Boas Lembranças de Patheshire

Página 5 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Blake Harris em Seg 29 Set 2014, 14:20

Noah...você sabe o que é preciso fazer...Não vamos fingir que não depende disto...



Era o que os olhos claros lhe diziam enquanto focavam os dele. Blake deixou que ele a pegasse e colocasse a seu colo, a cabeça repousava ao peito dele, mas diferente de relaxar, os olhos estavam sobre os dele, e ela não iria fechar os olhos e esquecer tudo. Ela era a única que podia fazer aquilo. Sentia o toque por baixo de seus braços, uma forma dele segura-la ali com ele, e ela repousou ambas as mãos envoltas nas luvas preta ao rosto de Noah, fazendo ele encara-la.



Já passamos por tanta coisa, já caímos para a morte e encontramos o desespero e a esperança de recomeçar naquela cama elástica. Já nos separamos tanto e nos encontramos sempre.



Vai ser como sempre devia ser.



- Você sabe que sou quem em deve ir Noah...E você precisa confiar em mim, eu já andei esta floresta toda, já corri, já fui arrastada. Eu conheço este lugar...Eu sou a única que pode sobreviver a ele....



A mão deslizou pelo rosto dele, a nuca a ela continuava sussurrando, trazendo sua face mais próxima, murmurou.



- Se eu for...a gente pode inverter esta brincadeira, separamos o grupo, damos a ele dois focos...Ou ele me caça, ou ele continua brincando com vocês...É o que precisamos...ou vamos ficar escravos disto...Você tem que confiar em mim, Noah...Eu não correria para a morte...Não sou assim....



A mão que estava a nuca puxou o rosto de Noah até a testa recostar a dele, Blake fechou lentamente os olhos, sussurrando.




- Você sabe que eu consigo...então apenas me deixe ir...



O rosto então aproximou-se do ouvido dele e os lábios recostaram ao mesmo, ele pode sentir as palavras serem sopradas, junto ao halito quente da garota.



- Ele via vir direto pra você....



Os lábios se fecharam em um suave beijo e ela logo afastou os lábios do ouvido dele, mas deixava a face próxima, os lábios também, a respiração ficava levemente ofegante. E ela não sabia porque a noite passada lhe vinha a cabeça, Blake você deve ser tão retardada quanto este maniaco.

Blake Harris

Nacionalidade : Americana
Idade : 24
Cargo : Head Cheerleader
Humor : Cinica
Mensagens : 623

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Noah Valmont em Seg 29 Set 2014, 14:41

Cerro os olhos.

Me vejo querendo estar sozinho com ela.

Na verdade, eu a atacaria aqui mesmo, mas o estado emocional dos outros não ajudam.

A agarro pela nuca, como fiz na noite passada, e a beijo com a mesma itensidade de antes.

Talvez até mais.

A beijo com a mesma intensidade que alguém que está se afogando por longos minutos, consegue subemergir em busca de oxigênio.

Com o mesmo desespero que um viciado em heroína, em plena fissura por longa ausência de sua amada a agulha, consegue uma bela dose.

Mas logo interrompo o beijo, sentindo meus lábios formigarem.

- Se você morrer, juroque vou até o inferno atrás de você... Só para te encher de porrada – E estranhamente, meu tom de voz não remete em nada a uma brincadeira.

Mas, afrouxo o abraço. Por mais tentador que seja ter esse maldito, não entregaria Blake em troca dele.

Mas tenho a sensação que ela vai ter mais chances de sobrevivência assim, do que conosco.

Do que comigo.

Além do mais....

Quero ficar sozinho com esse maldito.

Noah Valmont

Nacionalidade : London, UK
Idade : 24
Cargo : Residente no DU
Humor : Obscuro
Mensagens : 395

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Blake Harris em Seg 29 Set 2014, 15:07

Isto nunca vai acabar bem Noah...Mas enquanto não acaba...

Os olhos voltavam a abrir e fixavam-se aos dele, ela via quando os olhos dele se cerravam e logo ela mordia o lábio inferior o provocando. E é questão de segundos para a respiração ficar mais ofegante, e por mais insano que possa parecer, estar daquele jeito com aquele cara sempre deixava Blake assim.

Mas ainda restava um pouco de juízo neles. Ainda...

Ela sentia a forma como ele tomava sua nuca, os olhos se fechavam com força e logo os lábios se colavam aos dele, e novamente se beijavam, com força, com uma certa selvageria que fazia a mão dela que estava a nuca dele, deixar os nós dos dedos prenderem-se aos cabelos e puxa-los, enquanto a outra mão apertava o ombro dele, o corpo já fazia menção de colar-se mais ao dele, e mesmo com tanta roupa era possível sentir como ela estava quente.

E o beijou sem medo e sem juízo, porque precisava daquilo. Porque mesmo que nunca mais pudesse beija-lo, ao menos podia agora. E aquele beijo tinha que valer pelo Inferno que poderiam se condenar.

Ele interrompia o beijo e logo os olhos voltavam a abrir-se encontrando os dele ali, e a ameaça que era real, ela sussurrou.

- Vou estar te esperando...

A mão livre foi a cabeça dele e ela tirou a touca negra que ele usava colocando-a a cabeça dela, ela ergueu o corpo e apontou com a cabeça na direção de Peter e Aileen.

- Não deixa o “superman” vir atrás de mim...

Dizia num sussurro para Noah, exatamente porque sabia que ele ia dar um jeito de impedir. Fazia menção de ir mas logo parava, arqueava o corpo pra frente, e novamente as mãos seguravam o rosto de Noah, ela selou os lábios aos dele, e então afastou o rosto e correu na direção da janela, sem olhar pra trás, porque se olhasse mais uma vez podia desistir e sabe-se lá o que faria com Noah naquela cabana, hahaha!

O corpo projetou-se pra frente e em um salto ela agarrou as beiradas da janela, e jogou o corpo pra fora, foi questão de segundos, para começar a correr pela neve fofa, o capuz já ia a cabeça e o cachecol cobria parte do rosto.

Agora era saber o que o desgraçado faria.

Porque ele ia ficar muito puto de não conseguir controlar todos vocês.


É como te disse, poupar a Blake foi um erro. Resta saber para qual lado.

Blake Harris

Nacionalidade : Americana
Idade : 24
Cargo : Head Cheerleader
Humor : Cinica
Mensagens : 623

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Seg 29 Set 2014, 15:12

Agora que conseguia pensar um pouco, era possível notar o quanto o grupo inteiro estava fragilizado, embora o baque tenha caído, agora, mais em Aileen e Natalhie. No entanto, todos sofreriam com isso, cada um da sua maneira. Por isso... era preciso ser forte. Eles precisavam ser. E se para fazer tal coisa tivesse que engolir a dor, ela o faria.

Aileen balançou a cabeça e respirou fundo, mantendo a atenção em Peter. Olhou para o braço imobilizado, e mais do que nunca, pensou no quanto deveria estar sendo difícil para Peter aguentar a dor. O corte também, apesar de estancado, não deveria causar uma boa sensação. Tinha ideia de que ele certamente não dormiria, mas... pelo menos descansar o corpo, não precisando dessa forma fechar os olhos e se entregar ao sono.

- Apenas descanse um pouco, Peter. Você é forte, mas não invencível... - fez uma breve carícia em seu rosto e então arregalou os olhos, realmente surpresa com a fala.

Dom?

Sua música era... um dom?

Já ouvira coisas semelhantes dos amigos, e até mesmo de alguns professores, mas... era diferente saindo da boca de Peter.

Ela abaixou a cabeça.

- Isso... foi algo muito doce da sua parte... - e um sorrisinho finalmente se formou. Por inteiro.

E não terminava por aí.

Ela corou junto dele, ainda mantendo o rosto virado para baixo e um silêncio se fez entre os dois. Porém, a mão voltou a envolver a de Peter, e agora... ele sentiria.

- Olhe para mim... - e quando ele o fizesse... - Eu te prometo.

Sem reticências. Esta não era uma promessa vazia.

E então... Ergueu a cabeça, e por cima do ombro de Peter, podia ver Blake saindo da cabana, o que deixou Aileen tensa.

Mas se Noah não se opusera...

- Após isso tudo acabar - ela complementou.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Seg 29 Set 2014, 15:20

Ficar em silêncio com Natalhie não era exatamente incomum, não que ali fosse mais agradável.

Claro que tinha um diferencial devido a situação em que eles se encontravam, mas no final das contas Edge sempre parecia entender o que acontecia. Com ele, com Natalhie com todos. Cada um a sua maneira, pareciam estar "bem" dentro de seus limites. Até mesmo Natalhie...Olhava para ele querendo o tranquilizar. Vai precisar mais que isso Nate.

- Eu sei...

Pegava a mão dela e sorria, deixando claro que entendia o que ela queria. Mas era simples, se ela estava bem ele estaria também. Não que fosse uma competição muito grande mas a mente de Edge parecia ser a mais "normal" ali entre eles. Apoiava a testa junto a dela e falava devagar.

- Estava pensando que talvez, não sei...Talvez eu devesse ter um apartamento perto do campus.

Nunca tinha um momento bom mesmo, respirava devagar e continuava falando.

- Então eu não precisaria ficar na sede Omega o tempo todo, e você teria um lugar para ir quando a ZBZ estiver com problemas, ou apenas não precisar passar por todos os garotos da casa para ir me ver e...

Não completava, não precisava. Ela era esperta Edge.

- Você entendeu...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Natalhie Archibald em Seg 29 Set 2014, 15:32

Sentiu o toque a mão e ele dizia que sabia, ela tentava tranquiliza-lo, não tinham certeza de nada, não podiam perder a esperança que tudo aquilo era somente ilusão, terror psicológico, pura crueldade daquele monstro.

A mão entrelaçava os dedos aos dele, e ela ficou olhando em silencio a forma como a pequena mão se encaixar a dele, e aquele toque era simplesmente....perfeito...dotado de uma pureza que nem a Dra Cavalan com seu vasto estudo poderia explicar, e talvez fosse o que mais a perturbasse. Nate apertava de leve a mão dele, deixando os olhos se fecharem no momento que ele encostava a testa a dela. Ela ouvia ele falar do apartamento, e logo sobre a sede da Omega e da ZBZ, e ela sussurrou.


- Talvez você devesse comprar um, após comprar o carro...


Ou você pensa que ela esqueceu, Edge? E ele dizia que ela tinha entendido, ela consentiu em positivo e murmurou.



- Quando sairmos daqui, vamos fazer compras...

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Duxhill H.U. em Seg 29 Set 2014, 15:34

Só pode ser brincadeira...

Até onde diabos eles acham que esta ruiva ia?...Os olhos negros se cerraram ao ver a ruiva pular a janela e sair.

Caralho. Porque não ficam quietos?...

Vaca! Vaca! Vaca! Todas elas são vacas! Não dá para confiar!

O nosso querido amigo que estava em meio a floresta, muito próximo a cabana por sinal camuflado, so virou a mira na direção de uma das pernas de Blake, e logo todos puderam ouvir o tiro, o corpo rolou em meio a neve, descendo uma espécie de morro.

- Espera um pouco vadia...

Resmungava quase como se Blake pudesse ouvir...E logo o corpo projetou-se na direção da casa, e ele jogou algo na direção da janela.

Noah por estar compenetrado lá fora foi o primeiro a ver o objeto entrando pela janela e rolando no chão.

Uma granada!

- Venham brincar aqui fora!

Era o grito que eles podiam ouvir, enquanto o “convite” para que eles se retirassem da cabana era jogado em meio a todos.
Agora sim que vamos começar a brincar...


- Vocês já brincaram de caçar jovens imbecis?...É minha brincadeira favorita....

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill H.U.
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 161
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2086

http://theotherside.criaforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Seg 29 Set 2014, 15:55

A promessa demoraria um pouco para vir, ele estara acanhado com aquele lapso de inocência. De qualquer forma, voltou a olha-a, e parecia que sua pele refletia a do próprio garoto, estando levemente rubra. E, ao ouvir as palavras dela, fora nítida sua reação, o controle de um sorriso que não saíra por pouco... Ele havia vencido aquele momento, ou não, quem sabe... Mas sabia bem o que falava sobre a música. Sabia da influencia dela nas pessoas e quão poderia trazer amargura tal qual felicidade. E se sabia...

Pois também prometo algo...

Ele sussurrou baixo, em meio aquele estado “sem jeito”, desconfortável:

Prometo nunca cobrar sua promessa.

O sorriso era tímido... Promessas... Já não acreditava mais em promessas. Tantas falsas em sua vida. Tantas ilusões quebradas. Expectativas que nunca tiveram um futuro. E, em meio aquilo tudo, Blake partia...

Algo realmente mudara. Ele não queria mais seguir o rastro das loucuras da ruiva. Ela não era mais a garota que tanto o surpreendera no inicio. Algumas pessoas eram incontrolavelmente doentias. Ela era pior do que isso... E entre os ali presentes e Blake, ficaria por ali. Ok, Noah, você pode ficar sossegado, não haverá discussão ou maiores problemas quanto a isso.

O ambiente dentre da cabana era muito mais amigável agora. O frio intenso já deixara de ser uma ameaça. O fogo, a fogueira, havia dado uma renovada em tudo aquilo. Aos poucos o corpo voltava também ao seu estado normal. O cansaço físico era revigorado pelo repouso e clima, ali dentro. Talvez fosse a hora de partirem, ou estava próximo desta. Provavelmente ninguém estava disposto a abandonar aquele refúgio ainda e se jogar mais uma vez a própria sorte.

Peter voltou-se a Aileen, sua atenção, seguido da pergunta.

Então, temos um encontro ainda?

Mal terminava a pergunta e ouvia o disparo. E na sequencia o objeto entrando pela janela. “Esse cara é louco realmente!!!”, Peter envolveu Aillen pela cintura no mesmo momento e ergueu-se, trazendo-a junto nos braço.

SAIAM!!!

Era correr contra o tempo, definitivamente. A janela na qual recorrera era uma das intactas, e desvencilhou-se de Aileen se jogando contra a mesma para quebra-la arremetendo-se para fora da casa. Abrindo mais um local de fuga para os outros. E pra variar, lá estava Peter na neve, jogado entre os destroços da janela. Fora suficientemente rápido também para responder a queda, pondo-se de pé e tornando rapidamente a regressar a mesma, onde sem que Aillen pudesse falar qualquer coisa já era tragada pelos braços de Peter para fora da cabana. Sentiu uma dor no braço que fora engolida pelo desespero em tira-la de lá. E quando a teve fora da mesma, apenas conseguiu dar alguns passos para se jogar ao chão, por sobre ela, baixando a cabeça, esperando pelo pior.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Seg 29 Set 2014, 16:54

Conversar com ele era bom, realmente a acalmava... Lhe passava um pouco de paz em meio ao tormento. Mas também sentia que devia protegê-lo, pois ele colocava os outros na sua frente. Não se importava que os estilhaços o acertassem. Na verdade... ela tinha a impressão que ele constantemente se castigava. Não o conhecia, não sabia do seu passado, apenas poucas coisas que ele falara no hotel, que não serviam para construir nem mesmo uma visão superficial. Mas desde que se conheceram no corredor, ela pudera acompanhá-lo e...

Ele não merecia servir de sacrifício.

Nunca cobrar, Peter? Não seria necessário, acredite.

Aos poucos, com a quietude novamente brincando entre eles, Aileen se colocou ao lado de Peter, descansando a cabeça em seu ombro. Era uma tortura também ficar apenas aguardando... Não sabendo o momento que uma bomba poderia explodir.

Alguém falou em explosão?

- Encontro...? - sempre falava baixo, e ele poderia concluir que não era algo proposital.

A resposta não veio de imediato, mas antes de serem atacados, ao menos.

- Cinema me parece uma boa opção...

Um pouco de normalidade, por favor.

Mas não agora... pelo visto.

O tiro cortando o silêncio foi o primeiro sinal de que algo estava errado.

Peter já se colocou de pé, a trazendo junto, mas Aileen não compreendeu, já que o ruído tinha vindo de fora e...

- Peter? Mas o que foi... PETER!

Mesmo com as pernas ainda bambas pelo simples esforço de ficar de pé, ela passou por cima dos cacos, indo até a janela pela qual Peter jogara o corpo, a quebrando em vários pedaços. Olhou para fora e o viu caído sobre a neve, certamente ferrando ainda mais o braço. Então escutou o aviso... Não.

A provocação.

Como já estava na janela, ela olhou em volta, procurando o dono daquela voz... Afinal, apenas uma pessoa vinha em sua cabeça agora. Até então, não vira a granada, e muito menos sabia do risco que estavam correndo, já que para ela, lá fora é onde se encontrava o verdadeiro perigo. E bem, era verdade, não? E aproveitando a 'facilidade', Peter levantou num rompante e a trouxe para os braços, fazendo-a instintivamente segurar por volta do seu pescoço, ciente que esse esforço causaria dor no rapaz. Mas antes de dizer qualquer coisa, ambos despencaram no chão, com ela por baixo dele, sentindo a neve umedecer suas vestes. Ele assumia uma posição protetora, como se...

Aileen não sabia o que estava acontecendo, no entanto...

Ela escondeu o rosto no ombro de Peter enquanto as mãos passavam por suas costas, o mantendo o mais próximo possível.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Noah Valmont em Seg 29 Set 2014, 17:34

Entrego minha touca.

E não só isso, rasgo o coberto que estava conosco ao meio, usando os vidros da janela de auxílio, e o amarro em suas costas, como uma capa, tomando o cuidado que ele não roçasse o chão.

A não reação de todos me incomoda um pouco... Mas, eu não me importo tanto assim com eles, por que eles se importariam com Blake, afinal?

Como os outros não se importam, fico apenas olhando pela janela. Vendo Blake correr... E então ouço o estampido.

Não consigo vê-la rolar, mas minha reação é automática... Salto pela janela, quando vejo o objeto negro passar por cima de mim.

Granada?

Você não é como eu.

Você é tosco! Você realmente usou uma granada? Sem classe nenhuma.

E finalmente, ergo o olhar e o vejo pela primeira vez, em sua camuflagem branca.

Penso em Blake... Ela foi alvejada?

Mas se eu for atrás dela, vou ser um alvo fácil.

Conforme ele se recupera do lançamento da granada, lanço a barra de metal em sua direção.

Assim ele vai ter sua atenção presa na barra, enquanto eu corro em sua direção.

Caso ele me alveje, a barra o acertará na cabeça, e dará para Peter (pelo grito que ouvi atrás de mim) alcançá-lo.

Com isso, Blake poderá ser salva.

Não é o que eu quero.

Quero esse maldito sozinho.

Só eu e ele...

Mas tenho que pensar em Blake.

Noah Valmont

Nacionalidade : London, UK
Idade : 24
Cargo : Residente no DU
Humor : Obscuro
Mensagens : 395

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Seg 29 Set 2014, 18:34

Momentos de tranquilidade nunca foram exatamente uma novidade.

Devia ter desconfiado afinal de contas, sempre é assim.

Pelo visto estavam acostumados demais com regras, normas e como as coisas funcionavam no mundo das trevas ou ao menos esperava que tudo aquilo fosse mais devagar, ja que um "ataque" contra eles a uma hora daquelas não estava dentro do esperado. Logo que via aquele objeto caindo e...Tudo mais não era mais a hora de ficar pensando.

Era hora de agir.

- Nate corre!

Peter e Noah ja abriam boas rotas de fuga. Edge apenas limitava-se a levantar e ajudar Nate a sair dali, ele apenas sairia da cabana quando a mesma saisse, passando pela janela e voltando para neve. Brincar? Esse cara só pode estar brincando. Ele pode estar armado, com um rifle com mira, com visão noturna...Como diabos iam sobreviver aquilo?

Mas agora tinha que se preocupar em sobrevier a explosão, se é que ela viria. Assim que estivesse a uma distancia que considerasse segura se jogava sobre Natalhie buscando protege-la. Primeiro vamos sobreviver a explosão para depois ver o que viria a seguir.

De certa forma, até queria não ver quando Noah pegasse o maldito...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Duxhill H.U. em Seg 29 Set 2014, 19:29

O lançamento da granada foi preciso, e ele ficava a espreita, quando viu que o primeiro casal a sair era Peter e Aileen, a mira estava neles, mas Noah saia em seguida, e logo arremessava aquele objeto em sua direção.

Ele disparava contra Noah e a bala pegava de raspão ao ombro dele, exatamente porque teve que desviar daquela barra que aquele moleque atrevido havia arremessado nele. Embora ele tinha desviado, a mesma pegou ao ombro dele, o jogando pra trás, e fazendo a mira abaixar.

Nem sinal da granada explodir, o que muitos já previam, dadas as outras situações que aquele maníaco colocou o grupo!

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill H.U.
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 161
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2086

http://theotherside.criaforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Natalhie Archibald em Seg 29 Set 2014, 19:36

Também não estava dentro do esperado que um de vocês imbecis saísse da cabana. Eu havia colocado vocês na cabana! Era para terem permanecido todos juntos e não quebrado as regras.

Sabe como é frustrante preparar algo e ver que este algo não vai acontecer?

Isto realmente deixou ele nervoso.

Nate observou a granada e arregalou os olhos, e se não estava recomposta, preciso se recompor em segundos, o corpo ergueu-se meio aos tropeços e ela correu na direção da janela, apoiou as mãos a janela e empurrou o corpo e com a ajuda de Edge, já saia, quase ao mesmo tempo que via Noah ser atingido.

O corpo ainda cambaleava enquanto ela corria na neve, e o frio era gritante, o corpo todo parecia sentir aquele choque térmico e ela quase achou que ia desmaiar naquele instante, mas logo Edge a derrubou e ela sentiu o peso do corpo sobre o dela.

As mãos iam aos ouvidos, mas a explosão não ocorria, nada ocorria.



- Desgraçado....

Ela dizia enquanto Edge podia notar que ela tentava sair debaixo dele.



- Temos que pegar este desgraçado?.

Alou? Natalhie Archibald, você enlouqueceu? Você e a pessoa com menos condições naquele grupo de pegar este maldito.

Guarde sua raiva pra você, no máximo você pode chutar a cabeça dele, depois que alguém desmaiar ele, e você tiver certeza absoluta que ele esta desmaiado.

Então cada um na sua função, você grita e corre, ok?

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Noah Valmont em Seg 29 Set 2014, 19:38

Sinto o ombro esquerdo arder, e em seguida, ouço o estampido.

O impacto quase me joga para trás, me faz cambalear (afinal é a porra de um rifle!), mas eu forço o corpo para frente e continuo correndo.

As passadas eram desajeitadas, mas ainda assim, rápidas, jogando uma nuvem de neve para trás...

Espero conseguir chegar a tempo... Porque não sei se ele vai errar o próximo disparo.

Caso eu consiga chegar próximo, vou chutá-lo, antes que ele se levante, e me jogar sobre a arma, para que, caso ele dispare, não atinja mais ninguém.

Noah Valmont

Nacionalidade : London, UK
Idade : 24
Cargo : Residente no DU
Humor : Obscuro
Mensagens : 395

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Seg 29 Set 2014, 19:50

Peter por impulso agarrou o corpo de Aillen ao chão e a apertou, tempo o suficiente para sentir-se aliviado de que era mais uma das artimanhas do maluco. Ele apreciava aquilo, Peter, sabe-se lá as consequências de uma granada explodindo ao lado deles... Dos males o menor:

Escute, você precisa se esconder e proteger-se, fique atrás das árvores, longe dos disparos.

E logo Peter ouvia o segundo tiro erguendo a cabeça na direção do mesmo. Não seria tolo a ponto de correr na direção que Noah saíra, daria a volta pelo outro lado da cabana, não sem antes sumir por entre as árvores, pegando um perímetro maior para não se expor as balas do maníaco.

Bem, ele esquecera a barra de ferro no ímpeto de sua preocupação. E torcia para que Aileen seguisse suas instruções. A primeira ação de Peter foi pegar um punhado de neve e colocar dentro da boca, enquanto corria. Aquele frio daria conta de omitir sua respiração, o vapor. E agora era hora de colocar seu plano em ação. Tinha mais ou menos ideia de onde o homem estava, pelos disparos, pelos gritos. Se Noah o distraíra pela frente, daria a volta para flanqueá-lo por trás.

As árvores ao seu redor serviriam de escudo caso o maníaco detectasse sua movimentação, corria com o corpo meio baixo e os olhos seguidamente focavam as árvores de onde os disparos eram efetuados. Numa das passadas tratos de pegar um galho de um dos pinheiros, ganharia um pouco mais de alcance do que com a mão nua e, poderia perfurar o homem se investisse com vigor.

Quanto a ruiva? Sabe-se lá o que acontecera... Queria pegar o homem e, talvez seu vigor físico e idade lhe fossem um ponto positivo. O grupo também era maior, poderiam surpreendê-lo.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Seg 29 Set 2014, 20:41

Ela podia escutar outras aproximações, mas como estava com o rosto escondido no ombro de Peter, deduzia ser os outros. E quem mais poderia ser? Completamente encolhida e grudada nele, esperava o momento em que o perigo iria atingi-los, embora sem ter ideia do que estava para acontecer, e isso angustiava. Aguardavam... ambos os corpos tensos, e... nada.

Nada aconteceu.

O que aquilo significava, afinal?!?!?!

Então Peter falava com ela, e nesse momento, Aileen afastava o rosto, completamente apavorada ao encará-lo. Queria dizer para ele que estava cansada de se esconder. Mas não teve tempo.

Outro tiro.

Peter a escutaria gemer, como se ela própria tivesse sido atingida.

Mas não.

- Oh, meu Deus... Oh, meu Deus!

Quando ele se afastou, precisou conter o impulso de puxá-lo. Daquele jeito, ficaria exposto! Mas era tarde demais, ele sumira em meio as árvores. Cadê o Noah? Céus... A Blake! O primeiro disparo... Aileen se levantou e correu até Edge e Nate, a respiração já começando a ficar ofegante, descompassada. Apontou numa direção qualquer, torcendo para que fosse a certa.

- Precisamos procurar a Blake, ela pode estar machucada!

Duvidava muito que esse maldito ficasse desperdiçando tiros por diversão... Hmm, bem... ela ao menos achava que não, porém nunca se sabe.

Viu? Dessa vez ela não saiu correndo, tomando uma decisão sozinha, Edge.

Ela estava recorrendo ao grupo.

Talvez estivesse começando a aprender.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Blake Harris em Seg 29 Set 2014, 20:45

Noah e Blake com certeza podem integrar o próximo esquadrão suicida que alguém tenha a ideia de criar por ai. Eram os primeiros a se jogar em cima de loucos, balas, trenos, teleféricos, vidros, enfim...O que tem na cabeça destes dois?.

Noah era atingido e isto não o parava, ele vinha na direção do louco que tinha um rifle em mãos, e somente por isto ele deixou de mirar em Nate e passou a mirar em Noah. Ia ser no meio do peito e ia te estraçalhar Noah. Depois caso sobrevivesse a Blake poderia tentar procurar seus pedaços.

E ainda nem sinal da ruiva.

Edge ainda protege Nate, e Aileen se junta aos dois, sorry mentais mas não há muito o que fazer agora. Talvez quando vocês deveriam pensar isto não foi possível, hm?

A diversão fica por conta dos mais insanos do grupo. Peter consegue ir por trás, você ve algumas marcas de sangue na neve, talvez de Blake?, você consegue pegar um galho e tem total visão do assassino. Ele não é um cara alto, mas é um cara forte, e sabe exatamente o que está fazendo. Ele usa uma mascara que só deixa seus olhos negros de fora. E Peter no momento que ele mira em Noah e nítido que ele vai atirar. Peter salta e enfinca aquele galho na clavícula do atirador, o perfurando, o que faz com que ele perca a mira, abaixando a mesma pela dor.

E logo todos podem ouvir um segundo tiro. E vai demorar alguns instantes até você notar Peter que tem sangue no seu abdômen. O tiro pegou a lateral da sua barriga. E vinha mais um este era na sua cabeça, e foi quando um golpe rompeu o ar, e o outro atirador caia ao chão com a cabeça sangrando. Noah conseguia ver Blake atrás do outro caído ao chão, vestido do mesmo modo, só que este era mais alto e magro. Ela tinha um pedaço de ferro a mão, o mesmo que levara quando saiu da cabana. A canela denotava onde a bala havia atingido, pegou de raspão. Mas isto não impediu ela, como o tiro também não impediu você Noah.

Então agora você sabe que são dois Noah....Todos vocês sabem, sempre foram dois.

Talvez por não saber disto você foi pego de surpresa Peter.

Blake largou o pedaço de ferro envolto em sangue ao chão, e ajoelhou-se de imediato ao lado de Peter, as mãos foram certeiras ao ferimento, pressionando.

Noah to contando com você pra dar um jeito neste outro, hahahaha! Se não fodeu.

Blake Harris

Nacionalidade : Americana
Idade : 24
Cargo : Head Cheerleader
Humor : Cinica
Mensagens : 623

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Noah Valmont em Seg 29 Set 2014, 20:55

Continuo correndo.

Não me importo com a arma apontada pra mim.

Atira, covarde safado! Não tenho medo de você!

E então, algo o atinge no ombro!

NÃO!

Merda!

Me jogo contra ele no chão.

Olho para frente, e vejo Blake e outro assassino caído.

MERDA ELA MATOU O OUTRO!

Tinham dois!?

A vejo ela correndo para Peter, mas não a sigo...

Fico por cima do primeiro.

Jogo o rifle para o lado, e solto o peso do meu corpo sobre o dele.

Galho? Eu prefia um bisturi... Mas...

Onde ele foi atingido, ele só vai sangrar até morrer.

Algo tão sem graça...

Tão... Comum.

Retiro o galho em um puxão rápido, e em um movimento lateral e rápido de punho, a garganta dele está aberta. O sangue escorre em profusão, descendo pela garganta...

- Isso, respira...Mais fundo vai... Você consegue.... Luta... - Sussurro em um largo sorriso... Enquanto o assisto se afogar no próprio sangue.

Não queria matar você assim, mas dada as circunstancias.

E Blake, Peter... Me perdoem. Mas eu não perco isso por nada.

Não consigo parar de sorrir.

Meus olhos brilham como de uma criança que acabou de ganhar o maior presente de natal.

Estou arrepiado... Excitado. Todo meu corpo está em estase.

Não vou socorrer ninguém... Assistir o pulmão do meu amigo ser inundado de sangue me tirou de orbita.

Espero que tenha matado o outro, Blake. Porque se ele levantar, morro sem nem saber como.

Noah Valmont

Nacionalidade : London, UK
Idade : 24
Cargo : Residente no DU
Humor : Obscuro
Mensagens : 395

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Seg 29 Set 2014, 21:18

Ok, nada de explosão. Edge não vai reclamar muito disso.

- Vamos, abaixados, não precisamos bancar os alvos.

Edge ajudava Natalhie a "se levantar", entre aspas ja que permaneciam agachados enquanto tudo aquilo se desenrrolava, imaginava que Nate teria ume memória um pouco melhor de como não era uma boa encarar um cara com um rifle. Será que a perna não dói mais? Eles também podem balear você de longe Nate. Edge não conseguiria nada melhor do que bancar o alvo e com sorte apenas uma vez antes de...Bem voces entenderam.

Fazia sinal para Aileen conseguisse localizar o resto do grupo, bem acho que agora podemos ficar aqui quietinhos no final das contas certo? Bem pelo visto alguém não parece muito disposta a esperar.

- Aileen espera! Droga!

Edge levava Natalhie junto enquanto eles iam ao encontro do resto do grupo, e a cena não era lá muito interessante. Via Peter ferido, Blake segurando o ferimento e Noah...Bem isso ia necessitava de uma ação. Edge vai soltar você um instante Nate, mas ele não vai muito longe.

- NOAH! NOAH! Não Vale a pena!

Felizmente não havia uma diferença de fisico assim tão grande, e pelo menos "puxar" Noah que parecia "hipnotizado" com aquilo, passando os braços por debaixo dos dele, o segurando. Ao menos atrapalhar o Edge consegue.

- Quer ver alguém morrer? Vai ali e ve o Peter ja que ele precisa de sua ajuda ou não vai ser diferente! Você conseguiu doutor, mas precisa nos tirar daqui com vida lembra?

Você sabe como ele vai morrer Noah, assim como sabe que Peter também precisa de ajuda, e talvez enquanto você assiste um morrer pode acabar assistindo dois fazer isso.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Seg 29 Set 2014, 21:25

Os olhos de Peter puderam captar o homem camuflado na neve, movendo-se quase como um predador pronto para fazer mais uma vítima. Ele sabia o que precisa fazer, sabia que seus passos agora teriam de ser sorrateiros e venenosos, e assumia aquela postura, como um segundo predador... “Então este é você maldito... E essa é nossa hora!”. O punho segurou mais firme o galho, que serviria como lança para perfura-lo em uma região onde apenas o imobilizaria. Sua natureza não era matar. Por mais que desejasse aquilo, por mais mal que o homem lhe fizera, Peter não era um assassino. Definitivamente! Tudo estava pronto, poucos metros do homem e estaria resolvido...

Mas, nem tudo são flores, Peter. E lá estava a figura truculenta de Noah com o braço sangrando, correndo feito um desesperado numa ação completamente insana e impensada. Estava se jogando para a morte... Por que? Pela primeira vez então Peter vira uma insanidade descomunal num garoto que sempre se colocou de forma tão equilibrada nas situações mais adversas do grupo. Agora não existia mais espaço para um golpe furtivo e certeiro, a loucura de Noah teria o impulsionado instintivamente a abrir mão de toda sua estratégia furtiva para pisar de quatro a cinco vezes forte ao solo e jogar o corpo num salto antes que o maníaco pudesse efetuar o disparo mortal. E naquele movimento bárbaro, pré-histórico, a extremidade em ponta do galho atravessava o trapézio do homem, rasgando sua carne e quebrando a clavícula num único e traiçoeiro golpe pelas costas. O corpo de Peter se chocava ao chão enquanto o sangue era jorrado, atravessando aquela região do homem num alto rugido de dor.

Depois daquilo, apenas mais um barulho, um disparo... E o silêncio fúnebre.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Natalhie Archibald em Seg 29 Set 2014, 21:43

Nate ouvia o som do tiro e o corpo encolhia-se ainda mais embaixo de Edge, era quando Edge apanhava ele e iam para junto de Aileen. Os olhos azuis dela fixavam-se a Aileen, e ela logo apanhava a menina pelos braços.

- Fique perto da gente! Sua esquisita!

Da gente quem cara-pálida? O Edge já ia sei lá pra onde?...

Nate virou-se bruscamente e logo pode ver Edge segurar Noah, e Blake estava com Peter. OK. Mas os dois assassinos pareciam caídos, então estava tudo bem?

E o Peter, Nate? Quem é Peter afinal ?...

Nate voltando a ser Nate.

Os olhos voltavam a Aileen e enfim, alguém estava feriado e elas não tinham muito o que fazer.

- Temos que buscar ajuda...

Isto na neve, o que são mais dois corpos para a pilha de Duxhill?...

- Lá dentro tem fosforo e lenha, vamos fazer uma fogueira e buscar sinalizar o local...

Agora que a tempestade deu uma tregua, a fogueira pode vencer.

E ia correr para dentro da cabana, suponho que Aileen não viria junto, afinal Nate iria junto se fosse Edge o baleado, ou não iria?

Enfim, o corpo franzino passou pela janela e logo ela tinha a lenha e o fosforo a mão, voltou la pra fora, e começou a acender uma fogueira para sinalizar onde eles estavam.

Eu vi isto em um filme, o que vocês esperavam?

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Seg 29 Set 2014, 21:59

Ok.... ela adiantou-se um pouco, no intuito de procurar Blake, já que Noah e Peter estavam prontos para pegar o maldito, só que um elemento surpresa... Puf! Apareceu. Aileen reconheceu os cabelos ruivos, mas não chegou a ver toda a movimentação. Gritos de dor, outro disparo e... Ela não se escondeu como Peter pedira, mas sim ao contrário. Ela seguiu os ruídos, em tempo de ver Edge puxando Noah, que estava molhado pelo próprio sangue, como também do... Oh! Aileen parou, e apesar de não ser uma cena nada bonita, significava que...

Finalmente terminara. Eles... conseguiram?

Diminuiu o ritmo dos passos, vidrada no líquido vermelho que escorria com fartura pela garganta rasgada. Ele estava mesmo morto, ou morrendo, não importava. Não poderia mais machucar ninguém. Porém, Noah estava ferido, e ela não sabia dizer se era algo grave ou não. Seguia até os dois, mas sentiu Natalhie a segurando pelo braço, a mantendo junto. Olhou para a garota e apenas acenou com a cabeça, concordando. E enquanto a seguia até a cabana, arriscou mais uma olhada para o lado e viu Blake arriada sobre um Peter...

Caído?

Desculpa, Nate... Mas você pode dar conta, não?

Aileen correu em direção aos dois, se colocando de joelho ao lado de Peter, olhando para o seu rosto pálido, e... não. Não...

- Não faça isso, Peter... Por favor - lágrimas já vinham aos olhos e tocou o rosto dele, procurando chamar sua atenção - Apenas não feche os olhos, ok? - arriscou uma olhada para Blake, mas por poucos segundos - Fique olhando para mim, Peter... Você vai ficar bem, vai ficar bem...

Pegou uma mão dele a aconchegando entre as suas, como se quisesse colocar a consciência de que ele não estava mais sozinho.

- Não... desista agora, Peter. Por favor! - a voz saiu mais alta, um grito desesperado.

Vamos lá, Superman.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Blake Harris em Seg 29 Set 2014, 22:09

Puta que pariu.


Porque o mundo é tão estranho?


Blake estava ajoelhada ao lado de Peter, no momento que ele fechou os olhos, a mão dela saiu do ferimento, somente uma, e virou um tapa ao rosto dele, deixando o rosto dele manchado pelo próprio sangue.


- Não!


Era a única coisa que dizia, enquanto tentava trazer ele de volta. Na base do tapa? Cada um faz do jeito que sabe, uhauhahuauha.


Fato é que Blake ergueu os olhos verdes e eles buscavam Noah que parecia perdido ali, enquanto Edge vinha lhe trazer de volta.


- Noah!


Ela gritou, como sempre grita quando precisa dele, quando precisa que ele pare tudo, que ele pare de ouvir o mundo, que o mundo pare de girar para que a voz dela entre no ouvido dele, e ele a escute. E sabia que ela precisa dele.


E tinha que ser justo o Peter?...Os olhos repousaram no rapaz, e ela não sabia...Não sabia o que sentir. Se sentia raiva, se sentia remorso, ou se já sentia saudade.


Por mais que o relacionamento deles sempre foi conflitos até não restar nada. Ela lembrava-se ainda daquele rapaz que fingiu jogar a chave do carro dela, depois entrou na floresta sem aviso para resgata-la, e ela nem se lembra mais quantas vezes ele tinha salvo sua vida, tinha fechado os olhos e seguido o seu instinto de herói, de proteção.


E não era pra ser um herói que você estava ali agora. Salvara Noah...


- Não faça isto...


A voz saia embargada, e a imagem de Peter sorrindo cinicamente com aquele pirulito na boca veio a mente, por um momento via ele brincando, relaxado. E agora estava ali, indo embora...


Porque ao final eram todos tão iguais ali?..Tão vazios, desesperados, e ao mesmo tempo um conseguia uma forma de preencher o vazio um do outro. Nem que fosse por segundos...Nem que fosse em sonhos. Talvez você tenha me ajudado sem saber Peter, quando desenhou por cima dos meus desenhos, e quis encontrar um arco íris na escuridão. Ninguém pode dizer que você não tentou...


E neste momento, o rosto de Blake tombou-se e ela gritou novamente por Noah.



- Noah!


Aileen chegava naquele desespero, apanhava a mão de Peter e suplicava a ele. E quando ela olhou Blake podia ver os olhos envoltos em lagrimas, e ela sacudindo a cabeça em negativo quase a si mesma.


Não Peter...Você não é um monstro...Você é um herói....

Blake Harris

Nacionalidade : Americana
Idade : 24
Cargo : Head Cheerleader
Humor : Cinica
Mensagens : 623

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Noah Valmont em Seg 29 Set 2014, 22:44

Ele se debate.

É lindo.

O esforço dele faz com que todas as artérias de seu corpo saltem.

Coloco a mão contra seu rosto, tapando seu nariz e boca.

Isso o força a respirar pela ferida no pescoço, como em uma traqueostomia.

O sangue espirra contra o meu rosto, quando ele tenta expirar... Um borrifar que tinge de escarlate minha pele pálida, com inúmeras gotículas.

Ele se debate mais... E então...

NÃO!

— Me larga! — Chego a gritar e me debater, quando Edge me puxa.

Não esperava, então ele me retira facilmente.

Nunca senti nada assim... Isso é tão.... Não paro de me debater mas não reajo.

Assisto o homem se debatendo no chão, preso nos braços de Edge.

Eu nunca matei antes.

Essa sensação é tão....

E então o grito de Blake parece me fazer voltar a realidade.

Blake? Peter?

O que houve?

Pisco com força, e olho para Edge por um instante. Sei que meu rosto e minhas roupas estão sujas de sangue.

E posso só imaginar o quanto fiquei fora de area.

Mas não digo nada, apenas avanço até Peter.

Por mais que eu não queira...

Canivete – Digo, em tom de voz baixo, sem olhar para Blake.

Retiro minha blusa e ataco seu forro, pegando os pedaços de lã.

Ainda com a ajuda do canivete, rasgo as roupas de Peter, para ter aceso ao ferimento.

Coloco o punhado de lã no ferimento, e agarro as mãos de Aileen, a puxando pelos braços – Faz pressão. Quando a lã não puder absorver mais, troque... E faça o máximo de pressão possível - Digo, mais monossilábico do que nunca. Mais frio do que nunca.

Porque simplesmente não sei o que pensar.

Procuro por ferimento de saída... E não o encontro.

Isso é bom... E ruim.

Um ferimento de saída me daria uma bela hemorragia, mas eu teria um pouco de noção do que há lá dentro.

Sem ele, fragmentos podem atingir alguma coisa... Por mais que pareça improvável, o projetil pode não ter se alocado, ou se fragmentado demais.

Agora empurro Blake, para que ela pare de estapeá-lo e segurá-lo, talvez a fazendo cair de bunda na neve.

Sinto seu pulso, checo sua respiração... Por enquanto, ok.

Ele estar inconsciente não ajuda.

- Ele pode entrar em choque a qualquer segundo... E estancar um sangramento ali, com um canivete e roupas, é impossível. Preciso tirar ele daqui para ontem... Ou ele está morto... - Mais uma vez, estou soando igual um robô.

É como se eu não conseguisse fingir mais.

Como eu fazia aquelas piadas mesmo?

Noah Valmont

Nacionalidade : London, UK
Idade : 24
Cargo : Residente no DU
Humor : Obscuro
Mensagens : 395

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Seg 29 Set 2014, 23:03

“A primeira vez que eu senti medo, eu tinha 3 anos de idade. Meu pai não levava muito jeito com criança então ele decidiu me colocar num local onde todos vestiam branco, era silencioso a não ser pelo choque das quedas e golpes dos mestres e alunos de judô. Eu senti tanto medo, quando vi meu pai se afastar mas pela primeira vez em minha vida alguém se dirigiu a mim com ternura. Era um homem grande com o rosto barbado e expressões completamente assustadoras. Mas ele transmitia uma paz e um conforto tão grande que, meu medo maior, foi ver na imagem daquele senhor um verdadeiro pai.”

“Não!” ... “Noah!”

“Peter... Você vai ficar bem.”

“Não faça isto.” ... “Noah!”

“Peter. Por favor!”


O corpo queria muito parar de responder. Era como se a vida fosse tragada lentamente, esvaindo por entre as gavinhas do vazio. Sentia o corpo todo agonizando e as mãos frias que lhe cobriam o ferimento. Não havia exatamente como descrever aquela sensação. Era uma dor que o puxara para tudo o que ele mais buscava durante sua transição de Seattle para Duhxill: sossego, repouso, paz... Perdera completamente o controle de seus movimentos. Os olhos estavam pesados, as pálpebras como chumbo, ele não queria lutar contra aquele peso. Calou ou olhos, calou os sentidos... Calou-se.

“Ele nunca mais voltaria para aquele local. Era uma nova vida. Uma nova filosofia. Uma nova família. Jogado ao esquecimento, aos três anos de idade. Refém do medo e de todas aquelas imagens que adentravam o centro de treinamento com tantos e tantos rostos diferentes... nunca o dele.”

Ele tentou desenhar um passado diferente para Blake. Algo que ninguém nunca o fizera para ele... Algo que ele sonhou por longos vinte e três anos. De alguma maneira ele conhecia uma versão diferente, mas tão próxima a aquela, a das imagens, que tudo o que pretendera fazer era liberta-la de um de seus maiores e mais cruéis predadores: as lembranças, os traumas, a escuridão da vida. Não era bom com desenhos, mas arriscar salvar uma vida iria muito além da imperfeição de cada traço. Tinha, ele, que tentar. E por alguns instantes ele se viu tão próximo da realidade da ruiva que escondera algo muito maior... E pela segunda vez o medo veio tão avassalador quanto aos três anos de idade. Ele só queria salvá-la e o monstro se tornou. Poderiam haver tantos e tantos olhos claros, mas, convenhamos: todos eram azuis. Todos, não ser os de Blake... E como ele lutou para que aquela distinção não se apagasse.

“Não sou chata! Discordo completamente. Mas que impressão ruim...”

“Ah, quer que eu abra para você? Digo... por causa do braço...”

“E não se sinta perdido, Peter. Afinal... Nós estamos com sorte”

“Eu sou chata e você não tem modos, sr. Sem Nome.”


Mas seu maior medo estara por vir. A Peter fora entregue uma missão: cuidar de um anjo. Ele não sabia exatamente como fazer, mas tinha que descobrir uma forma... Ela era tão linda e tão gentil. E, sentiu-se tão bem ao seu lado... Ele precisava protege-la, cuidar dela, oferecer o melhor que pudera. Havia um vínculo que jamais se quebraria. E sua beleza transpassava qualquer barreira física. Qualquer verso. Era celestial... Peter nunca conhecera um anjo de verdade. Mas era exatamente como as histórias contavam. Seu maior medo era perde-la. Era nunca mais poder mergulhar naquela imensidão azul de indescritível paz...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 5 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum