Boas Lembranças de Patheshire

Página 3 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Natalhie Archibald em Sex 26 Set 2014, 09:46

Nate sentiu o toque ao rosto e os grandes olhos azuis somente ficaram sobre Edge. Mas se podia ver o rosto, em meio a touca, cachecol, a gola alta do casaco, Somente o nariz e bochechas avermelhados pelo frio que já começava a queimar levemente a pele sensível. Ela ouvia ele falar que conversariam melhor depois, e ela consentiu em positivo.

Tocou a mão dele e entrelaçou os dedos, a tempo de ver Aileen abrir a caixinha dela e Noah apanhar a caixinha dele.

Ok sorte mesmo que Nate passou pelo que passou, ou ela ia esconder esta caixinha de vocês até a morte. PORQUE É MINHA CAIXINHA, me deram, é minha, porque eu iria dividir ou emprestar?...

Ela apertou o passo e se aproximou de Noah, ainda de mais dadas a Edge, a mão livre tocou o bolso do casaco e logo ela entregou outra caixinha igualzinha a de Aileen para Noah. Mas antes disto, ela afastou a caixinha e os olhos fixaram-se nos de Noah.


- Me dá a sua chave...

Nate voltando a ser Nate, Graças a Deus, ahahaha!


E ela ouvia sobre lobos, sobre medo, sobre sobreviver e novamente teleférico, nem queria pensar nisto. Aileen tinha metade de uma chave, provavelmente Nate teria a outra, e vocês podiam seguir a trilha na floresta e ver até onde ia dar. Guie o grupo Peter, você nasceu pra isto!

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Sex 26 Set 2014, 10:04

A maior preocupação de Peter deixara de ser o clima. Eram os animais mesmo. E não pararia para uma votação tendo em vista a gravidade do problema, ou uma das gravidades. Não havia como se orientar aonde estavam, ele não conhecia aquela região e provavelmente nenhum do grupo sabia exatamente onde estava, ou seja seguir as torres era a única opção, e de preferencia ao lado oposto das pegadas. Se estavam longe? Não importava... Pelo menos tinha um objetivo e aquilo poderia encorajar alguns. Ninguém gosta de caminhar no vazio...

Peter apanhou a mão de Aileen e a envolveu os ombros logo após com um dos braços:

Este é um jogo doentio Aileen, ele conhece as nossas fraquezas. Então, logo alguns começarão a sentir o peso do clima, até que todos possam sentir e, temos que apressar-nos.

Não mencionaria nada a respeito dos lobos. Não queria assusta-la, a informação já havia sido dita e aquele primeiro alerta bastava. Peter segurava entre os dedos da mão esquerda a barra de ferro e abaixo do braço um dos destroços do banco. Serviria como pá, se necessário, melhor tentar do que perder os dedos, afinal, caso cavar fosse necessário. Sussurrou um pouco mais baixo para ela ouvir, unicamente:

Quando o frio começar a ficar muito intenso em seu corpo, você precisar me avisar. É uma informação importante...

Os olhos passeavam pela neve, a frente, para os lados, buscando qualquer detalhe atípico. Sabe-se lá se o louco não havia preparado mais algumas diversões para eles, como armadilhas. Então voltou a falar para o grupo:

Votamos o que fazer quando estivermos mais seguro Noah. Apenas vamos seguir a trilha das torres e cabos, em busca de um local fechado. E cuidem onde pisam, com ruídos altos, qualquer coisa que valha... Esse babaca pode ter preparado outras surpresinhas.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Sex 26 Set 2014, 10:25

As pernas já não tremiam mais, pelo menos não muito, ou de uma forma que a impedisse de caminhar. Agora que estava com os pés seguros no chão, as coisas ficavam um pouquinho mais fáceis, mas só um pouquinho. Deixou que Peter envolvesse seus ombros e aconchegou-se mais a ele, liberando um suspiro baixo. Ele estava certo, afinal. Não passava mesmo de um jogo... mas até qual ponto?

- Ele não vai parar... Nós também somos marionetes, Peter.

Permaneceu próxima dele, pois apesar de não estar morrendo de frio, era muito melhor ali. Então, ele falava sobre o frio, passando mais detalhes, e Aileen apenas concordou com a cabeça. Assim como Peter, o que a estava assustando e preocupando mais eram os lobos. Dependendo da quantidade... Nossa, eles estariam ferrados.

Podia escutar Natalhie, e pelo visto, ela já estava recuperada do pavor de antes. Essa era uma ótima notícia. Notou a caixinha semelhante que ela tinha nas mãos, e a imitou, fazendo o mesmo com a sua. E dessa vez, com a chave de Edge, Aileen liberou a tranca. Encarou Peter e depois o restante do grupo, mostrando a caixinha.

- Abriu... - olhou para Nate, franzido as sobrancelhas - Mas o que isso significa...?

Uma nova chave? Mas o que ela destranca agora?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Noah Valmont em Sex 26 Set 2014, 12:12

Estendo a chave para Nate, e volto a ficar próximo de Blake.

Como ela, agarro uma das barras de ferro.

Ok, destemido lider. Vamos lá....

Vou apenas caminhando e me mantendo atento em volta.

Certo, apesar de não falar sobre, Blake... Já entendi que rolou algo com você naquela cabana há algum tempo atrás.

E entendi que nosso amigo ficou acompanhando tudo, batendo punheta.

Agora, só bater uma não adiantou, e ele resolveu foder.

Ele teve todo esse tempo para se aproximar, amadurecer...

O que me leva a pensar...

Se isso começou quando ele acompanhou o caso de vocês... Por que sete? Esse número significa alguma coisa?

Noah Valmont

Nacionalidade : London, UK
Idade : 25
Cargo : Residente no DU
Humor : Obscuro
Mensagens : 395

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Sex 26 Set 2014, 12:23

Pelo visto finalmente descobriram uma situação onde todos estavam tensos ao ponto de não fazer piadas idiotas, e isso incluia o próprio Edge. Talvez fosse algo mais do que ter suas vidas em risco, talvez ele realmente tivesse conseguido atingir um ponto mais fundo neles, vai ver por não se tratar de um ser sobrenatural,mas sim de um humano normal como eles fazendo tudo aquilo.

Não, não podia ser um humano normal.

Apenas observou enquanto Natalhie foi até Noah e "pediu" a chave, ja que não havia muito de pedido ali, mas para ele ainda parecia bem melhor se pensarmos quem fazia o pedido. Não era preciso ser esperto o bastante para imaginar o que havia ali dentro, então a melhor idéia até o momento era apenas seguir o grupo e continuar em silêncio.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Natalhie Archibald em Sex 26 Set 2014, 13:18

Nate estendeu a mão apanhando a chave, e logo abriu a caixinha, e apareceu a outra metade da chave. Os olhos iam para Aileen que tinha a outra metade e depois para Edge.

- Parece que este maluco pensa em tudo. Me ocorreu agora, que por mais tenhamos passado medo lá em cima, de algum modo ele queria que todos sobrevivessem, pois deu objetos que se adaptam ao plano dele  para nós. As duas chaves, as duas caixas.

O olhar ia a Blake e Peter.

- O que ele deu para vocês?...

Sim porque certamente ele tinha dado algo a cada um, até o momento eles estavam compartilhando com o grupo o que tinham descoberto. Aquele lá tinha mania de sempre fazia tudo sozinho, Blake era teimosa como uma mula.

- Depois de passar pelo que passamos, acho que o mínimo que todos tem que fazer é dividir tudo que descobrirem com o grupo, independente de ser algo pessoal ou coletivo. Já faz muito tempo que todos os segredos que vocês escolhem manter acabam sendo peça chave para evitar dor ou sofrimento. E já faz algum tempo que todos os segredos que vocês desejam manter acabam expostos da pior forma possível! Então acho que é o momento de deixar de lado qualquer tipo de trauma, medo, culpa e informar tudo a todos! Eu acabei de despencar e engolir todo o meu trauma e tive que lidar com isto, estou tremendo até agora, mas estou viva. Acho que está na hora de todos fazerem o mesmo Se um fala com espírito, o outro viu um boneco na neve, enfim eu espero que todo mundo abre a boca e comece a falar.

O Olhar ficou fixo ao grupo, e ela logo estendeu a metade da chave dela para Aileen, e deixou que ela pegasse e as unisse.
A outra mão continuava sobre a de Edge, sem falar mais absolutamente nada, ela iria seguir o grupo onde quer que eles fossem.

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Blake Harris em Sex 26 Set 2014, 13:28

Blake ficou em silencio apenas observando as caixinhas se abrirem, a faca de Peter ainda estava a mão livre. E então Nate vinha com aquele discurso.
Ok foda-se, eu não vou sentar e contar todas as merdas que me fuderam agora. Mas eu não tenho problema algum em falar o que aquela merda me deu.
Abriu a mão perante o grupo expondo a faca.
- Ele me deu a faca que era do Peter, ele estava com ela quando me resgatou da cabana..- Fitou Peter de canto de olhos, e era somente isto que ela iria falar, por mais babaca que você tivesse sido desde o momento que te encontrei Peter, ninguém merece ser exposto desta forma. Não serei eu a crucificar você, não em publico.
E agora só faltava Peter dizer o que tinha encontrado. Blake seguia ao lado de Noah, e guardava a faca prendendo a cintura, o ferro ainda ficava na outra mão e ela ia seguindo a trilha que Peter os guiava.

- Eu não tenho muita coisa pra falar, apenas que acho que este cara já esta de olho na gente faz tempo, e não somente na gente, nos alunos de Duxhill, desde que viemos a outra vez aqui passar um tempo de trabalho voluntário. Passamos o Inferno aqui, porque existe um cara chamado M. Que vocês não conhecem, ele é um filho da puta, ele e um grupo sofreram diversas experiências do Dr Hunder. Sim nosso querido medico de infância, enfim não sei se é de todos. E o M ficou inteligente demais, alguns ficaram deformados...
O olhar foi de canto ao grupo.
- Monstro, assassinos, estupradores, violentos, nojentos...
A palavra que vocês quiserem.
- Eles violentaram uma garota, quase a mataram, mas era uma isca, ela estava com eles e depois começaram a pegar menina por menina de Dux...Ele pegava elas pelos dutos de aquecimento, os malditos se rastejavam e pegavam elas...Enfim passamos o Inferno, mas  ao final conseguimos deter eles, então o nosso psicótico certamente participou disto. Eu acabei de concluir isto e estou dividindo, não coloquem no meu rabo sobre ser egoísta e babaca ou me meter onde não sou chamada. Este titulo não é meu!
Foda-se.
E logo deu as costas e seguiu o grupo.
 
Ok vocês vão seguir pelo trilha na floresta que leva ao teleférico, e o frio só aumenta, a neve castiga, o teleférico parece cada vez mais longe, devido ao cansaço e desgaste de vocês, e vocês sabem que Nate e Aileen vão cair em breve, elas sentem muito frio, dor no corpo, é como se fossem desmaiar a qualquer momento, precisam de abrigo imediato.
Em meio a neve conseguem localizar uma espécie de moradia/cabana, um pouco coberta pela neve, mas talvez vocês consigam entrar pela janela. Ou sigam e arrisquem, quem sabe não acham alguém que os teleporte até o teleférico.

Blake Harris

Nacionalidade : Americana
Idade : 24
Cargo : Head Cheerleader
Humor : Cinica
Mensagens : 623

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Noah Valmont em Sex 26 Set 2014, 13:36

Apoio a barra de ferro na nuca, soltando o peso dos braços.

Vou caminhando... E o frio aumentando a cada passo.

Meus pés, eu nem sinto mais eles.

Nem minhas mãos.

Mas... Estamos só começando, não é?

Ouço Blake falar... E M?

Não faz nenhum sino tocar. Não me lembro de ninguém lá obtendo a atenção de Hunder assim, a não ser Alex e eu.

Esse treco não acaba não? Cada hora uma coisa nova.

Revelar as coisas, Nate?

Hmm...

Adoraria.

Mas isso levaria a perguntar de como descobri quem é nosso amigo, e sinceramente, não quero responder essas perguntas.

Ao ver a cabana, fico em silêncio... Apenas espero a reação dos outros.

Peter estava puxando. Vamos entrar e fazer a votação agora?

Noah Valmont

Nacionalidade : London, UK
Idade : 25
Cargo : Residente no DU
Humor : Obscuro
Mensagens : 395

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Sex 26 Set 2014, 13:50

Peter parou logo que Nate falava aquilo: é Nate, realmente confessar algo tão natural, do qual ninguém pudera lhe culpar, seria muito mais fácil do que Peter tanto escondia da maioria. Era o lado solitário e anti-social de Peter que alguns já perceberam, a maneira como ele gostava de ficar a sós, sem fazer muita questão de se aproximar, que também o repudiava de falar. Pelo contato, por estar próxima, Aileen pode perceber apenas que o corpo de Peter reagiria ao chamado de Nate, dando um leve aperto mais forte, que durava um lapso de momento. Então Blake falava... também a metade? Era nobre, no mínimo.

Havia uma carta na minha boneca. Eram as últimas palavras de esperança pela vida. Um súplica para sair viva de lá.

Levou a mão para dentro do casaco e entregou a carta para Noah, que de todos parecia o mais consciente e controlado. Continuou:

A menina estava viva quando a encontrei na cabana... Os olhos de Peter voltaram-se para o semblante de Noah. Eu frustrei os planos dele de alguma forma. Talvez ele entenderia, era inteligente o suficiente ou pelo menos tinha demonstrado isso durante todos os acontecimentos. Depois, passou os olhos por Blake, rapidamente, e tornou os passos na direção, guiando o pequeno grupo. Agora já não tinha mais Aileen ao seu lado.

Essa carta foi uma tentativa de me subjugar. Então, ela é importante para mim... E eu gostaria de tê-la de volta, após analisarem ela.

E logo a cabana a frente. Se fazia parte do jogo dele então eles seriam obrigados a jogar. Antes de entrar, claro, nada melhor do que uma averiguação.

Uma cabana, suspeita... Melhor analisarmos ela antes de entrar ou podemos ser surpreendidos de novo.

Ainda tinha a cabana nos olhos, a uma certa distância. Era o abrigo que necessitavam para aquecerem-se um pouco. Tentar encontrar algum tipo de ajuda, se possível, ou repousar, no mínimo.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Blake Harris em Sex 26 Set 2014, 14:02

ADENDO:

Blake olhou de canto de olhos para Peter quando ele falou da carta e ela simplesmente desviou o olhar e não pareceu mais dar atenção aquele tema que estava discutido. Ele tinha  o direito de contar o que quisesse daquilo e ela tinha o direito de manda-lo a merda por isto. Finito.

Continuo a caminhada e era obvio que o estado de Aileen e Nate e por final Noah e Edge piorava e muito, eles iam começar a deixar de sentir partes do corpo e logo seria uma hipotermia.

Peter podia puxar o que ele quisesse até o momento que as pessoas começassem a correr perigo devido ao frio que estava la fora.

Blake fitou Peter e sacudiu a cabeça em negativo, olhava para a Aileen e Nate que deviam estar pior, Noah e Edge ja deviam estar começando também.

- Peter é o jogo dele, mas é a forma como vamos ficar vivos. Então não da tempo de investigar ou averigar, ou morremos aqui fora, ou morremos lá dentro, aposto que nossas chaces são maiores la dentro.


Blake ja tomava a frente e logo agachava-se proximo de uma das janelas, os olhos encaravam o ambiente la, aparentava ser uma cabana mesmo como a outra, mas não tinha moveis.

- Esta vazia....

Blake afastou  o corpo um pouco, e apoiando  o cotovelo a nele, ela virou o pé com toda a força no vidro o estraçalhando, e logo projetava o corpo para dentro entrando a cabana com o ferro em mãos.

Blake Harris

Nacionalidade : Americana
Idade : 24
Cargo : Head Cheerleader
Humor : Cinica
Mensagens : 623

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Sex 26 Set 2014, 14:21

Na cabeça de Edge, talvez ele apenas estivesse mais uma vez cansado daquilo tudo, de tanto que haviam passado e as coisas aparentemente sem chance de melhorar tão cedo. Entretanto, dessa vez era algo mais: A neve, o frio, o desgaste. Realmente não podiam seguir em frente sem descansar ao menos um pouco antes que suas forças se esgotassem por completo e não tivessem condições de seguir adiante.

Ouvia o que Natalhie dizia e...Bem, ele ja havia dito tudo. Ou quase, ou ao menos para ela. Não conseguiu pensar em nada que fosse relevante que não fosse de conhecimento geral então se manteve em silêncio mais uma vez, preferindo juntar suas forças para seguir em frente e não atrazar os demais ja que forma fisica realmente não era seu forte. Se limitava a segurar a mão de Nate junto a sua e sorrir após ela falar olhando para ela, havia gostado da atitude da namorada. Permaneceu ouvindo os relatos de Blake e Peter mas não seria agora que começaria a julgar os outros.

- Bem...Deve ser melhor do que ficar aqui fora.

Era tudo o que dizia após Blake verificar as condições da cabana. Era apenas mais uma parte do jogo no final das contas e pelo visto essa também de alguma forma havia sido preparada para que eles fossem bem recebidos, claro que na visão do psicopata e não deles mesmo.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Natalhie Archibald em Sex 26 Set 2014, 14:34

Nate ouvia as informações que eles haviam resolvido soltar. Uma carta? Que estranho...porque ele daria para Peter uma carta de uma das “bonecas”...Aquilo era realmente muito estranho Ou Peter não estava falando tudo. Enfim, não iria se preocupar com isto agora. Teriam que seguir em meio uma tempestade na neve, sem sair o que podiam esperar eles. Sem contar os tais lobos a que Peter havia se referido.

Noah ficou quieto, não compartilhou nada, o que deixou Nate preocupada de certo modo, ele sempre parecia saber mais que todos, tirar as conclusões primeiro, ou o gelo tinha congelado o cérebro dele, ou ele estava escondendo algo.
Alguém esconder algo neste grupo? Novidade!

Nate apertava de leve a mão de Edge e ia seguindo com ele, deixando o Maximo que podia do rosto e corpo protegido, aos poucos o corpo ia ficando mais próximo de Edge, e eles iam seguindo juntos e abraçados, as vezes Nate vacilava como se fosse fechar os olhos e cair a qualquer momento, apoiava-se em Edge e unia forças para continuar, mas era obvio que não iriam aguentar muito mais tempo.

O rosto dela já tinha pequenas queimaduras do frio. Assim que pararam, os braços dela envolveram a cintura de Edge e ela escondia o rosto como podia junto dele, mas sem encostar em nada, ardia.

- Precisamos encontrar algum abrigo, eu não estou aguentando mais...

Dizia com os lábios roxos e trêmulos, assim como o corpo todo vacilando.

Blake louca como sempre não queria esperar e tomava a frente para checar a cabana, ou simplesmente invadi-la.

Certamente era mais um passo do plano doentio daquele maluco, mas o que eles podiam fazer? A não ser seguir?....


Nate suspirou fundo e já puxava Edge para irem até a cabana, ela precisava parar, decansar, precisava ficar em um local coberto, e tentar se aquecer.

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Sex 26 Set 2014, 14:59

Duas metades que se completavam? Ok... Mas formavam o que exatamente? Teve os pensamentos cortados com as palavras de Natalhie, e sinceramente, tinha sido mesmo ela a dizer aquilo? Aileen abaixou a cabeça, e era aquela história... 'Se a carapuça serviu...'

Mas pelo menos agora, nesse exato momento, não tinha nada de relevante para dizer. Todos ali já deveriam estar cientes sobre o fato dela... enxergar muito mais além do que os olhos normais conseguiriam. Já lhe era algo natural, embora jamais fosse se acostumar completamente. Não era um dom, e muito menos uma sensação agradável.

Então, pessoal, se algum fantasma aparecer aqui para dar um 'oi', dessa vez ela conta, tá bom?

Estendeu a mão para pegar a metade de Natalhie e a encaixou com a sua, formando realmente uma nova e diferente chave. Guardou-a no bolso do sobretudo, esperando o momento certo para usá-la, afinal... este chegaria, sem dúvidas. Estava no plano original daquele maldito, não?

Blake seguia com o relato, deixando Aileen enojada com as barbaridades contadas. Também percebeu a discreta reação de Peter, mas não falou nada, apenas o olhou pelo canto dos olhos. É... Duxhill era um lugar amaldiçoado. Não era de se surpreender que tantas almas vagassem pelos campus. Legal, Aileen... Não tinha um lugar melhorzinho para iniciar os estudos, não? Mas vendo pelo lado bom (se existisse), ela poderia conhecer todos os alunos. Todos... mesmo.

Bem... e o que eles poderiam fazer mais do que simplesmente andar agora?

Já antes de alcançarem metade do caminho, Aileen abraçava o próprio corpo e tentava amenizar os tremores, mas sem grande sucesso. As unhas estavam cravadas nas mangas do sobretudo, com muita força, e a pele corada começava a ganhar um tom mais pálido, e os lábios uma tonalidade roxa nada atraente. Além disso, a visão começava a ficar um tanto turva, como se os olhos não aguentassem o peso das pálpebras. Porém, ela continuava caminhando, tendo que colocar muito esforço para mover uma perna atrás da outra, sem parar. Só que era tão exaustivo que o peito começava a doer, dificultando a respiração.

Peter seguia na frente, e ela pensou que talvez fosse a hora de levantar a mão e dizer "estou com a impressão que vou capotar", mas ao ver a cabana, decidiu se controlar, aguentar um pouco mais. Estavam tão perto agora... Seguia um pouco atrás, calada e encolhida, poupando o restante das forças... que se esgotavam em cada arfada. Durante todo o percurso, ela ficou imaginando qual seria o instante que teria que correr dos lobos.

Por sorte, este não aconteceu. Ainda.

Quando chegavam próximos da cabana, Blake era a primeira a agir, quebrando o vidro, e só de pensar em sentar... Aileen não conseguia imaginar um prazer melhor do que descansar o corpo e se aquecer.

Os dentes não paravam de trincar. Ela olhou por cima do ombro, para trás.

Nada de lobos.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Sex 26 Set 2014, 15:22

Exatamente por saber que a cabana fazia parte do jogo, Peter tentara alertar a todos... Bem, pelo menos fez como todos tanto pediam, para nada. Blake tomava as rédeas da situação, sempre impulsiva, sempre tão inconsequente de seus atos. Mas, agora, soava diferente. Ele não a interromperia, alguma coisa entre eles havia sido destruída. E, estava mais do que ciente sobre os outros, os mais frágeis, mas “morrer lá dentro ou lá fora”, não entrava sequer como um argumento. “Se esta esperando a morte, então...”

Apenas aguardou que os outros passassem. O frio também passara a afetar Peter já, era mais resistente, sim, mas não imune. E não jogaria seu plano fora. Auxiliava aos demais a passarem pela janela onde Blake usara para entrar. E quando todos estivessem lá dentro acolhidos, verificaria a cabana por fora, minuciosamente, já pensando que poderiam ter mais uma cena de terror induzida pelo maníaco.

Logo faria uma procura pelas árvores que rodeavam a casa, tendo cuidado nos passos. Buscaria pegadas, também, atrás de qualquer coisa que pudesse leva-lo a alguma precaução maior.

Depois de todas as buscas, só então, retornava a janela passando pela mesma. O clima parecia estar pra piorar. Aquela cabana seria um alento e, com alguma sorte, algo que não estivesse nos planos do assassino.

Lembrou-se das histórias terríveis que ouvira no tempo em que serviu. Pessoas tendo que amputar membros do corpo ou petrificando em agonia pelas tempestades. Alguns muito mais suscetíveis, algo que lembrava a grande maioria do grupo. Era um inimigo que não tinham como exterminar, sempre estaria presente.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Blake Harris em Sex 26 Set 2014, 15:44

Ela era impulsiva, verdade seja dita.
Mas existem jogos que ela esta cansada de jogar este é um deles Peter, então apenas entre na cabana e CALE A BOCA. È obvio que ele calculou que todos chegariam aqui morrendo de frio, alguns já em estado lastimável e eles iam entrar na porra da cabana.
Então entra na PORRA da Cabana! Simples.
Não quero ouvir você tentando advinhar o que este sádico pensa, porque você consegue falar merda do que ele, então CALA A BOCA e entra.
Blake apenas encarou Peter por uns segundos, e era bom ele não abrir a boca, não impedir e não encostar nela. Algo se quebrou sim Peter, faz tempo. Mas eu ainda não quebrei sua cara, então não encosta em mim, não fala comigo.
Entrava a cabana, e os olhos vasculhavam o local enquanto os outros já iam entrando.
Era um único ambiente, somente uma sala, com uma lareira já devidamente preparada, viu só Peter? Ele quer que a gente se aqueça e fique bem confortável.
Não havia absolutamente mais nada ali, a não ser 3 cobertores dobrados a um canto, e ao centro uma caixa de ferro maior, idêntica a que Nate e Aileen antes tinham só que bem maior.
Blake sentiu vontade de rir, porque era um jogo estúpido e tudo que eles tinham que fazer era jogar ou morrer. Noah estava certo, era só questão de demonstrar poder. Ele queria estar no controle, eles eram as novas bonecas, sem vontade, sem pretexto fazendo a vontade daquele puto.
Blake suspirou fundo, e caminhou rumo as paredes, começou a tatear as mesmas, em busca de algum tipo de passagem, armadilha, enfim iria analisar o local por completo.

Ela não tinha a chave, não cabia a ela abrir a caixa.
Peter você não achava nada, o que quer que nosso amigo que que você ache, esta na cabana.

Blake Harris

Nacionalidade : Americana
Idade : 24
Cargo : Head Cheerleader
Humor : Cinica
Mensagens : 623

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Sex 26 Set 2014, 15:50

Auxiliava Natalhie durante o caminho, apesar de que a namorada ja havia sobrevivido a coisa bem pior dias antes, ela podia estar cansada mais frequentemente ja havia mostrado que era mais forte do que ela mesma, ou qualquer um ali poderia esperar.

- Só mais um pouco ok? Estou com você

Edge colocou as mãos na cabeça de Nate, arrumando os cachos de seu cabelo para não arriscar machucar o rosto da namorada depois que entraram e ficou olhando para ela. Ja havia dito aquilo tantas vezes que as palavras ja deviam ter perdido o sentido, mas por alguma razão não fazia, se sentia melhor sempre dizendo que tudo iria ficar bem. Até porque ainda estavam ali, então tinham escapado outras vezes!

- Vamos sair dessa, de novo ok? Eu te devo um café da manhã na cama.

Susurrou para Natalhie sorrindo, para em seguida entrar juntamente com os demais. Passou os olhos rapidamente pelas paredes e pela caixa, prestando atenção se via algo de incomum, apesar de concordar que tudo fazia parte do jogo e mais uma vez era necessário seguir as regras impostas apenas para variar...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Natalhie Archibald em Sex 26 Set 2014, 15:57

Nate aproximava-se da casa e logo apoiada por Edge, passava pelo vidro, e saltava para a sala, esperava ele entrar e logo os olhos passavam a volta. Uma sala? Vazia? PARA QUE? O que ele queria agora?....
E então a caixa, o que chamava a atenção de Nate, mas ao ouvir Edge, ela virou-se para ele e aproximou-se mais, o fitando nos olhos, a mão ainda meio rígida devido ao frio, tocou o rosto dele com a ponta dos dedos.
- Depois de tudo que aconteceu? O que mais de ruim pode acontecer?...
Ao menos estamos abrigados e juntos, não é Edge?.
Ele já nos quebrou fisicamente, no fez passar todo aquele terror no teleférico, o medo da morte, o medo de cair, quando cair era a salvação. O quanto isto deve ter mexido conosco? Até onde vamos aguentar até enlouquecer?
Poder, limites, estava cada vez mais claro o que ele queria testar.
Nate consentiu em positivo e selou os lábios frios aos de Edge, e sussurrou.
- Você me deve muitas coisas, Edge...
Dava um sorriso meio nervoso, tentando manter-se firme naquela situação, mas ainda sentia muito frio, o corpo todo parecia um picolé. Mas ainda pensava fixamente naquela caixa, ele queria que eles abrissem. Nate soltou um pouco a mão de Edge e logo caminhou até a caixa ajoelhando-se na frente dela, esperou que Aileen entrasse e trouxesse a chave.
Afinal de certo modo aquele doente quer que nós duas abramos esta caixa.
Então vamos fazer logo isto, e nos aquecer em seguida, acredito que seja uma longa noite, mas o dia vai nascer bonito.
O que de ruim pode acontecer abrindo uma caixa?

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Sex 26 Set 2014, 16:23

Pouco a pouco, eles foram entrando. Com a ajuda de Peter, Aileen conseguiu passar pela janela e essa mudança de movimento, tendo que se esticar, abaixar, dobrar joelhos... Nossa. Não tinha uma única parte do seu corpo que não estava dormente ou doendo - dois extremos que incomodavam o suficiente para fazê-la implorar por descanso. Por isso, mal escutava o que os outros diziam, concentrando-se apenas em se manter erguida... Mas, assim que os pés tocaram o chão da cabana, seus olhos correram até um ponto em particular, no qual Natalhie já estava ajoelhada na frente.

É, parece que o descanso teria que ficar para depois...

Aileen praticamente se arrastava até Natalhie, caindo de joelhos ao seu lado. Enfiou a mão no bolso da veste, puxando a chave de dentro dele e encarou a amiga (?), respirando fundo, mas ainda sem dizer nada. Depois olhou para a caixa e com a cabeça, fez um sinal como se pedisse a permissão dela para destrancar. As mãos apertavam a chave com tanta força, pois tremiam tanto que era bem capaz de derrubá-la no gesto mais estúpido.

Que coisinha fofa, né, Nate? As duas amiguinhas agindo em dupla...

No entanto, sem esperar uma resposta, Aileen encaixou a chave na tranca de maneira certeira e girou, uma, duas... três vezes. E junto de Natalhie, esperou para ver o que aconteceria.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Sex 26 Set 2014, 16:37

Dentro da cabana, um pouco mais conformado com a busca que fizera ao lado de fora, Peter se recolheu a uma das paredes e agachou-se, abraçando o próprio corpo a apertar a mão entre este. Buscava aquece-la. Não demonstrava um interesse tão grande para com a caixa, não gostava de estar seguindo ordens de um maníaco. Uma hora aquilo poderia acabar e provavelmente da pior maneira. Talvez todos devessem negar suas expectativas, isso poderia perfeitamente começar a perturbar o desgraçado a ponto de tirá-lo do controle e, assim, começarem a agir em contra-ataque. As condições não favoreciam, tudo bem... Mas eram marionetes mesmo nas mãos do louco e aquilo também era extremamente assustador, ou assim soara.

A preocupação maior de Peter era com as duas a frente da caixa. Sabe-se lá o que poderia saltar lá de dentro mas, parecia que o grupo não tinha maior preocupação então, voto da maioria, tudo bem. Aguardaria, por mais uma tragédia? Tanto faz...

A barra de aço descansava ao lado do corpo junto do pedaço de banco do teleférico. Talvez precisasse de algo mais mas, primeiro vamos ao novo segredo do maníaco. Aguardou quieto no seu canto. Limitou-se a aquilo.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Sex 26 Set 2014, 19:14

Adendo:

- E vou começar a resolver isso logo.

Balançava a cabeça negativamente sorrindo ouvia o que Natalhie dizia, sim ele sabia que sempre podia piorar, sempre havia algo a perder que ainda poderia acontecer...Mas estavam juntos, ela sabia e ele sabia. Soltava a mão de Natalhie quando a mesma se aproximava da caixa juntamente de Aileen. Parou próximo a Noah e Peter, aguardando o que teria ali dentro.

- Alguma idéa? Afinal de contas nada impediria de termos caído na rede e estarmos sem a chave.

Falava com ambos, e ao mesmo tempo com ninguém. Não tinha a menor idéia do que poderia estar ali dentro.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Natalhie Archibald em Sex 26 Set 2014, 22:14

Nate mantinha-se ajoelhada em frente a caixa, os olhos estavam fixos ao objeto. De certo modo uma curiosidade mórbida tocava sua mente, mas ao mesmo tempo sabia que nada de bom sairia daquela caixa.
Mas foi como dissera a Edge...O que mais de ruim podia acontecer? Até mesmo morrer Nate já tinha.

Ela suspirou fundo e logo ergueu os olhos a Aileen vendo a menina se aproximar com a chave, ambas estavam congeladas, batendo os dentes, com os rostos vermelhos, mas tinham que abrir aquela caixa, tudo havia conspirado para aquele momento.

Nate consentiu em positivo quando Aileen fez sinal de que ai abrir e logo observou a chave entrar perfeitamente a fechadura da caixinha, girou duas vezes  e logo a mesma se abriu, dentro dela haviam algumas fotografia, todas viradas para baixo.

Obvio que Nate não deixaria você pegar primeiro Aileen, a mão dela foi certeira dentro da caixa e ela apanhou as fotos de imediato as virando pra ela, e mantendo elas de costas para você.

Aileen você pode ver como a expressão de Nate mudou, de curiosidade para nojo, horror, em instantes, um medo, uma agonia nasceu naqueles olhos azuis e nem mesmo alguém como Natalhie poderia disfarçar isto, ela passou uma foto, e logo o corpo recuou para trás, como se ela mesmo tivesse se jogado para trás.
Os lábios se entreabiram mas a voz não saiu e as mãos começavam a ficar cada vez mais tremulas, ela levou uma das mãos a boca quase como se segurasse para não vomitar.

Olha só Aileen ficou algumas fotos dentro da caixinha, Nate não conseguiu pegar tudo. Aileen pegaria as fotos e o que ela ia ver...

Ia mudar toda sua vida.

Haviam fotos dela em cima de uma cama, vestida completamente por uma lingerie de cor negra, corpete, a peça intima, as meias negra, estava deitada, com os olhos fechados, como uma perfeita boneca. Haviam outra foto que Natalhie estava do mesmo jeito a cama, mas a lingerie de Nate era rosa, um ar mais de menina, de boneca com as bochechas bem cingidas por blush. Os cachos caídos sobre os colo nu.

E havia outra foto, esta estavam ambas de costas os cabelos caídos as costas, haviam uma corrente que parecia sair do pescoço ao chão, e o mais intrigante. Ambas estavam completamente nuas, de costas.

E eu pergunto a vocês....

O que mais aquele sádico fez com vocês do que tirar fotos?

Existem coisas piores que a morte Nate...

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Sex 26 Set 2014, 22:38

Quando Edge via Natalhie com todo aquele "asco" em relação aos papéis que segurava, foi até ela. A imagem que conseguiu ver de relance foi o bastante. Não era preciso ver mais para imaginar do que se tratava. Realmente nos matar seria simples demais, ja que pelo jeito o que ele quer é atormentar, desestabilizar, destruir...Psicologicamente.

- Nate...

Mesmo que ela se debatesse, resistisse, empurrase, o machucasse. Edge a mantinha junto de si, a abraçando, para que ela não conseguisse ver mais nada enquanto acariciava seu cabelo. Por alguma razão, lembrou do que Nate havia dito várias vezes a respeito dele ser protegido. Seria ele diferente se não fosse pela presença de sua mãe? Seria uma pessoa amarga, perturbada, fragilizada...Eram perguntas para outra hora. Uma coisa de cada vez.

- Peter, você fuma certo?

Olharia para Peter devagar, abraçado em Nate. A expressão dele não era das melhores mas certamente não deveria ser nada comparado ao que as garotas deveriam estar sentindo, pensando. Não podia imaginar. Sabia apenas que aquele cara era um monstro, perverso, doente. Queria apenas destruir as garotas, fugir se esconder. Ele não conseguia sentir raiva, porque Edge é uma pessoa "lógica" demais e aquele...Doente era quase irreal demais para existir, uma abominação que desafiava a lógica.

- Por acaso...Não estaria com seu isqueiro?

Era tudo que diria enquanto abraçava Natalhie e acariciava seu cabelo. Você é esperto Peter, pense um pouco.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Sex 26 Set 2014, 23:34

Diferente de Natalhie, Aileen não estava com uma curiosidade mórbida ou qualquer coisa do gênero sobre o que havia dentro da maldita caixa. Queria apenas acabar logo com aquela agonia de uma vez, para dessa forma, sucumbir aos anseios do corpo, que gritava de cansaço e dor, e finalmente - poooor favor - cair no primeiro lugar que encontrar e permanecer lá até o inverno ir embora. Não estava mesmo aguentando mais. Era possível se sentir tão esgotada ao ponto de ficar com preguiça de até mesmo respirar? Pois é... ela estava quase desistindo. Mas ficava sempre no 'quase'.

A tranca destravando soou como um berro bem diante de seus ouvidos.

Não fazia ideia do que poderia ter ali dentro, mas certamente era de se esperar alguma... barbaridade, não?

Mas...

Aileen chegou a esticar a mão para tocar o conteúdo, porém Nate foi mais rápida, mas bem pouco já que estava tão debilitada quanto à irlandesa. Enfim... ao menos nenhum bicho ou armadilha voaram nas gargantas delas e...

Certo. Que cara era essa?

- Natalhie...?

Não esperava uma resposta mesmo. Edge logo se aproximava da namorada, enquanto Aileen buscava os papéis de dentro do que parecia ser um cofre. Só que...

Não.

Era como se estivesse encarando a si mesma por meio de um espelho sujo.

Se olhar naquelas condições...

Fechou os olhos e começou a chorar, calada.

Sabe aquele lance de desistir e tals? Bem... primeiro ela empalideceu e em seguida prendeu o fôlego com força. Os olhos se arregalaram e ela não estava mais respirando.

Ela estava tendo um ataque, entrando em colapso.

Não dizia uma única palavra... E já não soltava uma lágrima.

Forçava os pulmões a não trabalharem.

As fotos continuavam entre os dedos, intactas.

E ela não pensava em nada... tudo ficava escuro.

Aquele era o fim da queda?

Pois ela estava completamente estilhaçada agora.


Última edição por Aileen Donnelly em Sab 27 Set 2014, 10:51, editado 1 vez(es)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Convidado em Sab 27 Set 2014, 00:04

Enquanto buscava por maior conforto, calado ao canto da cabana, percebera pela primeira vez Edge se aproximar. E, não Edge, era difícil tentar entrar numa mente tão doentia quanto a do maluco. Sabe-se lá o que se poderia esperar, qual seria seu próximo passo, qual seu plano final... Respondeu a ele:

Nenhuma ideia... Só não acho que deveríamos estar jogando o jogo da maneira que ele quer.

E naquele mesmo momento abriam a caixa que por sorte não tinha nenhuma armadilha oculta, ou algo que pudesse ferir as duas ali na frente fisicamente. Aquilo soou como um alívio e Peter baixava o rosto já mais aliviado quando percebera a reação de Nate, e poucos segundos depois a própria Aileen sufocando-se na própria agonia. “Desgraçado...”, era tudo que Peter poderia pensar naquele instante em que se aproximou de Aileen, visto que Edge auxiliava a Nate e, após bater o olhar as fotos, pudera já compreende tudo. Sussurrou baixo, enquanto abraça Aileen e a mão trazia sua cabeça para o próprio peito, escondendo o rosto da menina:

É um jogo Aileen, isso não passa de um jogo!

Aproximou os lábios do ouvido dela e falou mais baixo, para apenas ela ouvir:

Esta não é você, é mais um truque, assim como a altura que nunca existiu no teleférico. Lembre-se disso. Ele está jogando e você é muito mais forte do que isso.

Peter a abraçou forte e então ouvia Edge perguntar a ele sobre o isqueiro, que não tinha mas, a boa intenção de Edge poderia ser paga de outra forma:

Recolha as fotos Edge, leve a lareira. Ele deixou tudo pronto para que nós possamos viver para mais diversão.

Na lareira havia lenha e fósforos. Algo que não escaparia do cuidado de Peter quando vasculhara a cabana. Manteve-se diante de Aileen e logo, assim como para com os lobos, tentara mudar o fogo do “pior”, enquanto os dedos da mão afagavam os cabelos da jovem:

Você precisa se aquecer, tem cobertores e Edge vai acender o fogo. Logo estaremos longe disto tudo.

Ele não a forçaria a nada, apensa estava ali para tentar servir de apoio para aquele momento, sabia o quão angustiosos eram alguns momentos e aquele teria sido um golpe baixo demais para Aileen. Peter deixou então os lábios tocarem a cabeça da garota e sussurrou, uma última vez:

Você ainda me deve um encontro com bebidas fortes como... coca-cola, lembra?

Eu não esqueci... Então é bom a senhorita Chata se recompor.

Tentava passar confiança, quebrar aquele massacre mental, traze-la de volta a tona.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Natalhie Archibald em Sab 27 Set 2014, 08:54

No primeiro momento em que você se aproximou Edge, Nate ainda estava com aquela expressão de nojo, embargada com uma visão que os olhos não podiam acreditar. As fotos estavam nas mãos dela, ela mantinha-se de joelhos frente a caixa. Edge pode se aproximar, ajoelhar-se junto e puxa-la para seus braços.

Ela não iria lutar. Mas os olhos azuis ficavam fixos as fotos. Edge podia tocar em seu rosto, ele estava frio, seus cabelos, seus cachos. Era realmente como tocar em uma boneca sem reação.

É Edge...vai saber se sua mãe, sua louca mãe, não tivesse de algum modo acompanhado sua infância, como você ficaria?..Quem você seria?...Por sorte você teve estrutura, por sorte você pode engolir todo o ódio que deve estar sentindo por imaginar que um pervertido pode ter tocado em Natalhie, para dar apoio a ela.

Mas não falem nada por favor, fiquem com as bocas fechadas. NADA que vocês possam falar pode melhorar
isto.

Nada neste mundo vai tirar de mim a sensação que sinto agora.

Nate ficava ali acolhida, até que ela ouviu Peter...
 




“É um jogo Aileen, isso não passa de um jogo!
Recolha as fotos Edge, leve a lareira. Ele deixou tudo pronto para que nós possamos viver para mais diversão.”
 
E era neste instante que Nate teve sua primeira reação, a forma como o corpo reagiu foi tão brusca Edge que você chegaria a se assustar e a soltaria, ela puxou o corpo bruscamente, e os olhos recaíram em Peter.

- Um jogo?....Diversão?!


Nate jogou as fotos dentro da caixa e em um gesto quase violento retirou as fotos da mão de Aileen e jogou na caixa, apanhou a caixa com as duas mãos.


- Vocês estão se divertindo com este jogo? Que bom!!! Fico muito feliz!!!

Correu na direção da parede, e logo parou batendo a caixa com força na parede, uma, duas, três, quatro, cinco vezes, não parava de bater, as fotos caiam ao chão, a caixa se amaçasse as mãos se feriam mas ela não parava de bater.

- Divirtam-se então! Se divirtam!!!


Deixou a caixa cair ao chão, e ficou de costas para eles, as mãos repousaram ensanguentadas ao lado do corpo, e ela sussurrou a si mesma.

- Um jogo, um divertido jogo, vamos todos nos divertir...


Sussurrava a si mesma, enquanto a mão ia ao bolso, e ele havia mantido seu espelho Nate, ela apanhou abriu o espelho e logo pode ver os próprios olhos ao espelho, e assim ela ficaria, encarando o espelho, de costas a eles, a caixa toda amassada aos pés dela assim como as fotos.
 
Veja só Dr Hunder. Ela reagiu de um modo diferente desta vez, logo você pode chegar em seu objetivo...

Não é por isto que você escolhia jovens?....Será que alguém que viveu o que estas crianças viveram pode realmente ser normal?

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Boas Lembranças de Patheshire

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum