The Joking - :)

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: The Joking - :)

Mensagem  Convidado em Seg 01 Dez 2014, 14:37

A situação parecia ter normalizado. Ok, não. mas era como Edge tratava. Ele não dizia nada, apenas sentava de maneira pesada na cadeira após aquela mensagem, como uma criança mimada que não é capaz de obedecer a mamãe. Afinal de contas isso é exatamente o que ele é não é Edge? Você até que tenta, mas não quer, não consegue, não aceita. Você não a ve como sua mãe, não importa que isso seja verdade.

E a imagem no monitor não ajuda

- Tem algo errado...Estávamos pensando de forma errada.

Grande novidade! Quando é que NÃO TEM algo errado? Enfim, ele colocava ambas as mãos no rosto, como buscasse um instante de "clareza mental" ocultando a própria visão no meio das mãos. Respirava de maneira pesada pela boca, retirando as mãos do rosto e permanecendo de olhos fechados. A resposta entretanto, parecia não vir, e nem mesmo sombra da resolução de tudo aquilo.

- Se realmente.... A Dra. Calavan nos trouxe até aqui, não é para nos matar. Ela não faria isso. Minha mãe pode ser qualquer coisa, mas se ela quisesse nos matar poderia ser de formas muito mais indiretas ou EXTREMAMENTE diretas. Para ela realmente estar "dando a cara" dessa forma, é realmente necessário. Não é apenas mais um psicopata ou mais um jogo, é algo mais. Talvez Peter não esteja envolvido, ou ele talvez faça parte disso. Eu só sei que...

Abria a boca sem completar. Havia como completar? Abria os olhos e balançava a cabeça negativamente para então encerrar:

- O jogo pode acabar agora. As respostas para perguntas que fizemos, e para os que eu nunca quis fazer. Eu sempre soube que se alguém sabia de tudo, mais do que Alexandra era minha mãe. Alguns detalhes ainda não fecham mas...Vamos acabar sabendo logo.

Nem sei porque comecei a falar isso em voz alta no final das coisas, eu nunca fui o líder.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Joking - :)

Mensagem  Convidado em Seg 01 Dez 2014, 15:02

Aceitar fatos...

Era muito simples... não?

Talvez nem tanto assim.

A hipótese estava na cabeça dela, brincando com sua mente, maltratando... mas enquanto a certeza não estivesse cuspida na sua cara, Aileen ainda manteria o pé um pouco para trás, num último apelo.

Noah falava, deixando ainda mais óbvio que nossas opções eram limitadíssimas. A última coisa que Aileen sabia fazer no mundo era desativar uma bomba! Por fim, ele deixa claro que as vidas de ambos foram jogadas ao acaso... embora fosse ele a puxar o fio, não estava mais nas mão de Noah.

- O prazer foi todo nosso...

Ela sussurrou, acabando por responder pelo próprio Edge, e em seguida... limitou-se em prender a respiração e cerrar as pálpebras com força.

Contou até cinco... e nada.

Abriu um olho, arriscando, e logo o outro.

Nada de explosões.

Pelo menos não literalmente, já que quando a imagem da Dra. Cavalan, vulgo mamãe do Edge apareceu na tela, bem... na cabeça de Aileen, aquilo foi uma espécie de BOOOOOM. Certamente estava esperando qualquer um, menos ela. Diferente dos outros, ela não teve oportunidade suficiente para conviver com a mulher - não que se lembrasse... -, mas pelo que as boas línguas falavam... Não parecia ser alguém muito fácil de lidar.

Fica caladinha, apenas escutando... E dos três, Edge é o primeiro a falar, mostrando-se cansado com tudo. E todos não estavam? Sinceramente, a busca por respostas valia mesmo todo aquele desgaste emocional e o risco físico?

- Esse avião nunca se encontrou em perigo, então... na verdade. Ou sua mãe teria coragem de brincar tão cruelmente assim... Edge? Com a vida do filho? Não, esqueça essa pergunta idiota... Quando é que vou aprender que em Duxhill podemos esbarrar em qualquer tipo de pessoa?

Ela afastou-se de Noah, e imitando o rockstar, também se acomodou numa poltrona, jogando a porcaria da espada para longe. A cabeça pendeu de leve para frente e as palmas sustentavam a testa enquanto os fios castanhos tombavam pelo rosto e pelos ombros, formando uma espécie de cortina.

- Às vezes... Só bem de vez em quando mesmo... Lidar com os mortos é muito mais fácil... - mordeu o lábio - Será que vamos mesmo saber? Sempre nos prometem respostas, e a única coisa que ganhamos... é o vazio. A gente perde, Edge. Mas estamos sem escolhas... de novo. Então, só basta esperar. O destino já não parece mais tão misterioso assim...

Mas nunca se sabe ao certo, né?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Joking - :)

Mensagem  Noah Valmont em Seg 01 Dez 2014, 15:17

Em nenhum momento, enquanto Noah puxava os fios, ele piscava ou se encolhia.

Porque, como sempre, não tinha medo.

Era como um bebê brincando com uma arma carregada.

Tirando o fato do bebê não ter nada de malícia...

Colocava a bomba sobre a pia, e respirava fundo.

Ok, passamos por essa, e agora?

Logo vinha a mãe de Edge na tela, fazendo Noah cerrar o olhar.

Conhecimento o qual necessitava do seu dom?

Eu vi sobre a bomba.

Eu tenho um dom? Não quero ser o cara da premonição.

Merda...

E então via Edge falando...

Pra mim, aquilo era como um argumento estúpido, o qual um filho tenta montar para provar que a mãe não é um monstro.

Mas você conhece bem sua mãe, Edge. Por que tentar montar isso?

- Vocês se focam nos detalhes, e esquecem o principal. Ela disse que só sobrevivemos graças a um de nós que chegou ao conhecimento sobre seu dom. Eu acharia isso ridículo, mas Aileen ali vê gente morta o tempo todo... Inclusive a Nina – Fico alguns segundos sem falar. Poucos. Por quê raios Noah se importava com Nina? Ele respirava fundo e prosseguia – Ou seja, de algum modo, eu desenvolvi uma espécie de premonição no sonho... E não acho que isso teria aparecido se ela tivesse colocado uma bomba falsa no avião. Muito menos, matado Nina na casa. Obviamente, colocar um sistema tão simples de ser desativado pode reforçar a ideia de que ela não nos queria mortos.... Mas não muda o fato da sua mãe estar envolvida na morte da Nina, e só Deus sabe quantas mais. Fora que...E se eu não desenvolvesse meu dom? Iriamos ser um pontinho em chamas no céu. Por isso, acordem... Obvio que sempre teve alguém que soube mais que todos nós, mas independente de quem é, e de quem está envolvido, eles não se sentem mal colocando nossas vidas em risco o tempo todo, para ver como vamos nos sair da brincadeira. Merda, se eles estão por trás o tempo todo, matam sem nem pensar nas consequências... Pelo jeito, nascemos como ratos de laboratório e até hoje não passamos disso... Não adianta tentar jogar perfume na merda, dizendo que não corríamos perigo. Aquela bomba é bem real... E se, segundo sua mãe, Edge... Só sobrevivemos porque eu despertei esse raio de dom, ainda tem alguém que precisa de mais um despertar...

É chato ser o único com cérebro.

Noah Valmont

Nacionalidade : London, UK
Idade : 24
Cargo : Residente no DU
Humor : Obscuro
Mensagens : 395

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Joking - :)

Mensagem  Convidado em Seg 01 Dez 2014, 15:56

ADENDO:

Olhava na direção de Aileen:

- Sim, teria.

E nem exitava em momento algum antes de afirmar para em seguida voltar-se para a janela. A qual é? Vocês ainda pensam na Dra. K. como a vilã da série, uma medica que é idolatrada por um monte de oxigenadas que gosta de cor de rosa e pode...Destruir sua vida social! Fujam todos! Que mal ela representa para pessoas que não pretendem viver a sombra de suas vidas universitárias? Ela nunca foi a vilã, não. Ela aprendeu muito bem com alguém, mas não é a toa que a Dra Calavan é a única pessoa que evito na faculdade.

Mesmo sendo minha mãe.

Doce ironia.

Ouvia o que Aillen dizia mas preferia não comentar nada, não saberia la o que dizer no final das contas. Pelo contrário Noah, eu sou o único que sabe que a minha mãe É o monstro. Mas no sentido mais metódico, ela é tão "monstro" como você, o que siginifica que ela é mais esperta. Nos trazer até aqui para nos matar? Qual é Noah, você também sabe do que estou falando:

- Desculpe se fiz parecer que estou querendo "inocenta-la". Não foi o caso.

Não mesmo.

Mas não concordo com algumas coisas:

- Não entendo seu ponto, ou sua surpresa com tudo isso. Mas na verdade deve ser porquê...Eu nunca me importei. Nossa! Corremos risco de vida! Fomos criados por um maluco em um orfanato sofrendo experiências! E dai? O que quero dizer é que dessa vez tem algo MAIS do que apenas ficarmos correndo e evitando sermos mortos... Mas isso você percebeu.

Balançava a cabeça negativamente e olhava pela janela. Até parece que aquilo era novidade.

- Aquela bomba foi colocada porque ela sabia que íamos evitar. Seria como atirar em alguém usando um colete. Eu não quero que pensem "então estamos tranquilos!", e sim qual o propósito disso. Seu "dom" ao meu ver é um pouco mais amplo que isso Noah, você ja soube prever como nossos "antagonistas" se comportam e agem. É muito mais do que sonhos e explosivos. Aileen tem um dom um tanto mais "óbvio".

Deixava a mão extendida em direção a garota. Qualquer um sabia do que se tratava no final da história.

- Eu? Sei la... Socializo com as pessoas até elas colaborarem comigo? Desde quando ser social é um dom?

Ria fazendo pouco caso do que acabara de dizer, mostrando que nem ele levava tão a sério.

- Como eu disse, tanto faz. A unica novidade vai ser se alguma coisa mudar. Resgatamos Nate e Blake, de novo e então? Não estou preocupado com o vilão da temporada ou suas razões. E sim com o que tem de diferente esta vez...

Porque desta vez, parece diferente.

Porque é diferente.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: The Joking - :)

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum