Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Duxhill Faculty em Seg 10 Nov 2014, 13:48

Cenário



Recepção




Salão




Bar




Corredor dos Quartos




Quarto


_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill Faculty
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 160
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2077

http://theotherside.criaforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Duxhill Faculty em Seg 10 Nov 2014, 13:58

Todos os "escolhidos" já estavam frente a entrada do Hotel, e logo Cappie que tomava a frente, era o primeiro a estender as mãos e abrir as portas duplas, ele entrava a recepção do Hotel e logo parava, virando-se ao grupo.


- Bem como podem ver fomos os escolhidos para passar uma Noite de Terror neste no Crescent Hotel, eu vou contar a que me contaram sobre este lugar, e depois a Blake vai dizer como ficaram separados os quartos. 


- O Crescent Hotel era um hotel muito luxuoso, e por muito tempo foi considerado o mais refinado hotel Americano, sendo destino de senhoras e cavalheiros que vinham de todo país para desfrutar de suas acomodações. As épocas de baixa estação vinham com o inverno, e o hotel sofreu um grande baque com a quebra da bolsa, em 1929. A pior época veio em 1937, quando o hotel foi comprado pelo Dr. Norman Baker, que alegava ter descoberto uma cura para o câncer, que consistia em injeções com ingredientes variados e desconexos. O hotel então se tornou o Hospital do Câncer Baker, até 1939, quando o médico foi preso. Um investigador estima que Baker extorquiu de seus pacientes uma quantia aproximada de 4 milhões de dólares, e levou muitos deles a morte.


- Os atuais donos compraram o Crescent em 1997, depois dele ter passado pelas mãos de vários donos, e ter sido submetido a várias restaurações. A última restauração foi completa em 2003. Muitos avistamentos de aparições fantasmagóricas tem sido feitos durante esses anos. O que nos leva aos hóspedes etéreos do estabelecimento.  A notícia de sua existência atraiu milhares de pessoas de todo o mundo, e levou ao hotel muitas equipes de investigação paranormal e televisão, incluindo o programa do canal Discovery, Ghost Hunters (Caça-Fantasmas). Usando aparelhagem de fotografia infravermelha, a equipe Discovery capturou imagens de uma silhueta não muito nítida na sala que servia de necrotério para o hospital. A invasão das equipes de TV e seus equipamentos deixou os espíritos apavorados, afirma o clarividente.


- Os médiuns conhecem pelo menos cinco espíritos vivendo ali, e afirmam que, assim como o Gasparzinho dos desenhos animados, todos eles são “camaradas”, ou seja, tem comportamento amigável. Eles dizem que Michael, um dos fantasmas, até tem um ótimo senso de humor, como ligar o ar condicionado de alguns quartos no inverno, ou aumentar o aquecimento no verão. Às vezes, os hóspedes acordam e encontram as portas e janelas do quarto completamente abertas. “Os pacientes com câncer vieram até aqui para serem curados. Eles não compreendem que morreram, e por isso ainda estão aqui, esperando por seu tratamento”.


Cappie suspirou fundo e logo fitou uma a um ali na sala.


- Bom temos somente dois andares, recepção, salão de jogos, bar e o andar de cima com os quartos...Não preciso dizer que com certeza a experiência aqui será inesquecível. E também nem preciso dizer que estamos sozinhos aqui, então nada de serviço de quarto!


Cappie deixou um sorriso tomar o rosto e logo Blake estendia para ele um pequeno envelope prado, Cappie apanhou o mesmo e logo tirou um papel de dentro.


- Quarto 2, Noah Valmont e Natalhie Archibald....Quarto 6 - Edward Edge e Aileen Doleen, Quarto 9 - Cappie e Blake Harris, Recepeção, Nina Morgeli.


Os olhos de Cappie foram a Nina.


- Parece que você vai ficar sozinha hoje, Nina...


Nina sorria de leve e encolhia os ombros.


- Ah eu estou com Deus....


Cappie deixou-se sorrir apenas e virou para todos, enquanto Nina apanhava as chaves penduradas ao mural na recepção e entregava a 2 a Noah, a 6 a Edge, e a 9 a Cappie. E ela estendia a mão na direção das escadas.


- Bem vindos...


Ah Aileen você tá vendo a Blake piscando pra você?...Tá vendo? você vai conseguir finamente conversar com o Edge...ou não.


Nate já está rosnando?

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill Faculty
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 160
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2077

http://theotherside.criaforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Convidado em Seg 10 Nov 2014, 14:12

Ok. Edge vai ter que deixar de lado temporariamente as desventuras de seu noivado lindo e maravilhoso para se concentrar no que esta acontecendo atualmente. Ok, talvez pareça falta de sensibilidade parar de pensar naquilo mas ele não podia se destrair por uma única razão: Pessoas morriam quando ele se destraia. E era o Legado, atenção redobrada. Logo Nate fazia aquele comentario e ele susurrava próximo ao ouvido dela.

- Não...Tenho certeza a quem você esta se referindo.

Era provável se dirigir a Aileen, tendo em mente os acontecimentos recentes mas sempre havia a possibilidade de ser a respeito de Nina que estava longe de ser alvo da afeição da Noiva. Edge olhava rapidamente para os presentes, parando o olhar quando o mesmo ia de encontro a Noah.

- De quem é a vez de dizer que isso é uma péssima idéia antes de Blake usar uma analogia envolvendo sexo para dizer que devemos relaxar e nos divertir? Acho que é sua...

Porque aquilo acontecia toda vez. Não era o "reclamar" como Nate fazia, era avisar o quanto a idéia era ruim, e o outro iria concordar, Blake dizer que era uma boa idéia e eles acabarem fazendo de qualquer jeito para logo em seguida se darem mal, mas geralmente um "eu te avisei" não resolvia, e o ciclo logo recomeçava. Era interessante que haviam outros participantes desta vez, vai ver toda "presidência" precisava estar envolvida. Cappie e Nina eram um casal? Não perdia muito tempo pensando no que Cappie fazia ou deixava de fazer, ja que tempo era algo sempre faltando em Dux.

- Ok, acho que é o meu novo "cenário favorito". Claro que a competição não é muito boa.

Orfanatos, hospitais, spas, ilhas, cemitérios. Devia ser mais um dos termos que Edge usava ao falar daquilo tudo e colocar em "temporadas", mas ele olhava para cima e ao redor ouvindo tudo aquilo. Não estava especialmente impressionado pelo que ouvia mas permanecia em silêncio enquanto o presidente falava. Havia algo no olhar de Blake que incomodava Edge, e logo foi revelado quando a lista de "quartos" foi revelada. Se limitou a balançar a cabeça negativamente com um sorriso artificial de olhos fechados, enquanto falava com Noah.

- Eu acho que é uma "convenção social"  fazer uma brincadeira em tom ameaçador a respeito de você com minha noiva em um quarto mas acho que sabemos que a real ameaça é...Ela mesma. Boa Sorte.

Falava isso enquanto Natalhie quase tinha um derrame, e parava olhando para o próprio relógio, cronometrando de maneira despreocupada quanto tempo demoraria para ela se posicionar contra aquilo. Ah, então essa era a sensação de quando algo não é culpa minha...Nossa havia esquecido.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Noah Valmont em Seg 10 Nov 2014, 20:23

Ah qual é!

QUARTOS SEPARADOS MEU OVO ESQUERDO!

Por que eu tenho que ficar com a noiva mala? POR QUÊ?!

- Quem é a favor de trocar as duplas levanta a mão e a cabeça? - Ele dizia, erguendo Eva e a outra mão estendida.

Mas ele sabia que não tinha como...

Que merda.

- Bom, ao menos deixa eu me despedir da minha namorada, e dar um presente de boa noite.... - Se aproximava e abraçava Blake, forte, sussurrando em seu ouvido – Tem uma arma dentro do pote... Você vai ficar com ele. Vê se não perde ela desta vez... - Ao se afastar dava um beijo demorado em Blake, e colocava Eva em suas mãos – E Cappie... Qualquer pensamento impuro, e eu vou saber. Lembre-se sempre que você ainda vai precisar do DU, e eu posso sempre espirrar com o bisturi nas mãos, ah? - Piscava e se aproximava de Edge.

- É, eu sei bem do que você está falando... - Lhe dava um tapa nas costas.

E por fim, Nina... Também falando em tom de voz mais baixo, ao lhe dar um beijo no rosto e se despedir, antes de subir – Sozinha? Nem a pau. Sobe pro meu quarto depois... Nate não vai falar nada, confia em mim. Não fica sozinha nessa pocilga! - E Nina... O desespero nos olhos dele não pareciam, nem de longe, uma brincadeira.

Noah Valmont

Nacionalidade : London, UK
Idade : 24
Cargo : Residente no DU
Humor : Obscuro
Mensagens : 395

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Natalhie Archibald em Ter 11 Nov 2014, 09:20

Nate ouvia o comentário junto a seu ouvido e ela logo sussurrou de volta.

- Claro que você tem certeza, quem é a última alienada deste lugar? Quem é que precisa urgente de um reparador de pontas?....

Nate então limitava-se a apenas acompanhar o namorado, OPS NOIVO, na direção dos outros, e logo virou o rosto pro outro lado, empinando o nariz, como sempre fazia quando a situação não agradava, e ninguém na situação agradava ela, ou seja, SEMPRE.

- Vindo daqueles neurônios queimados pela radiação da tintura de farmácia de esquina, você queria o que?...


Nate então voltou o rosto a Cappie, e no momento que ele falou. Edge pode notar que a noiva ficou no mais absoluto silencio, e o rosto abaixou-se lentamente, enquanto os olhos fechavam-se serenamente.


GOOD.


Me de forças para enfrentar esta situação totalmente DESAGRADÁVEL.


Me de forças, porque eu não quero paciência.


EU QUERO MATAR ALGUÉM.


MATAR!


Até parece que o MEU NOIVO, MEU NOIVO.
MEU
MEU
MEU


MEU NOIVO, irá ficar num quarto com esta adoradora de jaquetas, dona da barraca do beijo e sapa de brechó de Duxhill.


ME POUPEM.


E Edge respondia que Nate era a ameaça e Noah pode sentir os claros olhos azuis de Nate cerrados sobre ele no momento que ele falava sobre trocar as duplas.


- Eu sou a favor de trocar as duplas, trocar a presidência, trocar a organização dos eventos e trocar os médicos do DU!
Ah ela tá quase rosnando, olha os dentinhos.


CALA A BOCA!


E Noah ia se despedir da chacrete que chamava de namorada, e logo Edge pode sentir Nate segurar a mão dele mais firme e apertar.



- Edward...



Falava com a voz bem baixa, e logo virou o corpo bruscamente na direção do dele, ficando de frente a ele, logo o dedo indicador foi ao rosto dele.



- COMO, você deixou isto acontecer?



PORQUE A CULPA É SUA EDGE! SUA!

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Blake Harris em Ter 11 Nov 2014, 09:28

Blake ouvia Noah falar e não conseguia deixar de rir baixo, ainda mais depois de ver Nate quase degolando o noiv. Viu Ed? Porque ela pensou que você ia matar ela? Hauauhauhau.



- Sou a favor de todos ficarem em um único quarto, e fazermos uma suruba horripilante!


Pronto Edge, eu jamais poderia viver sem comentar algo assim, uhauahuaua. Piscava para Noah e ria alto, e logo Noah se aproximava, os olhos verdes repousaram aos dele, e ela deixava os braços envolverem o pescoço dele, ouvindo ele falar sobre a arma na cabeça de Eva.


Ah Noah....


Você realmente pegou ela nesta, ela jamais podia imaginar que...


Exatamente por isto quando você afastou o rosto pode ver o olhar de Blake completamente surpreso sobre você, as mãos foram a seu rosto, e ela selou o lábios aos seus demoradamente. Murmurou.



- Espero que a Garota Coito Interrompido aí não te mate....Ou seria melhor você levar a Eva...


Ria baixo e selava novamente os lábios, ouvia ee falar com Cappie. E o fitava de canto de olhos, mandando um beijo ao ar para ele, assoprando-o, e não demorou a passar o braço em torno do de Cappie e seguir com ele pelo corredor.


Que conhecidência né Noah? Será que a Blake está te provocando?...



Não...ela não se importa, lembra?


Ouvia então Nate falar com Edge, e logo Blake apontava ele.


- A idéia foi do Ed mesmo, acho que ele tem algo pra conversar com a Aileen, não é isto Ed?...


Piscava para ele e depois para Aileen, ainda bem que a Nate vai ficar com o Noah, assim ele pode socorrer ela depois do enfarto fulminante hauhauhauhauha

Blake Harris

Nacionalidade : Americana
Idade : 24
Cargo : Head Cheerleader
Humor : Cinica
Mensagens : 623

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Duxhill Faculty em Ter 11 Nov 2014, 09:34

Cappie esperava pacientemente que Noah se despedisse de Blake, e logo ele ouvia o rapaz falar, ele ria de leve, e erguia as mãos espalmadas ao ar, em sinal de se render.



- Uow! Dr Valmont, pode ficar tranquilo que vou manter meus pensamentos totalmente puros perto da Blake...Podemos até tricotar o novo uniforme das Falcons “amiga”!



Piscava para B’ em tota tom de brincadeira, e logo ele dava o braço que a ruiva prontamente apanhava, ele acenava para Noah, e logo eles seguiam pelo corredor, Cappie abria uma das portas e eles entravam ao quarto.

Nina parecia esperar todos irem, para ter certeza que ninguém, leia-se Natalhie, iria tumultuar a brincadeira, e então observou Noah se aproximar, e apoiou a mão delicadamente ao ombro dele, sentindo o beijo a face, ouvia ele falar, e ela logo murmurou.



- Blake me convidou para dormir no quarto dela também, Noah...Mas como manda o roteiro, eu vou ficar na recepção...



Beijou demoradamente a face dele, a resposta ao desespero dele foi um sorriso suave aos lábios rosados.



- Boa sorte.




Afinal você vai ficar com a Nate, UHAUHAUHAUHA

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill Faculty
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 160
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2077

http://theotherside.criaforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Convidado em Ter 11 Nov 2014, 09:44

ADENDO:

"Sete, Oito..."

E Claro que Natalhie dizia tudo aquilo. E claro que por alguma razão a culpa era de Edge. E claro que racionalizar não ia adiantar. Valeu Blake, valeu mesmo. Edge ouvia tudo aquilo mas não olhava imediatamente para ela, parecia estar procurando algo no próprio bolso. Quando Natalhie terminava de falar (ou reclamar), ele se voltava para a noiva e mostrava uma aliança no dedo do rapaz. De Noivado Nate, lembra dessa parte?

- Você confia em mim? Porque é só do que eu preciso.

Porque não adianta debater, xingar ou brigar. E muito menos falar o QUANTO idiota era tudo aquilo. Precisava que Natalhie confiasse nele e bastaria. Voltava a olhar para Noah, a claro, pelo menos ele tem noção de que não adianta falar em trocar os quartos ou algo assim. E não vai dar certo, mas podia dizer alguma coisa para ele que seria longe de ser uma ameaça, muito pelo contrário.

- Pode parecer um tanto ilógico mas... De certa forma, eu prefiro que ela esteja no quarto com você do que qualquer um dos outros. Ao menos sei que ela vai estar segura. Confiança é um conceito um tanto estranho não? Bem...Pense positivo: Sem "distrações" nos quartos ficamos mais atentos caso algo saia errado.

E concordava com a cabeça. Sério que Blake disse aquilo? Seu argumento de "não dar bola para nada" não é justificativa para você sair falando o que não deve ruiva. Mas eu consideração ao meu excelente humor hoje e ao seu namorado presente vou pegar um pouco leve:

- O quão forte você bateu de cabeça quando voou pelo para-brisas do carro? Acho que sabemos muito bem quem tem as "idéias geniais" nesses eventos que historicamente não terminam bem, e até Noah vai concordar comigo.

Porque em cada um desses malditos eventos você estava la Blake, e isso esta ficando cansativo. Balançava a cabeça negativamente olhando para baixo e voltava olhar para a ruiva.

- A entendi, é ciume porque não conseguiu um terceiro noivado antes?  

Olhava com o canto dos olhos, não esperando uma resposta. Vindo de Blake, sabia o que a mesma iria dizer. Ficava ali próximo de Natalhie, observando ainda os detalhes do local.

"Conversar com Aileen".

Não tinha muito o que dizer, na verdade era bem breve. Conhecendo a garota, seria a mesma coisa.

Uma conversa bem curta.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Convidado em Ter 11 Nov 2014, 10:05

Com a encarada de Blake, Aileen apenas acenou com a cabeça e sorriu em resposta, afirmando com o gesto que se manteria próxima deles. Após um tempinho, foi seguindo o fluxo dos convidados e logo todos estavam na entrada do hotel. Cappie tomou a palavra e começou a dar uma breve resumida sobre a lenda que envolvia o local, e era bem conveniente para Aileen. Mal assombrado por fantasminhas camaradas? Legal. Quem não gostava do sobrenatural, né?

Um medo criado por mentes frágeis... Que julgam as história como meros contos para assustar. Aileen não conseguia compreender porque a maioria dos jovens gostavam tanto dessa adrenalina...

Não era algo bom.

A última coisa que ela queria encontrar num hotel de luxo obviamente era uma alma penada, por favor.

Enfim, procurou pensar em outra coisa, como por exemplo, se concentrar no restante das palavras de Cappie... opa. Aileen arregalou os olhos e seu olhar correu até a ruiva por instinto, em tempo de vê-la piscando. Ai, cara... A Blake merece uma surra, sabia? Mas... certamente não seria pelas mãos de Aileen, porque a única coisa que ela conseguia pensar era no quanto essa garota era doida e...

Fofa.

Hahaha.

De propósito, evitava encarar o casal, ciente de que uma olhada para Natalhie seria suficiente para matá-la fuzilada pelo seu ódio eterno. E bem, ela não podia fazer nada, afinal. Enquanto uns mostravam divertimento ou desagrado com a situação, Aileen apenas aguardava pacientemente o momento em que teriam que ir para os quartos, em total silêncio. Fechou os olhos por alguns segundos ao escutar as reclamações da noivinha recente e suspirou, já sentindo as têmporas doloridas...

Verdade...

Oh, Deus... mesmo.

Mais uma piscadela vinha de Blake e dessa vez Aileen acenou com a mãozinha, se despedindo. E também sorria de maneira discreta.

Outros surtos... tá, ela cansou.

- Bem... nos vemos depois, então - disse para o grupo.

Natalhie continuava resmungando e o faria para sempre se deixassem. Por isso, Aileen decidiu agilizar as coisas, cansada de tanto mimimi. Aproximou-se dela e de Edge, mas apenas encarava o rockstar. Pegou a chave da mão dele e deu de ombros.

- Vou na frente...

E foi o que fez.

Para você, Nate?

Nem uma olhadinha.

Caminhou até estar diante da porta com o número 2 gravado, e sem hesitar, a destrancou e entrou, parando no meio do cômodo, olhando ao redor. Era lindo e espaçoso, impecável. O que só deixava tudo ainda mais embaraçoso, apesar da vergonha não ser a reação que estava no topo de sua lista agora.

Como um guerreiro que volta da guerra, Aileen puxou a espada suja de 'sangue' da cintura e a colocou sobre um móvel qualquer.

E apenas esperou.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Natalhie Archibald em Ter 11 Nov 2014, 11:34

Claro que a culpa era sua Edge...Como você não previu isto? Como você deixa algo assim acontecer, depois daquele vídeo na gossip girl?

Sua namorada, noiva, está realmente começando a achar que é muita coisa para aturar em uma única noite.
Os olhos azuis de Nate ficavam incisivos sobre ele, enquanto o dedinho ficava apontado ao rosto dele, ela via ele procurar algo no bolso.

TÁ PROCURANDO SUA VERGONHA NA CARA, EDWARD?

UAHUAHUAUHAUHA

CALA A BOCA.

E então vinha a voz dele perguntando se ela confiava nele, que era o que ele precisava. Nate suspirou fundo, e deixou a mão abaixar do rosto dele, os olhos se cerravam.

- Edward, não é somente questão de confiança, é questão de que parece que todo mundo resolveu se juntar para estragar a nossa noite nesta festa Infernal. Você não percebe? Primeiro aquela matéria estúpida na GD, agora você vai passar a noite com esta mentecapta!

E pode ouvir se você estiver perto Aileen, porque é pra ouvir mesmo!!!

- Eu acho que é muito para  uma Archibald aturar, então NÃO fique aborrecido com a vontade que eu tenho de enforcar cada um dentro deste hotel, eu realmente estou aturando DEMAIS, demais mesmo!

E então Edge dizia que ele preferia que Nate tivesse no quarto com Noah e Nate logo rebatia.

- Eu preferia estar sozinha! Preferia estar com meus Pradas, preferia estar num SPA! Entendeu?....

E logo a  mão se estendia e ela dava um tapa ao ombro de Edge, buscando se conter para não estapear ele.

E então vinha a voz de Blake, falando que Edge tinha escolhido aquilo e tinha algo para falar com aquela criatura de olhos azuis. Nate virou o rosto e encarou Blake e depois Edge, que desta vez não se continha e falava aquilo pra Blake.
Nate apenas ouvia Edge e suspirava fundo, ele já havia falado o necessário, e ela realmente não ia perder tempo respondendo a alguém como a Blake, que gostava de ver o circo pegar fogo.

MAS DANE-SE, A CULPA É TODA SUA EDWARD, PORQUE DEU ATENÇÃO PARA ESTA CRIATURA NAQUELE MALDITO ORFANATO.

SUA CULPA DENOTA DE ANOS, DENOTA DO PASSADO.

 
Nate ainda pensava se iria estapear o noivo quando Aileen se aproximou, o olhar foi a menina. Via ela apanhar a chave e dizer que ia na frente, e logo Nate. Fitou a garota caminhando até o quarto e logo Edge pode ver algo incomum no rosto de Nate.

Um sorriso.

Exatamente porque você namora, ou é noivo, da garota mais inteligente do campus, e por um momento isto pendeu nela. E então ela fitou Edge.

- Tudo bem Edge...Talvez esta garota precise ouvir da sua boca que você não gostou dela naquela época, nem gosta agora e nem vai gostar nunca. Talvez não basta eu dizer que ela seja uma perdedora, talvez ela tenha que olhar pra você e sentir.

- Então vai lá, de a ela cinco minutos de fama. Devemos fazer caridade mesmo antes do casamento, faz bem para os votos!

QUE EU ESPERO QUE VOCÊ ESTEJA JÁ ESCREVENDO EDWARD, CASAMENTO SEM VOTOS NÃO É CASAMENTO.

Virou-se bruscamente e logo caminhou até Noah e bateu com força as costas dele, quase um tapão mesmo.

- Vamos Dr...

E obviamente não tomaria a frente, esperaria Noah se mover e ir abrir a porta, para que mais um homem serve?


CALA A BOCA HUAHUAUHAUAUHA

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Convidado em Ter 11 Nov 2014, 11:46

Mais uma vez, teria que repetir:

- Orfanato. Passado. Passou.

Edge ouvia aquilo e se direcionava para Nate, após ela ter batido nele meia duzia de vezes e se acalmado após falar "o que ele deveria dizer para Aileen"

- Quer algo com que se preocupar? Se preocupe em estar bem, em sairmos daqui sem passarmos pelo hospital. Antes de qualquer outra coisa sabemos que podemos confiar em Noah: Se uma lampada PISCAR mais que devia ele vai te tirar daqui. Não é "confortável" para mim também ok? Prometa que vai se cuidar...Noiva.

Por mais que estivesse com raiva, birra e todo tipo de coisa. Ela podia notar o olhar preocupado que Edge não fazia muita questão de disfarçar enquanto mais uma vez balançava a cabeça negativamente como sempre fazia enquanto segurava o rosto de Nate com uma das mãos, a beijaria devagar a abraçando perto de si. Para então segurar as mãos dela até que Natalhie começasse ir na direção do quarto, falando mais uma vez com Noah.

- Caso algo de errado tire Nate e Blake daqui. Nada de tentar me salvar, eu me viro. Dizem que o protagonista nunca morre...

Mas você não é o protagonista Edge.

Ah sim.

Após ouvir o que os demais diriam, Edge andaria até o quarto com o número "2" claramente na porta. Respirava olhando aquela maldita porta. Sempre portas. Colocou a mão na maçaneta mas exitou por um instante, achando melhor bater, aguardar alguns segundos para depois entrar lá estava Aileen após colocar sua "espada" emcima de um móvel. Deu alguns passos olhando o quarto destraidamente, até com um sorriso antes de começar a falar:

- Ok, eu começo. Eu geralmente faria uma piada engraçada ou diria algo descontraído mas vou tentar me manter atento e focado. Aileen, me desculpe. Apesar que você já deve saber as razões para eu ter...Feito aquilo, ainda assim eu devo pedir desculpas. Não diga que "não precisa". Talvez Peter ainda estaria aqui se não tivesse feito, ou tivesse explicado para ele mais cedo. Mas...Eu não sou uma pessoa que reflete muito no que passou. Como eu digo, é passado.

Edge caminhava com calma até a cama enquanto falava com ela de sua maneira habitual, tranquila e aparentemente sem preocupações independente da complexidade do assunto. Talvez fosse este o segredo: Nada era realmente tão complexo uma vez que você simplesmente encarasse de frente. Pegaria um dos travesseiros e andaria perto ao ponto inicial que estava anteriormente. Deixaria o mesmo no chão e retirava sua capa. Como se Edge, a pessoa que costumava dormir sentada no chão escorada em uma parede antes de um show fosse ter grande problema em dormir ali. O travesseiro era até um luxo. Retirava a mascara enquanto voltava-se para Aileen mais uma vez.

- Enfim, desculpe pelo que fiz Aileen. Imagino que...Queira dizer alguma coisa?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Natalhie Archibald em Ter 11 Nov 2014, 11:59

ADENDO

Passou?


Queria ver se eu fosse passar a noite com o cara que eu beijei para te salvar, que a Gossip acabou de expor, e que a Blake faz questão de criar situações para me deixar junto dele!


Então não diga passou Edward, você não imagina como eu me sinto.


E batia nele, para conter a raiva, e vai bater em você também, Noah.


Hauhahuauha.


E somente parou e focou os olhos em Edge quando ele falou para se focar em ficar bem, que havia uma preocupação maior que as firulas dela, que Noah a tiraria dali.


Ai Edge, é a Natalhie


Quando a lâmpada piscar ela já esta nas escadas correndo para longe....hauahuahuaua


E ele pedia para ela prometer que iria se cuidar, e ela somente sacudiu a cabeça em positivo, ainda contrariada, mas ao mesmo tempo. Aileen iria sofrer ainda mais quando constatasse que havia mesmo perdido o rapaz e que não era Nate a impedi-los de ficar juntos.


Era Edge...


E por mais egoísta que Nate fosse, focava-se neste pensamento, pelo menos vai durar uns 5 minutos, uhauauhaua.


Sentia o toque ao rosto e fechava lentamente os olhos, recostando os lábios aos do rapaz, e acomodando o corpo naquela abraço, acalmando-se por instantes, esquecendo-se de tudo por alguns instantes.


Afinal, sempre podia ser a ultima vez que vocês poderiam se abraçar.


CALA A BOCA.


Nate afastou lentamente o rosto, deixando a testa ainda recostada a dele, sussurrou.


- Depois você vai ter que me recompensar por tudo isto...


Logo se afastou dele, recuando os passos, sem tirar os olhos dele, e então virou-se e estapeou Noah.


Vamos
 





Hauauhauha

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Convidado em Ter 11 Nov 2014, 13:14

Claro que notou a presença dele assim que Edge entrou no quarto. Se podia sentir os mortos, quanto mais os vivos, não é mesmo? Mas ainda não se virou para encará-lo, parecendo exageradamente interessada nos detalhes que revestiam o local. Mas assim que ele começou a falar, Aileen se virou para encará-lo, mantendo os olhos sobre seu rosto. E o pedido de desculpas não a surpreendeu, assim como ela realmente não fazia questão que ele o fizesse. Para Aileen, aquele não era o real motivo que fez Peter ir embora, terminando o relacionamento prematuro. Um incentivo, provavelmente, mas não a principal razão.

No entanto, esse assunto ainda era obscuro, considerando os últimos acontecimentos.

Não, agora não era o momento para pensar nisso.

Como de costume, esperou que ele terminasse de falar, apenas observando seus movimentos, sempre muito relaxados. Ela tentava aparentar o mesmo, só que por dentro... era complicado. Além disso, era uma péssima mentirosa. Antes mesmo dela ter chance de dizer algo, Edge, de certa forma, já dava sua resposta. Ela não falou nada de primeira, procurando escolher o conjunto certo de frases, mas esse já se consagrava o seu primeiro erro. Desistiu na metade, liberando um suspiro baixo, mas audível para Edge.

- Na verdade, tenho sim...

Andou até o rapaz e ajoelhou-se na sua frente, repousando as mãos sobre as coxas e o encarou, com muito receio. Ela temia sua resposta, apesar de já saber qual seria. Era óbvia, não? Desde sempre.

- Eu lembro de algumas coisas agora... sobre a época do orfanato. E olhar para você, para Nate... Me faz reviver tudo de novo, como se não tivesse acontecido. Aceito suas desculpas, Edge, mas esta não é a minha verdadeira aflição - as palmas estavam suadas e o rosto levemente corado pelo nervosismo - Não posso seguir em frente, porque não consigo... Existia uma parte vazia em mim, um espaço... E eu descobri que era seu.

Ela fazia um enorme esforço para seguir te encarando...

- Não é tão simples e descartável assim... Eu era uma garotinha que te amava, e só descobri agora, e de repente... - ela fechou os olhos, mantendo a cabeça erguida - O passado está aqui...

Aileen franziu os lábios, voltando a separar as pálpebras e os olhos azuis pareciam ainda mais... próximos. Havia reconhecimento neles.

- ... e me acertando várias e várias vezes, com um punhal, dizendo que seguiu em frente porque o que importa... é o agora.

Ela respirou fundo e ficou séria, fazendo um beicinho de zanga que talvez ele se lembrasse, ou não.

- Então... Eu te devolvo as desculpas, Edge. Porque ainda não posso desistir. Preciso saber em qual ponto eu acabei virando nada... para você, e a Natalhie...

As íris cuspiam faíscas...

Ciúmes...

E um leve ressentimento.

Culpe a ruiva! hahahaha

- Tudo.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Convidado em Ter 11 Nov 2014, 14:04

Edge ouvia quando Aileen lentamente começava a falar. Edge abaixava-se a frente dela e ouvia, inclusive inclinando a cabeça em determinados pontos. Essa deve ser a única razão de que você não se lembra de nada Edge. Algumas coisas soam familiares, algumas fotos trazem lembranças mas...Lembrar? Nunca. Porque ele não deixou nada para trás, porque ele aceita. Porque ele é o garoto que estava la. Sem arrenpedimentos ou magoas.

- Ao longo de dois anos, eu pedi para Mia casar comigo. Eu pedi para ela casar comigo aproximadamente...Sei la, 1025 vezes? Eu não sei se consigo explicar o que tivemos sem ficarmos a noite em claro mas eu vou tentar: Quando nada fazia sentido, Mia me mostrou que a musica despertava algo para os demais, que os tocava. Que se eu era capaz de faze-lo, existia algo em mim, uma razão para isso, e eu teria que descobrir, descobririamos juntos.

Sentou-se em móvel próximo enquanto falava:

- Mia...É a pessoa mais honesta e pura que eu ja conheci. Ela tem aquele exterior de quem sabe se virar, mas seria incapaz de fazer mal a alguém. Era impossível não me sentir atraído na direção dela, querer estar com ela, fazer parte de seu mundo. Ela deve ter percebido antes, mas eu percebo agora que... Seria fácil ela ter aceito, teria dado certo? Provavelmente, seriamos felizes? Acredito que sim. Mas ela recusou todas aquelas insistências em tom de brincadeira porque ela sabia que... Não era ela Aileen. Simplesmente não era.

Teria sido bom, teria dado certo, mas não seria perfeito. Teria sido uma escolha, jamais se arrependeria mas sempre se questionariam se realmente fizeram a coisa certa. Mesmo com todos os momentos bons e felizes que teriam juntos, se amavam completamente de uma forma a não poder viver um sem o outro? Sentiam aquilo com toda a certeza do seu ser. Não. E por isso ela conseguiu ver antes dele que a "razão" de Edge não era ela, Mia servia apenas como a pessoa a mostar isso para ele.

- Talvez eu não tenha medido minhas palavras. O que quero dizer com "superar" é não deixar que as crianças em um orfanato mandem em suas vidas. Crescemos, e deveríamos trazer apenas coisas boas, pois as ruins só podem nos atormentar uma vez que não podemos solucionar elas. O Passado foi importante, mas é passado. Eu não consigo IMAGINAR um cenário onde não estaria com Natalhie. Eu a amo com todas as imperfeições dela, cada uma delas. O que passou, tudo que passou apenas me da plena segurança disso. E Mia, assim como você faz parte disso. Uma coisa não apaga a outra.

Edge ria e balançava a cabeça negativamente:

- Natalhie... Se sente abandonada por você, e você sabe disso. Ela acha que você age como vitima da situação ja que todos passamos por traumas e você mais do que os outros parece se prender a eles. Ela me contou sobre o orfanato Aileen, o que fez, mas eu não posso julgar crianças. Talvez tenha esquecido, mas ela pulou para salva-la de se afogar. Porque ela quis, ela não precisava, haviam centenas de pessoas naquela praia e ela quis salva-la. Teria sido um bom ponto para vocês se entenderem mas...Bem sabemos o que aconteceu.

Respirava de maneira pesada.Aquele assunto ja se fazia insistente de uma maneira constante. Era hora de mudar o foco:

- Não diga que "não representa nada". Você representa para Natalhie ela querendo ou não, e por isso ela deve sentir tanta raiva. Acredite, ela ja sentiu MUITA raiva de mim por gostar de mim. Se representa para ela, obvio que representa para mim Aileen. Eu não lembrar não significa que eu não ligue, apenas mostra que sei aonde estou. Desculpe se a lembrança do garoto do passado não pode corresponder o seu sentimento no presente mas... Ele não existe mais. Você não é a mesma garota, nenhum de nós é. Alguns aceitam isso pior que os outros, eu pelo visto melhor do que muitos.

Largava a mascara próxima a espada. A claro, haveria uma resposta, sempre havia uma réplica. Dessa forma deixava em aberto e aguardava o que seria dito a seguir.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Convidado em Ter 11 Nov 2014, 16:49

Era vez dela novamente ouvir, e como antes, manteve o silêncio, deixando que Edge falasse até o fim, sem pensar em interrompê-lo. Mas não era possível conter as reações que seguiam a cada palavra do rockstar. Às vezes, a ameaça de um choro, ou a seriedade maculando a feição serena... e em alguns momentos, a sombra de um sorriso. Porém, nenhuma das ações chegava a acontecer. Aileen compreendia sobre a questão da música, pois sentia o mesmo... Para ela, era uma espécie de fuga. E não era apenas isso que ela entendia...

- É a mesma coisa comigo, Edge - ela suspirou, referindo-se ao sentimento que ele nutria por Mia - Você sempre me passou muita bondade e preocupação... fazendo com que o impulso fosse em sua direção. De todas as crianças naquele orfanato, apenas você me passava a segurança realmente palpável que eu sempre precisei... - ela olhou para o lado por um tempinho e completou - Você e a Natalhie.

Aileen precisou de mais alguns minutos, as sobrancelhas se unindo. Ela agia com cuidado, muito cuidado, temendo se cortar nos estilhaços.

- É o que estou fazendo... - agora, sorria para ele - Estou tentando trazer as coisas boas de volta... comigo. Mesmo que uma parte minha não tenha se dado conta no começo, mas eu andei esses anos todos esperando por você, Edge, e agora que está aqui, me sinto dolorosamente distante. Porque a Natalhie continua te afastando... Ela tem medo. Mas eu também...

Balançou a cabeça em movimentos negativos, buscando calma em meio ao furacão que revirava cada parte do seus órgãos, colocando o coração no lugar do cérebro.

- Não estou pedindo para que pare de amá-la, que não se case com ela... Eu não tenho esse direito, e nem essa vontade. As pessoas mudam sim... mas não completamente. Eu ainda sou aquela criança medrosa, que vivia em meio aos dois, chorando por carinho e proteção. Eu amava a Nate, e você... E no fundo, isso permanece o mesmo. Edge...

Então, sem hesitar, ela inclinou-se para ele, os olhos ainda aos azuis dele, e não existia uma centelha de dúvida. O rosto estava tão próximo que Edge poderia sentir a respiração suave formigar na pele... Parecia óbvio o que ela estava prestes a fazer. Afinal, você não fizera o mesmo? Por que ela não poderia se vingar? Mas...

No meio do caminho, quando a boca ia tocar a de Edge, Aileen mudou a posição e os lábios pressionaram sua testa, e ela retornou logo para a posição de antes. Uma das mãos, delicadamente, repousou sobre a dele e a palma quente e macia a envolveu com extremo carinho.

Observava a união dos dedos enquanto voltava a dizer.

- Você pode amar as imperfeições daquela garota narcisista, mas... não pode ignorar certas injustiças. E acredite... Talvez ela não as ignore também.

Aileen deu de ombros e soltou sua mão, voltando a sorrir.

- Que fique entre nós... Mas você duvida que eu também não teria pulado por ela?

Fechou os olhos, divagando... digerindo...

- Isso é tão familiar...

Veja só, Edge, você fez de novo... Estão num ninho de fantasmas, segundo o que Cappie dissera, e Aileen nem sequer pensava na hipótese de alguma alma desorientada vir brincar de pega-pega.

Não agora.

- Parece até que estamos escondidos da Nate, esperando o momento em que ela vai aparecer, toda zangada e praticamente me arrastar pelos cabelos - fez uma pausa - Acho que esta noite ela teria mesmo coragem...

Abriu apenas um dos olhos, o encarando.

- Acho não... Tenho certeza...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Convidado em Ter 11 Nov 2014, 21:03

Edge permanecia praticamente imóvel, ali sentado olhando para Aileen, ouvindo a garota. Eram poucas as suas reações além de piscar, devia estar realmente prestando atenção ou apenas muito dedicado a tarefa de não mostrar...Absolutamente nada. Ele apenas observou enquanto você aproximou-se e beijou a testa dele, mas aparentemente não ia reagir de qualquer forma. Haviam duas hipóteses: Ou não acreditava que Aileen o beijaria ou estava esperando o resultado.

- Cuidado com o que fala da minha noiva mocinha.

Inclinava a cabeça levemente para esquerda e piscava para ela. Olhava para o gesto de Aileen segurando sua mão e voltava a falar:

- Eu tenho CERTEZA que pularia. Mas agora nós que estamos sendo injustos nessa comparação. Eu não ficaria surpreso em ver Noah atravessar a cabeça de alguem com um bisturi, mas ficaria surpreso se você fizesse.

Porque fingir que não presta atenção na natureza de Noah não quer dizer que ele não saiba, mas essa história vai ficar para um momento mais apropriado, provavelmente quando esse estiver envolvido. Edge não acha necessário usar essa carta antes que ela seja necessária para completar o seu jogo. Então vamos voltar ao problema da vez:

- Todos vocês parecem ser as mesmas pessoas, e talvez esse seja o problema. Aileen, existe uma diferença em como Nate age com pessoas que ela é indiferente e com você, então não acredito que ela não se importe. Eu tive minha quota de "Nate com raiva", e o que posso dizer...É que deveria insistir, insistir e insistir se quiser a amizade dela de volta. E não vai ser fácil...Mas a maioria das coisas que valem a pena são.

Era a vez de Edge direcionar o olhar para porta. Se pensava em Nate com Noah? Sim. Se apesar de confiar nos dois estava completamente tranquilo com relação a toda aquela brincadeira de péssimo gosto que apenas para variar Blake havia criado. Não.

- Ela confia em mim e eu nela. Não ha porque ela fazer isso.

Balançava a cabeça negativamente e olhava para Aileen mais uma vez, tão sereno quanto antes.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Noah Valmont em Ter 11 Nov 2014, 22:53

Ok... A reação de Blake e de Nina me deixam puto.

BEM PUTO.

Quer saber? Que morra todo mundo, pelo menos assim minha cabeça vai voltar a funcionar como antes!

Estava apanhando a chave, quando sente o primeiro tapa de Nate.

E então logo ela lhe dava outro.

Noah se virava lentamente para trás, cerrando o olhar – Mais um desses, e você vai ter um sono ótimo hoje, Nate... Tão profundo que talvez você não acorde mais.

Ele dizia entredentes, sibilando a cada palavra.

E logo saía caminhando rapidamente até o quarto.

Foda-se todo mundo.

Assim que ele entra no quarto, ele se senta na cama, desamarra os coturnos, os jogando pelo quarto.

Desamarra o avental e o joga em qualquer canto do quarto, se deitando em seguida.

As lentes? Dane-se. Amanhã coloco colírio nessa bosta.

Boa noite.

Noah Valmont

Nacionalidade : London, UK
Idade : 24
Cargo : Residente no DU
Humor : Obscuro
Mensagens : 395

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Convidado em Qua 12 Nov 2014, 09:45

O comentário sobre Noah fez Aileen rir e balançar a cabeça. Ah... O que ela poderia dizer sobre o doutor? Realmente... alguma coisa sempre a deixou meio encucada em relação a ele, principalmente no começo. Só que com o passar da convivência, vendo certas atitudes... A verdade era que não tinha como fazer uma definição concreta sobre o garoto. Todos carregam seus segredos. Por que Noah seria uma exceção?

- Às vezes fico extremamente irritada e chateada com o descaso dela, mas não tenho dúvida que ela ainda gosta de mim, apesar de todas as ofensas. E não faço ideia do quanto ela detesta o fato de... gostar da perdedora? - Aileen sorriu de canto - Que ela diga o que quiser, porém essa realidade nem mesmo a inatingível Natalhie Archibald pode mudar. O momento certo... vai chegar. Sinto que ainda existe muita coisa para ser dita, Edge, mas sinceramente? Não tenho mais pressa. Não sei se tenho esse direito, porém gostaria de te pedir uma coisa... Pelos velhos tempos? - arqueou as sobrancelhas e riu - Não fique longe, por favor. Não mais. E...

Ela mudou a direção do olhar.

- Parabéns pelo noivado...

Não estava sendo sarcástica.

Aliás, Blake... talvez você se decepcione, mas a Aileen simplesmente não pode fazer isso. Ela não quer 'roubar' o Edge de volta... Olhando para ele, agora, ainda era o garotinho de antes, mas existiam mudanças. Só porque ela quer que o passado volte, não significa que isso vai acontecer. Mas...

Isso não a impede de moldar um futuro.

Ah, Nate... Você vai enlouquecer muito ainda.

Porque a Aileen... finalmente estava de volta.

- Edge... O Peter está sendo acusado de estupro - ela arriou os ombros e respirou fundo, controlando as emoções - Você já sabia? Uma garota foi atacada... depois de ver a foto dele, afirmou e... Droga - as lágrimas apareceram de repente, mas as manteve nas pálpebras - É difícil acreditar, mas depois de tudo pelo que passamos...

Ela pendeu a cabeça para trás e olhou para o teto, como um exercício de autocontrole. Apesar de tudo, Aileen importava-se e gostava do soldado. Tinha sido tão fácil com ele, mas...

- Eu só consigo desejar que não seja o Peter, pois... pois...

Não era apenas a questão de ter entregado o corpo para ele, mas sim também o coração. Podia ver um recomeço, um caminho... uma chance.

Mais uma decepção...

Aileen parecia colecioná-las.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Convidado em Qua 12 Nov 2014, 10:19

Em resposta Edge apenas sorriu e nada disse. Alguma vezes palavras são desnecessárias ou apenas não conseguem suprir o real objetivo. Ja havia comentado tantas vezes que não se intrometeria mais do que devia entre o relacionamento de ambas e não pretendia mudar de idéia. Se era tão importante assim elas que teriam que mais cedo ou mais tarde determinar se as coisas iriam permanecer da maneira que estavam anteriormente ou se mais uma vez mudariam.

Quem disse que todas as mudanças são ruins no final das contas?

- Ouvi alguma coisa. Sempre se escuta esse tipo de informação na universidade e especialmente no hospital

Porque notícias ruins viajam rápido, e na universidade elas parecem AINDA MAIS rápidas. Se fosse dar atenção a todos os rumores da faculdade não faria outra coisa, sequer teria vida própria. Entretanto, esse necessitava atenção em especial. Edge apoiou os cutuvelos nas pernas entrelaçando os dedos da mão de forma a servir de apoio para o queixo:

- Talvez não seja ele, as coisas nunca parecem ser tão claras assim por aqui, essa seria a primeira vez. De qualquer forma, acredito que esse tipo de evento sempre parece vir em nossa direção, então é bom estarmos preparados.

Quieto, olhando para baixo.

Pensando.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Convidado em Qua 12 Nov 2014, 11:13

Concordou com a cabeça, também não dizendo mais nada, apenas... pensando, como Edge.

Ele tinha razão... Essas coisas ruins pareciam persegui-los, e ficar atento era o mínimo que eles deveriam fazer.

- Pode não ser ele... como também pode ser... Mas acredito que vamos descobrir logo, só para não fugir dos costume, não é mesmo? E se o Peter está fazendo algo assim, sem se preocupar com a própria identidade, ele certamente deseja chamar a atenção. Por isso que não consigo acreditar que seja mesmo ele, Edge... Não faz o menor sentido. Aliás, ele está longe de ter o perfil de um... estuprador.

Aileen começou a se mexer e Edge a veria se levantar e começar a andar de um lado para o outro, coçando a nuca, às vezes ajeitando o capuz ou algum fio de cabelo fora do lugar. Pelo que tudo indicava, aquela conversinha de antes tinha chegado ao fim, ao menos naquele momento. Seria difícil terem uma oportunidade igual a esta, mas Aileen acreditava na mudança de certas coisas, começando por ela. Estava cansada de sucumbir ao egoísmo de Nate, embora isso não significasse qualquer mudança no que sentia pela amiga, ou que desistira de tentar alcançá-la. Mas estava exausta de ser pisada...

Como Blake dissera... e a ruiva disse muitas coisas, mas Aileen guardou cada palavrinha.

Inclusive o fato de Natalhie provavelmente estar escondendo algo.

Mas esse não era um assunto para ser discutido com Edge.

Vamos... apenas aguardar.

- Então... e agora? - suspirou, voltando a olhá-lo.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Natalhie Archibald em Qua 12 Nov 2014, 11:14

Toma um tapa Noah, HAHUAUAUHA!

E logo outro, enquanto ela deixava ele seguir até a porta, a garota caminhava tranquila, e realmente parecia não ter medo em mexer com fogo, ou não ter noção mesmo, uauhauaua.
E logo Noah se virava e falava daquele modo Nate, recuou um passo, afinal ele cerrou o olhar e falou daquele jeito tão...profundo.

- Eu não durmo sem meus tampões de olhos, honey...Então PROVAVÉL que fique a noite toda acorda,a manhã, dias, semanas, meses!

Caminhava logo atrás de Noah, esperava ele entrar ao quarto, e Nate erguia as mãozinhas ao ar, e entrava sem tocar nada, porque tudo era velho e contaminado.

Hauhahuahua.

Olhava então Noah se jogar a cama, jogar os coturnos plo quarto, bagunçar tudo e deitar.
IRCCCCCCCCCCCCCC.

- Hellouuuu.

Dizia sacudindo a mãozinha ao ar, e logo o dedo indicador apontava o chão.
- Seu lugar....

E o indicador ia na direção da cama.
- Meu lugar..

Portanto SAIA DO MEU LUGAR

MEU LUGAR
MINHA CAMA
MEU CONFORTO.

Não demorava a tocar uma almofada sobre o um sofá e jogar na direção dele na cama.

- Você precisa se acomodar em outro local que não seja o único confortável desta espelunca!
Afinal sou uma princesa-noiva-zombie, e mereço todo o conforto que esta pocilga pode proporcionar.

- E nem adianta ficar nervosinho, honey...Você só colhe o que planta...
Entendeu?
Que namorar a menina mais doida, depravada do Campus, espera o que?

Devia ter namorado a AILEEN, assim ela iria dar sossegado AO MEU NAMORADO, agora NOIVO, futuro MARIDO.

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Noah Valmont em Qua 12 Nov 2014, 11:46

Ele permanecia estático na cama, de olhos fechados, ignorando por completo ela a encher seu saco, e apontar pra lá, pra cá ou pro raio que a parta.

Em seguida, quando leva a travesseirada, ele apanha o celular e digita algumas coisas... Logo o mostra para Nate.

Ela podia ver o endereço da Gossip em um e-mail, o assunto “Nate Archibald sofre de bulimia, gasta uma forturna com clareamento dentário e é mais viciada em rosquinhas do que Homer Simpson” e com uma certa foto em anexo.

O dedo dele passeia sobre o “enviar e-mail” por alguns segundos.

Mas ele bloqueia o celular e o enfia dentro da cueca. Não correria o risco dela pegar o celular dele durante a noite.

Apesar que a foto já estava salva em nuvem, podia até pegar que não tinha problema.

- Boa noite, Nate. Duma no chão, na cama, no teto... Não me importa. Mas para de me encher o saco. Não estou com paciência hoje...Alás, você tem remédios para tomar agora, antes de dormir.

Ele dizia sem muita emoção na voz, fechando os olhos novamente.

Noah Valmont

Nacionalidade : London, UK
Idade : 24
Cargo : Residente no DU
Humor : Obscuro
Mensagens : 395

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Natalhie Archibald em Qua 12 Nov 2014, 12:04

Os olhos azuis encaravam a tela do celular e logo viam aquela foto dela e a noticia. O olhar foi a Noah e ela logo resmungou.

- Você realmente seria uma péssima Gossip Dux....

Suspirou fundo, e logo apanhou o travesseiro da cama o qual o tinha antes jogado nele. E então desviou o olhar para o chão do quarto. IRCCCC, que eu nunca vou dormir neste chão cheio de bactérias e sei lá mais o que vindo de um Hotel projetado por Omegas.

- E eu não gosto de rosquinhas!

Elas que gostam de você, não é Nate?

CALA A BOCA.
E obviamente ela já elaborava um plano infalível para conseguir aquela celular, mas assim que ele o colocava na cueca,
Nate erguia os olhos ao ar e pedia intervenção divina.

E ele dava a sentença, mandava ela dormir onde queria, apenas parar de perturba-la, que ele não estava com paciência e falava dos remédios.

Ah agora sim!

- Esqueci os remédios Dr Valmont, creio que não posso ficar sem eles, melhor você pedir que cancelem tudo porque preciso tomar remédios que não são para bulimia, são remédios receitados apenas para minha inteira recuperação física, uma vez que eu tive uma pequena crise de cansaço devido a minha plena dedicação aos estudos em Duxhill.
Sacudia a mão ao ar.

- De todo modo, cancele tudo e solicite meus remédios, URGENTE.

E logo Nate encarava o rapaz em silencio, vendo que ele realmente estava aborrecido.
EU QUE DEVIA ESTAR.

EU
ME
IOOOOOOOOOO

Sai do meu turno Ezio!

Noah pode apenas sentir então o movimento a cama, quando Nate sentou-se a beirada dela, beeem longe dele, e de costas a ele, e resmungou.

- É muito injusto colocarem aquela desmiolada no mesmo quarto com o Ed..Com certeza estão testando minha paciência e auto controle.

QUE SÃO LIMITADOS, AUHHUAHUAUA.

- Mas eu certamente serei superior como sempre sou, uma garota superior, bonita, magra, bem magra mesmo, extremamente magra, e elegante, uma empresária, uma pessoa completamente querida por todos, de popularidade inquestionável, totalmente superior e que não está sentindo vontade de matar o garoto sentado ao meu lado pelo simples fato de que ele está ao meu lado!

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Noah Valmont em Qua 12 Nov 2014, 12:18

Ele permanecia de olhos fechados.

- Amanha mando fazer uma dose intensiva intravenosa... - Ele respondia, sem se mover.

Logo ela começava a falar de Aileen e Edge.

- Tem todas essas qualidades, e tem a confiança de uma fuinha. Se Edge fosse ficar com Aileen, já teria ficado, Walking Dead. Fecha a matraca e dorme… Ou melhor... Tive uma idéia ótima, Nate! - Ele abria os olhos – Você tem razão! Ela quer roubar o Edge! Por que você não vai até o quarto deles e dá um flagrante agora mesmo, e livra o Edge das garras daquela... Tarada por jaquetas? - Ele elevava a voz ao falar, para adicionar um tom dramático a frase.

Em seguida se deitava e fechava os olhos novamente.

Some daqui para eu fechar a porta e te largar lá fora, mala.

Noah Valmont

Nacionalidade : London, UK
Idade : 24
Cargo : Residente no DU
Humor : Obscuro
Mensagens : 395

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Convidado em Qua 12 Nov 2014, 13:22

Sempre foi uma questão do que Aileen ia dizer mais do que o contrário. Edge não conseguia se preocupar tanto com aquela situação talvez por ter muita coisa acontecendo em tão pouco tempo. Além de toda aquela agitação e sua vida pessoal que parecia ir ao extremo de diferentes direções nas ultimas semanas ainda restava o legado e agora Peter. Talvez Blake tivesse razão no que dizia a não se preocuparem tanto e relaxar, poderia ser melhor que uma vida de problemas.

Edge apenas respirou de uma maneira pesada concordando discretamente com a cabeça após Aileen complementar a respeito do Ex-Namorado. Ela conhecia ele melhor no fim das contas, não haveria porque argumentar muito sobre aquilo. Aileen entretanto não parecia muito confortavel dentro do quarto, de um lado para o outro. Ela perguntava o que fazer e Edge apeans olhava pela porta. Uma parte dele imaginava que Nate ou Noah acabaria ali, curioso ainda não ter acontecido.

- Você devia tentar dormir um pouco. Se ver algum fantasma pouco amigavel por favor não grite.

Voltava a olhar para ela. O comentário é engraçado mas ele não ria.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Legado - Crescent Hotel - bem Vindos

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum