Quarto 703

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Quarto 703

Mensagem  Convidado em Qua 15 Out 2014, 11:40

Não era uma manhã exatamente quente, de calor desesperador, mas o sol que entrava pelas brechas da cortina era forte o suficiente para alcançar o casal ainda apagado sobre a cama... que não se encontrava muito "arrumada" após os últimos acontecimentos de noite passada. Partes do lençol se arrastavam pelo chão, confundindo—se com as roupas jogadas, algumas mais distantes do que outras. Aileen estava deitada de barriga para cima, com a colcha a cobrindo até altura dos seios, onde o braço de Peter se apoiava e a mantinha próxima dele, apesar das posições diferentes, já que ele seguia de bruços.

Dormiam de forma profunda, ambos aconchegados um no outro, até que a súbita claridade começou a incomodar. As pálpebras tremeram antes dela abri—las por completo, logo ficando arrependida, pois os olhos arderam. Mas não demorou muito para se acostumar. Foi então que sentiu um peso sobre o peito e lentamente ela olhou para o lado... deparando—se com a cara dorminhoca de Peter, também notando a tatuagem que cobria os ombros e partes das costas...

Na mesma hora, o rosto de Aileen assumiu um delicado tom avermelhado, que espalhou—se depressa pelas bochechas e nariz, nada fora do comum, embora o motivo fosse... diferente. Especial. Lembranças do que aconteceu noite passada a fizeram suspirar baixo, ainda incrédula. Simplesmente porque não parecia... real. Porém... era sim. A pele se arrepiava nos pontos exatos em que Peter a tocara, e meu Deus... era mesmo verdade.

Mal percebeu que as mãos seguravam cuidadosamente o braço que a envolvia, afagando de leve, uma atitude natural. A cabeça, de novo, pendeu para a esquerda e ela ficou o observando, ainda chocada e...

Um sorrisinho apareceu nos lábios aveludados, doce e feliz... e estavam mais "corados" que o normal esta manhã... adivinha de quem era a culpa?

No entanto, estava longe de ser a única consequência de ontem. Em várias partes estratégicas, era possível ver manchas e pequenos arranhados, causados por dentes e barba, distribuídos pela pele clara. Por sorte você não gosta de praia e piscina, né, Aileenzinha? Partindo do princípio que você não sabe mesmo nadar...

Bem... eles certamente estavam atrasados para as aulas. E mesmo consciente disso, Aileen virou em direção a Peter, apoiando a testa em seu ombro e fechou os olhos, permitindo que a mente brincasse um pouco. Ignorava a própria nudez, já que não fazia sentido ficar constrangida. Ou... "muuuuuito" constrangida.

Peter tinha visto mais do que apenas um corpo meramente despido...


Última edição por Aileen Donnelly em Qui 16 Out 2014, 21:46, editado 1 vez(es)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 703

Mensagem  Convidado em Qua 15 Out 2014, 16:49

Então restara a Peter acordar por último. Não seria a claridade ou o calor dos raios do sol que o fariam despertar, mas a testa dela ao ombro, aquele simples toque. E como a menina os olhos já abriam-se semicerrados, perturbados pela claridade intensa que invadia o quarto. Ele tinha um leve sorriso nos lábios; nada mal para quem pensara que seria mais uma noite acordado, pensando nos acontecimentos ruins que os perseguiam.

E lá estava ela, e pelas condições, recém havia acordado também. Então ela poderia ver nas costas do rapaz algumas marcas do que acontecera noite passada, arranhões, fortes, as típicas cicatrizes que qualquer homem gostaria de sempre encontrar ao acordar. A noite deveria ter sido maravilhosa para o casal, e ele falou ainda com aquela voz rouca, de quem acabara de despertar:

Bom dia mocinha – o sorriso se expandia um pouco mais e, universidade não existiria para ele naquele momento. Estavam atrasados, claro. Será que haveria aula após aquela notícia terrível?

E foi quando os olhos se acostumaram mais com a luminosidade do local que ele viu ela um pouco corada. A mão dele tocou a barriga dela por debaixo do lençol e ele sussurrou para provoca-la, e se valer daquela timidez dela.

Você está nua? – fez uma feição séria olhando-a. Puro teatro. – O que aconteceu a noite?

E então ele começou a rir, não aguentando muito tempo, era quando ele avançava para cima do corpo dela e roubava um beijo da menina, ficando junto dela.

Seus professores vão ficar surpresos com a ausência, não? – ele fez uma pausa – Eu não vou deixa-la ir embora.

Era a vez de Peter deitar o tronco abraçado ao dela e mais uma vez assumir aquela posição de “vou voltar a dormir usando-a de travesseiro”. E, lógico, ela dependeria da boa vontade dele agora para se desvencilhar daqueles braços. Então, era bom começar com os argumentos favoráveis a ele, do contrário, só sairiam quando a fome pegasse.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 703

Mensagem  Convidado em Qua 15 Out 2014, 17:39

"Um pouco corada" mudou rapidamente para "extremamente corada" quando a mão dele tocou sua barriga nua após o 'bom dia' murmurado. Aileen afastou a cabeça o suficiente para poder encará-lo e sorriu em resposta. E sim, ela tinha visto as marcas... Detalhes que a fizeram engolir em seco, pois sabia exatamente em qual momento foram criadas na pele de Peter. Mas ele também tinha sido um menino mau, então estavam quites. Olho por olho, dente por dente, meu chapa.

- Bom dia... - sussurrou, uma das mãos entrando pelo lençol, encontrando a dele - Ah, eu... acho que sim - arregalou os olhos diante da pergunta, mas logo os estreitou ao perceber que ele estava apenas implicando - Não se lembra? Ok... Talvez eu possa te ajudar contando alguns fatos... Como, por exemplo, que eu precisei resgatá-lo de uma pessoa mal-intencionada, sabia? Invés de mim, você estava prestes a acordar ao lado de uma loira com uns três metros de altura... - o sorriso aumentou - Bem... Não era exatamente uma 'loira'... Você me deve gratidão eterna.

Nisso, ele avançava e Aileen correspondeu o beijo, rindo ao final do carinho.

O rubor ainda se mantinha na face, mas esse já lhe era o natural, o que ficava ainda mais nítido por causa da ausência de maquiagem, e na luz do dia, mais acentuado também. O cabelo estava um ninho de ondas bagunçadas sobre o travesseiro, mas longe de deixá-la feia. Na verdade, nem se estivesse com o vestido mais bonito, o penteado mais perfeito e a maquiagem certa... ela estaria tão bonita como agora. Com a movimentação dele, a puxando para perto, as pernas acabaram se esbarrando. Ela deitou a cabeça em seu peito e fechou os olhos, apreciando o conforto, como fizera tantas vezes ontem.

- Ah... Talvez... - ela respondeu sobre a faculdade, falando baixinho - Mas não me importo. Não hoje... Perder algumas aulas não vai me afetar tanto, e longe de prejudicar minhas notas... - por que, né?

Força de vontade dela? Hahaha. Fome? Ahn?

Aileen inclinou o rosto para poder alcançar o de Peter e depositou um beijo leve perto da orelha, sussurrando alguma coisa logo em seguida.

- Então... Você nem vai precisar de muito esforço...

Ela voltou a se aconchegar nele, só que nesse momento, os dois aparelhos celulares começaram a vibrar, e tocar, anunciando mensagens. Aileen soltou um sonoro suspiro de protesto. Mas era muita coincidência, não? Ao mesmo tempo...?

- Tão... cedo?

E mesmo assim, ela não deu o menor indício de que levantaria para ver do que se tratava.

Tinha suas suposições, claro, mas...

Agora não, por favor.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 703

Mensagem  Convidado em Qua 15 Out 2014, 18:27

SMS geral:

"Eu não sei onde vocês estão. O que vocês estão fazendo, ou se estão bem apenas...Cuidado ok? Se acontecer qualquer coisa estranha, avisem - Edge."

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 703

Mensagem  Duxhill H.U. em Qua 15 Out 2014, 23:18


_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill H.U.
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 161
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2086

http://theotherside.criaforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 703

Mensagem  Convidado em Qui 16 Out 2014, 01:44

Peter a ouvia falar, os olhos já estavam fechados novamente, parecendo desejar muito levar a sério aquela ideia de ficar ali e voltar a dormir. Mas ele sorria com as palavras dela, o que denuncia que estava mais do que bem desperto. Ele arranhou um pouco a garganta, ergueu parcialmente o tronco e olhou-a nos olhos:

Deixa eu ver se entendi: me salvou de alguma pessoa que não parecia uma mulher para poder se aproveitar do meu estado de esquecimento, abusou do meu corpo se valendo da minha fraqueza, e agora esta pensando em matar aula? – os olhos dele ficavam cravados aos dela e naquele momento ele parecia tão sério falando, por mais que tentasse não rir daquilo – Então eu estou a levando para o mal caminho.

E os olhos ainda se mantinham encarando aos azuis dela, até num subir do corpo ele poder avançar até o pescoço da menina e morder ela suavemente. Era quando os braços a apertavam um pouco mais, num abraço mais forte, porém nada agressivo, e ele soltava um urro baixo de felicidade por estar ali, com ela.

Precisamos conversar muito a respeito disso. – logo roubava um beijo rápido dos lábios dela, rolava para o lado da cama e se erguia, espreguiçando-se, dando as costa a menina indo na direção do banheiro. Foi quando o corpo saiu da visão dela, mas logo apenas a cabeça voltou para fora deste e ele não resistiu:

Vou fechar a porta, não se preocupe – e então ele sorriu, e fechando a porta do mesmo, sumiu da vista dela. Levou poucos minutos e então ela podia ouvir a água que escorria do chuveiro e chocava-se não só ao chão mas também ao corpo de Peter, num rápido banho.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 703

Mensagem  Convidado em Qui 16 Out 2014, 11:55

Quando ele ergueu o tronco para poder encará—la, Aileen carregava um beicinho emburrado, pois a posição de antes estava tão boa... Mas logo a expressão malcriada se desfez, dando espaço a um sorriso de puro divertimento. Como resposta, Peter obteve apenas um leve menear da cabeça, seguido de uma risada. Não adianta fazer essa cara séria... Ela inacreditavelmente te conhece muito bem, e você sabe disso.

Porque quando ela olha nos seus olhos... É como se você contasse tudo que a boca... não conseguia dizer.

E ela entende.

— Bem... Vendo por esse lado...

A mordidinha arrancou um novo riso, mesclado com um suspiro disfarçado, que ele facilmente poderia escutar. O aperto ainda era quente, e embora firme, também muito carinhoso, e se ele continuasse... Aileen já não desejava mais levantar daquela cama. Nunca mais. Para quê? Ali, naquela ilusória segurança, estavam protegidos do perigo que Duxhill oferecia, alheios ao que acontecia do lado de fora...

Juntos, criaram um forte, impenetrável e duradouro, que possibilitava aos dois proteção, e mais do que isso, uma sensação de paz que não existia "do outro lado".

Fechou os olhos para receber o beijo, e num breve piscar, Peter já estava se levantando, e sem um pingo de vergonha, caminhou completamente nu até o banheiro. De canto, ela observou todo o curto caminho, e só quando ele sumiu de seu campo de visão que Aileen notou que estava prendendo a respiração.

Céus...

Ainda se mostrando preguiçosa, permaneceu deitada, a cabeça repousando no travesseiro. Foi quando Peter voltou a olhá—la, pela porta, passando o sutil 'recado'. Ela sorriu e concordou. Parecia algo tão... habitual. Como se aquela não tivesse sido sua... primeira experiência.

Enquanto ele tomava banho, Aileen decidiu agilizar algumas coisas, mesmo sem vontade. Como o soldado, também estendeu os braços e se espreguiçou. Por estar sozinha, não se acanhou em ficar de pé e correr até a bolsa largada no chão, ajoelhando—se sobre o carpete macio. Pegou o celular, não ficando muito surpresa ao ver de quem se tratava a SMS.

— Edge? — as sobrancelhas se uniram, realçando a repentina preocupação, que só se intensificou após ler o conteúdo da mensagem.

Digitou uma resposta.

"Eu e Peter estamos juntos... e bem. Edge, aconteceu algo? Como estão as coisas por aí?"

Dava até medo de perguntar...

Ah, tinha uma mensagem da Gossip... que por agora, Aileen iria ignorar.

Ainda na mesma posição e com o aparelho pressionado contra o corpo, Aileen ficou pensativa... Mas nada em especial.

Hmmm...

Também precisava de um banho.


Última edição por Aileen Donnelly em Qui 16 Out 2014, 21:53, editado 1 vez(es)

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 703

Mensagem  Convidado em Qui 16 Out 2014, 13:42

Ele não estenderia muito seu tempo debaixo daquela água quente tão relaxante, por mais que desejasse ficar horas ali. A consciência de que provavelmente Aileen precisasse de um banho o fizera tomar um banho bem mais rápido, afinal, fazia tempo que Peter não se sentia tão bem quando naquela manhã. Tudo reflexo de uma noite perfeita. Quando desligou o chuveiro passou a toalha ao corpo, deixando ainda algumas gotas pelo corpo. O cabelo também estara molhado, pois não demorou a sair do banheiro com a toalha amarrada a cintura e ver Aileen nua...

Está livre mocinha – falava do banheiro. Ele lembrou-se de alguns momentos da noite passado e sorriu, enquanto se aproximava dela e sussurrava – e nada de defensiva viu? Respiração pausada, braços soltos, a cor no rosto pode ficar assim – riu-se – e seja natural.

Ele estendia a mão para auxilia-la a manter-se de pé e então a envolvia num abraço terno, tirando os pés dela do chão, e a conduziria até a porta do banheiro em seus braços. Ela era leve, Peter gostava daquilo, de leva-la pra lá e pra cá. Estavam juntos e próximos, era quando ele sentia-se seguro e, claro, tirava uma casquinha dela.

Então a deixava ali, os pés novamente ao chão, aquele vapor saindo pela porta, do banho quente. Foi quando ele aproximou os lábios dos dela e parou, antes de beija-la, desistindo da ideia – só depois do banho!

Afastou-se dois passos e seguia na direção da cama, de costas. Era quando se acomodaria a cama, vestindo-se das roupas da noite passada, apanhando celular. E a mensagem mais ou menos parecida:

“Estamos bem Edge, obrigado, decidimos ficar juntos devido a tudo que aconteceu ontem. Logo estaremos de volta a universidade... Espero que estejam bem também, que Nate tenha se recuperado.”

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 703

Mensagem  Convidado em Qui 16 Out 2014, 21:36

E quando saísse do banheiro, realmente a encontraria ajoelhada sobre o carpete, com a mente muito longe, embora não demonstrasse preocupação em si, apenas... apenas sendo ela, como de costume. Existia alguém mais viajada do que a Aileen em Duxhill? Apresenta aí, então. Por isso, ela só percebeu a presença de Peter quando o mesmo a anunciou. Olhou para ele por cima do ombro, afastando qualquer tipo de pensamento, e sorriu. Ela estava de costas, te proporcionando uma visão, no mínimo, interessante... Era mesmo uma criaturinha muito branca, de curvas delicadas e fartas.

- Então agora é minha vez e...

O sorriso foi se desfazendo aos poucos, até restar uma leve expressão de... ops. Pois a nudez de Peter, coberta por uma toalha, a lembrou de seu próprio estado. As mãos de Aileen repousaram sobre as coxas despidas, e antes dele terminar de falar do rubor que costumeiramente lhe cobre o rosto, lá estava ela... corando de novo, claro. Aquele era o seu natural no fim das contas.

Então, ele estava próximo, parado na sua frente e com a mão estendida. Aileen o olhou de baixo e mordeu o lábio, porque Peter... Ela era tímida, comportada, mas por favor, não era cega. E após a noite de ontem... Os olhos passearam pelo peitoral ainda úmido, concentrando-se nos músculos perfeitamente desenhados. Piscou demoradamente, como se estivesse se censurando.

'Aileen má! Aileen má! Aileen máááá!'

Aceitou a ajuda oferecida e a mão segurava a dele, e logo estava levantada, bem na sua frente.

- Você é muito implicante, eu já te disse isso? Eu NUNCA fico na defensiva... - murmurou, nem ela acreditando em suas próprias palavras, tanto que acabou rindo - Talvez eu... Ei, Peter!

Passou os braços pelo pescoço, segurando-se nele quando a ergueu com facilidade, e embora soubesse que Peter não a deixaria cair, já era um hábito. O gritinho virou uma risada baixa e ela escondeu o rosto no ombro dele, distribuindo alguns beijinhos. Quando seus pés tocaram o chão, Aileen o encarava de um jeitinho doce e logo cerrava as pálpebras, esperando o beijo... que não veio. Pelo contrário, a única coisa que encontrou foi um sorriso atrevido de Peter.

Ah, acredite, soldado... Ela também sabe jogar. Pode apostar, queridinho. Cada um tinha suas armas...

Com um leve arquear de sobrancelhas, ela entrou no banheiro, também fechando a porta. E seria a vez dele escutar o som da água caindo. E Aileen demorou um pouquinho mais no banho... um pouquinho beeeem demorado. Quando voltou para o quarto, estava enrolada numa toalha branca e felpuda, que até parecia um vestido de festa, e o cabelo se encontrava molhado e completamente jogado para trás, com as pontas caindo sobre os ombros.

E fala sério... Ela era algo muito bom de olhar.

Nessa altura, Peter já estava arrumado, e ela... parecia procurar alguma coisa pela bagunça que fizeram, pegando as roupas espalhadas.

- O Edge me mandou uma mensagem, e parece que aconteceu algo... - Aileen suspirou - E quando não acontece, não é mesmo? Precisamos voltar...

Cata de lá, cata de cá... e nada.

- Droga... Mas... Ah... - ela parou de repente, olhando na direção do soldado - Pode me devolver, por favor?

O dedinho indicador foi erguido, e apontado na direção de Peter... certeiramente. E o sorriso que desenhava os lábios de Aileen... Pode ter certeza, era exclusivo seu. Afinal...

Nenhum outro cara jamais esteve sentado na calcinha dela para fazê-la sorrir daquela maneira.

Quer mais naturalidade do que isso, Peter?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Quarto 703

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum