa Petter, pensa... Vamos...”

Ainda não fomos apresentados, adequadamente? É isso? – Meio sem jeito levou a mão a cabeça arrumando o gorro que estava perfeito já na cabeça, um sinal de que estava um pouco perturbado com alguma coisa. “Que merda de palavras foram essas? Imbecil...” – já começara mal, maldita inexperiência.

É... Ahn, que bom saber que está bem, sabe, com tudo que aconteceu ontem. Sem jeito apontou para o carro. E ele está a salvo... Levou uma das mãos ao bolso e tirou a chave do Hummer. Estendeu na direção dela:

É sua. Digamos que você merece. Só então ele consegue um sorriso meio tímido, parecia não querer encara-la nos olhos. Toda vez que ela buscava pelos dele, ele desviava, como se devesse algo, como se ainda sentisse um pouco de culpa por tudo aquilo. Ainda mais quando viu as mãos dela enfaixadas, ao estender para apanhar a chave.

É, parece que o “super-herói” era repleto de fraquezas também, Sra. Ruiva Watson...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Blake Harris em Qua 17 Set 2014, 10:06

Ele sempre ficam nervosos com aquela palavra. E Blake deixou-se rir com a forma como ele ficou sem jeito. E então ele falava sobre serem apresentados adequadamente. Blake suspirou fundo e mordeu um pedaço do pirulito a boca, deixando fazer um estralo para irromper o silencio que ela deixou ficar a conversa. E por fim os olhos foram a ele.
- Tudo bem...de algum modo você é algum tipo de herói, não? Lembro do que aconteceu ontem...não exatamente tudo....
E ele dizia que era bom saber que ela estava bem e a Hummer também, Blake fitou o carro alguns instantes.
- Ele já passou por coisas piores...
E então ele tirava a chave da Hummer do bolso. E estendia para ela, ela ainda não se movia. Os olhos claros ainda sobre ele.
- Ah...ela voltou? Não aguentou ficar longe, então? Vai ver a sua história tinha então um fundo de verdade...- Blake deixou os olhos irem ao ar quase como se pensasse e depois os voltou a ele – Por um momento achei que você fingiu ser uma pessoa gentil para me pregar algum tipo de peça, já que como eu me comportei como uma vaca, você deve ter me classificado como uma, não?...
Blake suspirou fundo e acomodou-se melhor recostada ao carro, sussurrou.

- Pode ficar com a chave...eu tenho outra...Fica como recordação....

Não pegava a chave e ao mesmo tempo não largava o cachecol, e então ela começou a rir, a rir bastante, até que parou.


- Sabe que olhando pra esta sua carinha, estes olhos claros, esta carinha de anjo...Não consigo pensar que você só esta me dando a chave porque quer o cachecol....mas você pediu para que eu devolvesse, você lembra?

Blake Harris

Nacionalidade : Americana
Idade : 24
Cargo : Head Cheerleader
Humor : Cinica
Mensagens : 623

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Convidado em Qua 17 Set 2014, 10:34

Sobre ser herói, Blake. Você precisava aprender tanta coisa sobre “ser um herói”. Aquela palavra veio como um punhal no peito do rapaz. Até acusara o golpe mudando as feições, certamente por não esperar algo diferente de futilidades. Pela segunda vez a ruiva o surpreendera. Mas aquele golpe tinha sido pesado, revivido muitas coisas na cabeça de Peter, coisas que ele não gostaria de remoer. Por sorte ela tirava os olhos dele e tinha o Hummer como foco, era tempo que ele precisava para esconder o olhar envolto em uma certa tristeza repentina. Nem sua cabeça trabalhava mais, não sabia o que pensar, não sabia o que fazer e odiava aquela situação. Arranhou a garganta duas, três vezes, antes de voltar a falar, tentando se recompor. Precisava, afinal.

É uma mentira a menos, então... Ou, uma verdade a mais. – Um tanto inexpressivo na forma de falar a respeito do retorno da chave, já sem aquele certo jeitinho tímido natural. E, não, ela estava equivocada. Não era através da chave ou celular que Peter tentaria a posse do cachecol. Aproximou um passo do capô do carro, deixou a chave por sobre o mesmo e a mão ao bolso retirou também o celular dela de lá. Continuou:

Você não pode confiar a chave de um carro para um garoto que roubou seu celular, também...

As palavras pareciam aos poucos retomar a “consciência” e natureza de Peter. Ao lado da chave, deixando o telefone móvel. Ele não havia roubado, apenas se certificado de que estaria com alguém de confiança. Mas...

Eu não sei se isso é algum truque seu, mas vou guardar o “obrigado”, caso cumpra o que está dizendo.

E após aquela palavra “herói”, Peter não colocou mais sequer uma vez o olhar por sobre o rosto dela, já dando as costas e fazendo um sinal de “estou saindo, a gente se fala”.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Convidado em Qua 17 Set 2014, 10:37

Não se lembrava de ter tomado um banho tão rápido como aquele em toda sua vida! E detestava fazer as coisas com pressa, mas não tinha outra alternativa. Ao menos... a água quente ajudou a tirar a cara de sono, e com a maquiagem certa, ninguém notaria absolutamente nada – bem... assim, ela esperava. Ainda apenas usando a calcinha e o sutiã, ela começou a ajeitar a cama, não sendo muito perfeccionista no processo. Enfim, após enfiar o celular e outros pertences nos bolsos do short, finalmente saiu do quarto.

A maioria dos estudantes já estava no ônibus, mas os poucos que restavam no corredor, a encararam com atenção, como se a estivessem reconhecendo... Aileen franziu o cenho, confusa com as olhadas que não faziam questão alguma de serem discretas. Além dos comentários, e... Droga! Será que era por causa do coquetel de ontem?

Mas... Mas... Mas...

Aileen passou por um grupinho e cumprimentou com um tímido ‘bom dia’, recebendo uma resposta... curiosa, no mínimo. Santa... o quê? Até pensou em questioná-los, mas já estava tão atrasada e do jeito que sua cabeça ainda estava latejando... Ok, poderia fazer uma rápida parada na cozinha. E descendo os degraus com mais calma, foi diretamente para lá, encontrando um bendito remédio no armário. Aproveitou para tomar duas pílulas de uma vez, desejando um efeito mais instantâneo.  Por último, catou um pouco de chá e não se importou em levar a caneca junto, além de beliscar uns biscoitinhos.

Do lado de fora, a movimentação era mais intensa... assim como o frio. Mas Aileen tomara todas as precauções, ciente de que passariam o dia fora do conforto quentinho da mansão. Optara por uma meia calça preta e grossa, de lã, e por cima um short jeans escuro de corte meio desfiado. Usava uma segunda pele de mangas compridas, também preta e por cima desta, uma camisa bem grossa e xadrez e mais folgada. Aquecendo o pescoço, um cachecol novinho, porém muito parecido com o outro, só que maior e mais fofo, conjunto com o gorrinho de antes. Finalizando, luvas pretas e de couro e um par de botas marrom escuro, curtas e amarradas por cadarços. A maquiagem era suave, apenas para disfarçar as olheiras, mas quando Aileen entrou em contato com o frio, o rosto voltou a adquirir um forte tom rosado, e a ponta do nariz também.

Murmurava mais ‘bom dias’ e só então buscou o celular para visualizar as mensagens e... Deu uma golada no chá, mas logo cuspiu toda a bebida na neve, numa cena naaaaaada elegante, ao ver o conteúdo de um link em particular. Todos poderiam ver sua reação, inclusive Natalhie, Edge, Blake e Peter.

- Mas... o que é isso?!

Ignorava os olhares e a boca tremeu de raiva por aquela invasão de privacidade e... Cara, aquele beijo nem aconteceu de verdade – Noah deixou isso muuuuuuito claro. Detestava fofoca, de qualquer tipo! Voltou a guardar o aparelho, a boca ainda franzida. Calma, Aileen... apenas ignore.

Isso... Ignorar.

Pisando duro, passou por Blake e Peter, mas cega pela vergonha de ser exposta publicamente, mal os viu parados diante da Hummer e seguiu em direção ao ônibus, focando Edge, e só ele.

Teleférico, uhul!

Tá bom...


ROUPA (ÚLTIMA)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Blake Harris em Qua 17 Set 2014, 10:46

Os olhos mantinham-se serenos sobre ele, e ela notou a forma como ele ficou. É Pette algumas palavras nos desmontam, algumas atitudes nos quebram, alguns medos nos definem. No fundo eu estou segurando minhas pontas, eu estou fingindo que alguma coisa não puxou meu pé daquele forma, e que é a primeira vez que acontece, e que está tudo bem.
Talvez eu já esteja acostumada a colocar minhas mascara de foda-se sou uma bitch, e é bem mais fácil pra mim do que pra você que acaba de mostrar o quanto isto te abala. Ouvia ele falar sobre uma mentira a menos e Blake deixou-se rir.
- Não tem diferença...


Observou ele colocar a chave do carro e o celular dela que continuava vibrando, apitando e tinha vida própria, e então ele falava sobre roubar o celular dela.
- Espero que você ainda tenha condições psicológicas de ir no passeio após passar uma noite com meu celular...


E ele falava de truques e fazia menção de ir embora. Era ao mesmo tempo que Aileen saia.
Não Não Pette.
- Calma Pette...- Blake aproximava-se dele e sem aviso ele pode sentir quando a mão dela foi na gola da blusa dele e ela o puxou, virando-se deixava ele encostado na Hummer, a mão foi ao ombro dele, e ela sussurrou.
- Antes eu quero que você veja que eu vou fazer o que você me pediu....

Tirou o pirulito da boca dela e colocou na dele, soltou ele e sorriu pra ele piscando um dos olhos, e então caminhou na direção de Aileen quase ao mesmo tempo que ela vinha, Blake entrou a frente da menina, e ela pode sentir quando Blake ergueu os braços e envolveu o cachecol ao  pescoço dela, a ruiva deu um tranco no corpo da menina, e logo os lábios colaram-se aos dela, sem aviso, em uma atitude completamente imprevisivel que parou Duxhill inteira naquela mansão na neve. O corpo de Blake colou-se com facilidade no de Aileen, e ela realmente tinha lábios macios e um toque suave, nada parecido com a forma como envolveu o cachecol, ela logo afastou o rosto dela, saberia que Aileen ia estar atordoada.
- Aileen, me desculpe ter sido uma vaca com você....


Sorria para a menina e a soltava, dando as costas, caminhava até Peter, e logo a mão estendia tirando o piruito a boca dela e devolvendo a dela, ela sussurrava
- Quando quiser que eu faça mais alguma coisa no seu lugar, só pedir...

Fez sinal de colocar dois dedos junto a testa pra ele, e logo caminhou ao ônibus.

E eu te juro que os Omegas estão para enfartar depois desta.


Última edição por Blake Harris em Qua 17 Set 2014, 11:23, editado 1 vez(es)

Blake Harris

Nacionalidade : Americana
Idade : 24
Cargo : Head Cheerleader
Humor : Cinica
Mensagens : 623

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Convidado em Qua 17 Set 2014, 11:21

Parecia até um soldado marchando...

Um soldadinho muito do bonitinho e feminino, lógico.

Podia ver Natalhie ao lado de Edge, e cara... sem paciência como estava esta manhã, era capaz de limpar a neve com a boca dela caso a ‘miss simpatia’ falasse alguma besteira. HAHA! Até parece, Aileen. Vamos fingir que acreditamos nessa veia de menina má. Enfim, quase próxima do casal, teve sua passagem interceptada por Blake. Quase derrubou o chá na ruiva, mas conseguiu se recompor em tempo e a encarou com uma expressão nada feliz.

- Blake? Olha... Não é um...

Calou-se ao senti-la envolver o cachecol em seu pescoço, por cima do outro, mas logo reconheceu que aquele também era seu. Ah... verdade. Tinha dado para o novato... O educado que não falara o nome. Por que estava com a ruiva, então? Hmmm... Era melhor nem tentar uma adivinhação. E bem, nem conseguiria porque no minuto seguinte sua linha de pensamento foi bruscamente arrebentada pelo... selinho de Blake! Coooomo assim? Aileen arregalou os olhos e ficou petrificada, sem qualquer tipo de reação, ainda mais que aconteceu tudo muito rápido. Quando Blake afastou o rosto, encararia uma expressão surpresa, lembrando a de uma criancinha de tão ingênua. Bem que ela tentou dizer algo, mas simplesmente não conseguiu.

Céus...

Enquanto a ruiva se afastava, Aileen arriscou olhar ao redor e teve certeza que seria novamente alvo de comentários.

A caneca em sua mão tremia e as bochechas não estavam apenas rosadas... Estava fazendo sol? Porque parecia que alguém estava precisando se refrescar na sombra...

Murmurou algo em irlandês, assim como perdeu todo o senso de direção.

Valeu, Blake...

Ela entrara para sua lista!

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Convidado em Qua 17 Set 2014, 11:24

Razões? É um novo dia! Edge é grato pelas coisas ao seu redor: Amigos, namorada, porque ele iria ficar reclamando de estar em pé em meio a um dos sets de filmagem de Frozen? Isso são meros detalhes. Claro que um detalhe bem importante era a forma que Natalhie estava olhando para ele:

- Ok, sem brincar na neve. Entendido.

Guardava o celular no bolso interno do sobretudo, aproveitando que a namorada estava ali a frente, Edge a puxava para mais perto a abraçando pela cintura. Bom humor de Natalhie? Aloooo? Eu assustei você ontem não foi? Lembra que ela ia ser boazinha? Lembra ela porque eu não prefiro não lembrar!

- Você pode segurar minha mão se ficar com medo de altura Srta. Archbald.

Susurrava enquanto sorria mais uma vez, arrumando um dos cachos da namorada como sempre fazia. Cumprimentava os alunos a medida que eles iam chegando. Sorria para Aileen quando a mesma o cumprimentava, e logo voltava a falar com Natalhie, dessa vez a respeito de Gossip.

- Parece que ela sempre...

E virava-se ao mesmo tempo que Nate para ver Aileen cospir metade de seu cha quente na neve gelada. Ele aproveitava para completar a frase em um tom um pouco mais alto.

- Parece que ela sempre consegue esse tipo de reação com suas mensagens.

Ele também ouvia Natalhie falar a respeito de Ezio. Bem, o que poderia fazer? Não que não entendesse a reação do garoto, apenas não concordava. Não imaginava que qualquer coisa que fosse dizer impedisse Ezio de ir embora, então se ele esfriasse a cabeça e voltasse, talvez pudessem passar uma borracha em tudo aquilo. Soltava uma das mãos da cintura de Nate para olhar as horas, quando Blake resolveu aparecer.

- Bem eu acho que ja...

E olhava em volta, a tempo de ver todas as atenções para o mesmo ponto. A qual a grande surpresa? Era so a Blake beijando...AILEEN?

5 segundos depois...

- Quais as chances de JA estarmos na dimensão das trevas e não termos percebido Natalhie?

E ele não estava sorrindo olhando não Nate, parecia realmente considerar a hipotese de que para aquilo acontecer, vocês não estavam mais la no meio da neve em sua realidade normal...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Convidado em Qua 17 Set 2014, 11:43

De fato, as palavras dela faziam, sentido. Maldito celular. Claro, no estado em que Peter se encontrava não fez diferença alguma. Podia ser até o presidente dos Estados Unidos ou o Papa ligando, o cansaço era tão grande que ele dormiu feito pedra. Verdade que poderia ter perdido o passeio também, não fosse o mesmo. É, já tinha a primeira razão para odiar o celular de Blake.

Na vã tentativa de se livrar da ruiva sentiu-a puxar pela gola e chocou o corpo contra o carro, onde parou sem entender a ação da garota até o momento. O corpo de Peter estava voltado para Aileen e ele pode perceber só então a jovem ali, passando. Sentiu um calafrio ao ouvir as palavras dela, sobre ser educada e devolver o cachecol com um pedido de desculpas. Não sabia o que ela aprontaria. O calafrio foi interrompido pelo desconforto da mão ao ombro dele, fazendo-o morder o lábio tentando esconder o instante de dor... Tivera sucesso naquilo. Ainda mais pelo pirulito que invadia sua boca subitamente! A ruiva não o teria visto se chocar contra a árvore, certamente, no dia passado. E... “O QUE? ALGUÉM MATE ESSA RUIVA!”

“Não, não, você não entendeu, Blake! Desgraçada! Não era assim! Era pra ser, sei lá... de qualquer outro jeito. Mas não assim!”
Quando Blake se voltou para Peter ele estava completamente corado. Desejou muito, mas muito mesmo, que Aileen não tivesse ouvido “quando quiser que eu faça alguma coisa no seu lugar”. Aquela frase atentaria diretamente contra o rapaz. Denunciando que ele esta envolvido na ação da ruiva que fizera tudo errado.

A questão agora era: Quem estarias mais vermelho, Peter ou Aileen? A levar pelas circunstâncias, Aileen estava bem mais ferrada do que ele, pois todo corpo de estudantes fitava ela com diferentes expressões. Pensamento interrompidos pela puxada do pirulito da boca dele!
Agora, ele podia ver Aileen parada, sem qualquer tipo de reação. Tinha que ajuda-la, de alguma forma, mas era péssimo nisso quando em se tratando de ser uma figura social em meio a tanta gente.

Bem, vamos aos fatos. “Peter, você não precisa de um ombro, tendo outro não é? Ou compra um novo depois, sei lá!” Não sabia exatamente se aquilo era o certo a fazer, mas tinha que tentar. Deu alguns passos apressados em direção a Aileen, abaixou um pouco o corpo a frente dela e apanhou o corpo da jovem por sobre o ombro mais inteiro, tornado a ficar de pé, conduzindo a jovem na direção do ônibus as pressas, na tentativa de tirá-la daquela situação o mais rápido possível. Ao menos ela não era tão pesada. E, pasmem-se! Peter falava enquanto passava pelos estudantes no caminho, educado:

Com licença, com licença, estamos passando, obrigado!

Adentrou ao ônibus com a jovem ainda por sobre o ombro sendo carregada e próximo a um dos lugares vagos abaixou o corpo e deixou ela de pé.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Blake Harris em Qua 17 Set 2014, 12:15

Blake entrava ao onibus e era obvio que todos olhavam e falavam. Buscava um local ao fundo, onde sentava-se, e levava os fones aos ouvidos, e começava a mexer no celular e se atualizar.

Blake Harris

Nacionalidade : Americana
Idade : 24
Cargo : Head Cheerleader
Humor : Cinica
Mensagens : 623

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Natalhie Archibald em Qua 17 Set 2014, 12:30

Ist Ed, sem brincar na neve, ou eu vou te MATAR na neve.

Sentia os braços em torno da cntura dela, e deixava-se ir, tirando as mãos do bolso do casaco, apoiava as mesmas aos ombros de Edge ouvido ele falar, sussurrou.

- Eu não tenho medo de altura...eu não tenho medo de nada.

Haram, Alguém por favor pega a lista de coisas que a Nate tem medo, e vamos começar por baratas.
AUHAUHAUHAUH

Deixava ele arrumar seus cachos, e nem virava-se para cumprimentar Aileen, já disse o que tinha que dizer, agora MORRE.
E então Nate sentiu que todas as atenções pareciam se voltar para algum lugar, ela virou o rosto por cima do ombro, e arregalou os olhos ao ver Blake beijando Aileen daquele modo, as mãos aos ombros de Edge agarravam a gola do sobretudo dele, e Nate susurrava.

- Oh my....

Olhava aquilo totalmente sem reação e Edge perguntava aquilo ela murmurou.

- As vezes acho que eles são mais loucos que a Bruxa, e que é ela quem devia ter medo deles....

Nate voltou-se a Edge o encarando nos olhos, e logo murmurou.

- Fica bem LONGE da Blake, viu como ela é louca? Ela beija todo mundo, ela e aquele Noah louco se merecem e...

Agora vinha o maluco mendigo e pegava Aileen no colo daquele modo, passando por eles, Nate olhava aquilo totalmente atônita.


- Heloouuu, voltamos a era das cavernas?

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Convidado em Qua 17 Set 2014, 12:44

Só precisava respirar um pouco e ficaria bem.

Qual era desse pessoal que simplesmente achava que tinha direitos sobre ela? Afinal, quem enfiou a língua na boca dela foi o Noah! Quem pagou lição de moral foi a Natalhie! E quem lhe roubou um selinho foi a Blake! Ela não tinha mais vontades não? Isso tá virando bagunça, galera, não é bem assim que a banda toca não! Vocês se aproveitam porque ela era boazinha demais (em amplos sentidos, ok, parei). E vendo que a situação não poderia ficar mais vergonha, Aileen forçava o cérebro a mandar os comandos para as pernas começarem a se movimentar...

E claaaaaaaro que isso não aconteceu.

Quando Peter entrou novamente em seu campo de visão e agora perto demais, ela não compreendeu suas intenções, até que sem o menor aviso – sério, pessoal... SÉRIO MESMO? -, ele a ajeitou no ombro, a levantando. Simples assim. Sem esperar por uma esta cena, Aileen ficou com os braços apoiados nas costas dele enquanto o novato a levava para o ônibus, como se aquilo fosse algo comum.

Tipo... Quer uma carona? Aham, quero sim.

E fala sério, Aileen! Por mais abobada que você ainda esteja, vai dizer que não reparou nos músculos escondidos por baixo de tanta roupa de frio? Não que viesse ao caso, obviamente. Ainda mais pelo fato dele estar aparentemente envolvido com Blake.

Até agora não entendeu qual foi a intenção de Peter, por isso quando ele a colocou no chão, ambos já dentro do veículo, parcialmente cheio, Aileen o encararia com os olhos confusos e feição corada. E notando que estava com as mãos apoiadas nos ombros dele, ela rapidamente as recolheu, entrelaçando-as nas costas.

E agora?

Bem, estava no ônibus, afinal.

- Será que... – falava baixo, procurando não se distrair ainda mais com os olhares de terceiros, embora fosse muito difícil – Será que você pode finalmente me dizer seu nome? - piscou repetidas vezes - Sério... Eu já não estou entendendo mais nada.

Enfiou-se em um banco vago antes que acontecesse mais alguma coisa, vai saber. De qualquer forma, ainda esperava uma resposta, novato.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Convidado em Qua 17 Set 2014, 12:49

"Selinho". Sei. Selinho nos Estados Unidos não é assim não!

E tinha como reagir a uma situação daquelas?

- Ok...Meus amigos são loucos, acho que vou ter que concordar com você nessa.

Quando Natalhie falava sobre ele ficar longe de Blake, Edge apenas balançou a cabeça negativamente e deu um selinho na namorada. Nada contra você Blake, acontece que Edge não faz questão de participar de determinadas "listas". Que agora pelo jeito até Aileen faz parte. E ele não. Nossa.

- Certo, acho que podemos entrar no ônibus.

Enquanto todos ainda sussurravam a respeito de Blake, Aileen e Peter que entrava carregando a garota, Edge pacientemente esperava a frente de todos antes de começar a falar:

- Bom dia crianças, antes de começar a falar de nossa agenda, eu gostaria de me desculpar pelos acontecimentos de ontem. Não vou debater a respeito de quem estava "certo" ou "errado", a questão é que todos devem se comportar de maneira adequada e isso inclui a mim. Águas passadas, estamos aqui exatamente para relaxarmos, então de minha parte nada aconteceu noite passada. Infelizmente Ezio teve suas razões para não estar aqui e vou respeitar isso.

Fazia uma pequena parada. Alguém tem o celular dele? Bem, fazer o que. Seguindo em frente:

- Dando sequência as nossas atividades, temos um passeio no teleférico para que todos tenhamos mais um momento de descontração antes do trabalho voluntário no hospital. Animem-se, isso com toda certeza vai ser muito bem visto pela faculdade e ocupar um espaço importante na ficha acadêmica de vocês. Alias...Peter e Noah. Eu imagino que estão aqui, mas seria injusto com os calouros que aceitaram na esportiva a história de passar por garçom se deixasse passar sua ausência assim. Dessa forma, vou pedir para que a nossa querida promotora de eventos pense em alguma..."atividade" diferenciada para os dois.

É Peter...Você devia ter bancado o garçom, alguns riam olhando para os dois, seguindo em frente.

- Caso tenham alguma dúvida por favor consultem Aileen, que roubou a minha pasta com os detalhes e não me devolveu. Vocês sabem quem ela é, obrigado.

Palmas eram substituidas para risos e olhares em direção a Aileen e Peter, enquanto Edge ia com sua namorada até o lugar adequado, esperando antes de partirem.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Um novo dia para Morrer

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum