Lar doce...Lar...

Página 3 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Duxhill H.U. em Qua 07 Jan 2015, 13:41

Me desculpe Noah, mas esta não é uma escolha que você tem.
Vamos brincar!
Mas agora é diferente não é Noah? Porque você não é como o Cappie que viaja no tempo...Você sente o tempo....Você consegue ver o que acontece pelos olhos de outras pessoas....
Assim como você viu o passado pelo da Alexandra....
Mas é muito rápido não? Não é algo que voce possa controlar, mesmo porque no fundo você sabe que não é voce que comanda a viagem ao tempo.
Cappie, Edge...
E você nunca sentiu as coisas com tanta intensidade antes não?...Como se o toque da água da piscina a seu corpo fosse muito mais amplo do que parecesse, como se você tivesse pela primeira vez descobrindo aquela sensação...
Ou a forma como a ponta dos dedos de Blake toca seu ombro e aquele toque faz seu corpo ferver...
Mas não é só tesão...
Agora você sente...
Agora você sabe...
Você sabe o que é sentir medo, ser vulnerável....ser...
Comum...
E logo suas mãos estão envolvendo aquele corpo que voce conhece tão bem, os cabelos vermelhos se perdem nos nós de seus dedos, e ela esta ali com você...
Ou não...
Assim que você se afasta pode notar entao que os fios rubros estão completamente negros, caídos sobre o colo branco da garota, escondendo os pequenos seios...
Acho que esta não é a Blake, hm?
- Nada é impossível Noah, e eu lembro de sussurrar algo ao ouvido dela (Nina), antes dela fechar os olhos...
O sorriso que voce conhecia bem estava no rosto da menina de cabelos negros.
- Mas isto foi em uma outra história...
O sorriso continuava ao rosto e logo a garota parecia desaparecer da frente de Noah, e surgia ao lado da piscina, próxima a uma mesinha onde havia uma série de garrafas de bebidas, drogas, etc.
Ela deixava cair um revista aos pés de Noah..

- Natalhie Archibald nunca foi o dejavu Noah, ou não teríamos conseguido voltar tanto, não?...
A garota sentava-se a uma cadeiras, o corpo estava completamente nu, e era muito branco, mas estranhamente ela não parecia ter um orgao genital, era como uma estatua de cera, ela acomodou o cotovelo a mesa e logo deitou a face a mão, quase entediada.
- E melhor agora...que podemos conversar...Sua Irmã não gostava de falar comigo, mas sempre me pedia favores...

E novamente o sorriso....
E então Noah podia ver a foto de Blake a capa da revista, a foto do anuário da escola, abaixo da noticia.



“Cambridge em choque! Morre headcheer das Falcons em acidente chocante na estrada de Patheshire”

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill H.U.
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 161
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2086

http://theotherside.criaforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Convidado em Qua 07 Jan 2015, 14:21

É, pelo visto estamos bem...

- Muito bem Srta. Archibald.

Sorriu e deixou um beijo nos lábios de Nate. Apesar de tudo, seu c´perebro seguia trabalhando:

Existiam duas opções:

1 - Tudo estava bem

2 - Havia algo errado

E francamente, estamos na DU. Quando foi que ao longo dos anos não havia algo de errado? Então vamos escolher a segunda opção.

Mas se havia algo de errado, era necessário pensar no que estaria errado. Sendo bem objetivo, poderiamos resumir tudo a M. Sejamos honestos, como poderia ter certeza que M não estava na mente dela? Ok e comprando essa lógica teriamos outro problema: Ela poderia simplesmente não saber, M poderia não ter "controle", estar apenas observando ou ainda acreditar que estava me enganando...

É, quem disse que a vida de protagonista é fácil?

Mas tudo bem, não havia nada a ser feito.

Ao menos não até ouvir aquilo.

- Cancelada? Mas do que...Eu estou normal! Qual é Natalhie, como se fosse a primeira vez que algo...

E o telefone tocava e era Nina. Ok, ela estar viva era bom, mas Nate falando com ela e...

Eva?

- Você...ODEIA a Nina, você odeia basicamente todo mundo! Eva...Esta morta, ela havia quebrado o contrato e...Onde diabos eu trouxe a gente? Blake alterou tudo isso?

Edge recuava um passo para trás ou dois e pensava em pegar o celular. NOAH PRECISO DE UM PLANO! Afinal de contas, eu não sei do que Nate esta falando!

Não é como se ele soubesse o que se passa na cabeça dela, não é como se conseguisse...

Ler mentes?

Fazia uma expressão estranha que Nate não entendia. Enquanto segurava o rosto dela olhando em seus olhos.

"Bem, vale a tentativa."

Telepata né? E como isso funciona? Ah claro, eu faltei nessa aula. Faltei no curso na verdade.

Vamos improvisar um pouco.

Concentrava-se olhando para Natalhie, em sua mente, nos seus pensamentos. O que havia dentro da cabeça dela. Desde o começo, achou que não era tão interessante assim ler a mente dos outros, afinal conseguia muito bem entender o que se passava la dentro apenas os observando. Mas claro que pelo visto a situação exigia o contrário e bem...Valia a pena tentar.

Não é como se eu não tivesse meus planos ruins de vez em quando.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Convidado em Qua 07 Jan 2015, 14:33

É como nos filmes de terror...

A situação nunca fica no controle do mocinho ou mocinha. Ainda é necessário passar por um imenso sofrimento e pressão antes de encontrar um final 'feliz'. Junto dos amigos, Aileen já passou por diversas coisas, mas... ela acreditava, queria acreditar, que valeria a pena. Que um dia eles poderiam finalmente estar livres daquele pesadelo.

Era uma caminho difícil, longo... e muitos certamente se perderiam.

Olhando para o rosto maravilhoso de Peter, a ilusão quebrou-se, definitivamente.

Como não percebeu que por trás daquela postura tão acolhedora... se escondia algo podre e perverso?

Teve ainda mais vontade de chorar por ter sido tão idiota e cega!

O corte na bochecha...

Ela jamais teria feito aquilo. Dependendo da circunstância, claro. Se alguém lhe atacasse, o instinto falaria de volta, e bem... Aileen reagiria.

- Aqui estamos seguros.

Limitou-se em dizer apenas isso enquanto Peter se levantava da cama, chegando mais perto e ela controlou o impulso de recuar. O toque em seu braço a fez engolir em seco e o sorriso já não estava mais ali. Ainda mais quando ele a beijou...

Piscou os olhos e ficou na mesma posição, vendo-o vestir as roupas, o tênis...

- Peter, eu vou com você...!

Tarde demais.

Tentou abrir a porta, mas estava trancada por fora.

Olhou para os lados, pensando em alguma alternativa, uma fuga... Era sua chance. Começou a procurar uma chave extra nas gavetas, no armário, em todos os cantos. Em seguida, foi até a janela... a abrindo.

Ela não tinha medo de altura como a Natalhie, no entanto... ideia descartada.

Pensa de novo...

Aileen pegou o celular na mesinha de cabeceira e o guardou consigo e procurava por algo maior agora... e mais pesado.

E escolheu uma gaveta, daquelas que se desprendem da cômoda.

Por fim, ficou escondida atrás da porta, esperando o seu namorado tão zeloso voltar.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Natalhie Archibald em Qua 07 Jan 2015, 15:27

Pelo jeito ele estava finalmente voltando ao normal, Nate sentiu o beijo aos lábios e apertou de leve as mãos aos ombros do noivo.

Tem outra opção Edge.

3 - Tudo estava bem, mas também estava errado!

E então ele parecia ficar histérico ao saber que a Legado tinha sido cancelada...Os olhos de Nate ficavam ainda fixos sobre o noivo, sem entender.

Helou isto é novidade pra você? Precisa se informar mais honey.

E logo Nate falava ao celular com Nina.

E ele dizia que ela odiava a Nina. Nate suspirava fundo.

- ODEIO...mas eu preciso manter meu nível social elevado, e isto engloba, ajudar a vice quando ela gentilmente pede...Ou implora....

E ele dizia que ela odiava todo mundo e Eva estava morta.


- Eva Morta?....O que você anda bebendo, Edge? Ela está na ZBZ! Veio prestas apoio depois de tudo...

E ele continuava esquisito.

- Blake trouxe o que? Você também agora vê espíritos?...

Ou seja..ESTÁ APRENDENDO ALGO COM AQUELA DESCONJUNTADA...

E então o toque ao rosto a fazia o encarar com estranheza. Mas...

Sentia-se estranhamente calma, serena. Como se acabasse de despertar após uma noite relaxante ao lado do noivo.
Sentia que tudo estava bem, e que a forma como ele a olhava.

Lhe trazia uma paz inesplicável.

Edge...

É como olhar para arquivos de computadores, você pode acessar, abrir pastas, escolher o que quer ver, embora alguns locais pareçam obscuros confusos.

Mas você logo consegue ver as lembranças de Nate, e saber que Blake havia morrido naquele acidente de carro, e que por causa disto a Legado tinha sido cancelada, pedido de Kirsten, acatado por Eva. Que por sinal estava na ZBZ.

OK pulando a pasta PRADAS.

Ignorando as futilidades.

Você consegue ver plenamente que Natalhie tem todas as lembranças possíveis da infância de vocês naquela Ilha.

Ela só prefere...

Ignorar...


Então é como se nunca soubesse....

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Noah Valmont em Qua 07 Jan 2015, 17:01

Se não bastasse todo aquele mar de novas sensações, ainda tinha os quebra-cabeças.

Novos quebra-cabeças, novos mistérios...E agora aquela.

Coisa.

Me mantenho distante dela, observando seu corpo desprovido de sexo...Apesar das curvas femininas e dos seios.

Ela era bonita.

Linda.

Por que me sinto tão atraído por essa mulher estranha?

- Nina... - Sussurro, cerrando o olhar.

Fechar os olhos?

E logo que pisco, ela sai da piscina e aparece deitada em uma das espreguiçadeira, ao mesmo tempo que mergulho para apanhar a revista que surgiu no fundo da piscina.

Saio da água, a jogando na beirada... Sem me importar com a ausência de roupas.

E vejo a notícia – Não... - Cerro o olhar e viro as páginas, lendo em desespero.

- Não foi assim que aconteceu... Não foi... - E eu sinto aquilo como nunca tinha sentido antes.

A dor era mais forte que qualquer dor física...Essa era a dor da perda, que faziam as pessoas se despertarem? Alguns não superavam e passavam a vida inteira em luto.

Outros se matavam.

- Não foi assim que aconteceu... Alguém voltou. Mas por que Blake é tão importante?

Digo mais para mim do que para ela, tentando, a todo custo reprimir o choro.

E então me volto para aquela mulher.

Me aproximo dela em passos lentos, e me sento em sua espreguiçadeira.

Por que ela me agrada tanto?

Era como um pouco de analgésico para minha dor.

Estendo a mão e acaricio seu rosto com a ponta dos dedos – Por que Alexandra me queria longe de você? Quem é você? - Movo a cabeça negativamente, descendo o olhar pelo seu corpo, me prendendo a ausencia de sexo – O que é você? O que houve com Blake?

Noah Valmont

Nacionalidade : London, UK
Idade : 24
Cargo : Residente no DU
Humor : Obscuro
Mensagens : 395

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Convidado em Qua 07 Jan 2015, 19:48

Ah claro, tinha aquele detalhe importante também: O deles sempre estarem enganados.

Talvez tenha sido acertarem uma ou duas vezes que tenha os deixado arrogantes e cheios de razão.

Mas ao menos,algo havia de familiar:

- Ok, acho que ainda podemos nos casar, você é a minha noiva. Desculpe, não é que eu não acredite em você apenas...

Não completava a frase, Primariamente porque era difícil explicar, em segundo porque iria parecer ainda mais maluco e em terceiro...Porque algo impedia. Ele balançava a cabeça negativamente susurrando.

- Não era para ser assim. Eva morreu, foi ela quem havia quebrado o acordo e...

Mas se não havia o orfanato, havia um acordo? Havia uma bruxa?

Confuso.

Mas nem tanto olhando tudo aquilo de perto. Sentia-se um tanto culpado "olhando" a mente de Natalhie daquela forma, não que tudo la fosse alguma novidade, ele até mesmo comentava a respeito enquanto parecia "explorar" os arquivos de pensamento dentro da mente da Noiva. Nada de M. Algo estava errado. Não era ela? Mas quem estaria servindo de "receptáculo" então? Onde estava o erro...

Blake.

- Blake não devia ter morrido...Nos mudamos alguma coisa. Espere ai, você LEMBRA da ilha? Eu posso ver que sim.

Olhava para Natalhie, mas agora do lado de fora da mente dela. Se ela lembrava, havia uma forma de explicar tudo.

E talvez até mesmo melhor, mostrar.

- Escute, eu sei que parece loucura mas...Era para ter sido diferente, pior. Minha mãe mostrou que na verdade estivemos nessa ilha, e que ela estaria nos preparando para despertar algumas "habilidades". Talvez você saiba da sua e esteja apenas ignorando, mas eu posso mostrar a minha facilmente. Pense em um número. Não me olhe assim, apenas pense que eu...Ok, 22. 73, 126...Não 127. São numeros de sapatos? Sera que poderia escolher apenas um?

Comentava enquanto repetia os números na mente de Nate, que parecia querer assim como todos os sapatos, todos os numeros.

- Não, não estamos ficando loucos, eu sei o que você esta pensando. Eu sempre soube mas agora posso...Literalmente "ver". E você também tem. Felizmente, eu não preciso explicar, você pode ver. Segura minha mão e se concentre ok? Em ver o que eu "já" passei desde o legado, o que veio depois e como veio parar aqui...Eu vou precisar que a minha "agora Noiva" confie em mim mais uma vez, porque ela pensa melhor que eu e vai saber o que fazer.

Para depois bolarmos um plano melhor, ou pior. Enfim, Edge iria aguardar até Nate resolver dar uma "espiada" nos últimos eventos. Desperte seu dom mais uma vez Natalhie!

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Natalhie Archibald em Qui 08 Jan 2015, 11:04

Sejam humildes então.


Mas não a Nate, ela foge a qualquer regra, hahahahah


Nate matinha os olhos ainda sobre os do noivo, e ele parecia ter que afirmar que ela era realmente a noiva dele, que era Natalhie Archibald. E logo os olhos se cerraram. O que diabos Edge tem para agir assim?


Está andando muito nas festinhas regadas a drogas do NOAH?


AH?


E agora ele dizia que Eva tinha morrido, tinha quebrado o acordo.


- Sim Edge, ela quem havia quebrado o acordo, mas está vivinha da silva e usando Loubotins em plec plec pra lá e pra cá na casa Pink.


E ele afirmava que Blake não devia ter morrido.


Sim Edge, você e todo o time do Ducks também pensa assim.


E agora ele falava da ilha..Ilha..Uniforme de Tenis, algo soando como...Morrer?


Ok Edge, chega de loucuras por hoje. Vou comprar Gadernal pra  voce ao menos é isto que minha governanta dava para o ex namorado dela, mas isto é uma longa historia, que eu não vou te contar, porque era só o que faltava, nós falarmos da vida dos subalternos agora!


E também. EU NÃO ME IMPORTO COM A LOURDES!


E agora a mãe dele tinha mostrado, falado de despertar habilidades, e que ela estava ignorado.


Sim...E vou continuar ignorando Edge, querido, porque eu prefiro MANTER MINHA SANIDADE MENTAL, OK?


E era quase invonluntario pensar nos números dos Pradas, e logo ele advinhava todos, o que fazia Nate deixar a face em total expressão de surpresas, os lábios entreabertos, os olhos mais abertos, e nem um pio daquela boca santa.



- Você...


Também tem! Eu nunca soube...


E ele pedia...


Os olhos azuis iam na direção da mão dele a encarando em seriedade.


Porque aquilo era um divisor de águas, tocar aquela mão e deixar o dom se manifestar.


Era deixar de ignora-lo, era saber que ele existia, que estava ali o tempo todo, pedindo para sair.


E liberta-lo....


Era dizer Adeus a ignorância que era uma dádiva naquela situação


Mas Edge queria que ela confiasse nele, os lábios se entreabiam e ela sussurrou.


- Você sabe porque a Aileen vê os  mortos?....



Os olhos logo se erguerem na direção dos dele, e ela ainda não tocava a mão dele...


Chamou Aileen pelo nome? A coisa estava realmente séria....

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Duxhill H.U. em Qui 08 Jan 2015, 11:20

Aileen
 
E quando não foi como nos filmes de terror, Aileen?
Era uma clichê...A linda mocinha inocente é enganado pelo psicopata dissimulado...
E ela dizia que estavam seguros ali.
- Claro....Eu jurei te proteger, não?
Ele piscava pra ela, E era obvio que ele notava cada movimento seu Aileen, e era obvio que ele sabia que você não estava normal.
Pessoas como Peter...
Sabem mais sobre você que até você mesma...
E logo ele saia e trancava a porta, obviamente ignorando o comentário dela, após se despedir selando os lábios aos dela.
E você tenta se proteger como pode, não Aileen?...Que escolha você tem?....
E é quando você ouve algo, ou alguém arranhando o armário de roupas.
Já teve a sensação que um jogo está prestes a acontecer...?
Então comece a jogar Aileen, porque sabendo o que você tem, é difícil dizer o que está do outro lado daquele armário não?



 
 
Noah
 
Ela parece completamente entediada, mais ou menos como você ficava Noah, a tudo que se remetia a sentimentos e pessoas envoltas nele.
Era como trocar de lugar, não?...
- Nina....

Soou quase como um eco.
E então ela apenas deita o rosto na mão e assiste se desespero.


- Foi assim que aconteceu, e a culpa é sua...
O sorriso surgia novamente nos lábios, e ela parecia se deliciar com sua dor por alguns instantes.
E ele perguntava porque Blake era tão importante.
Ela erguia os olhos ao céu como se buscasse respostas.

- Hum...Algo sobre não ter sonhos e nem esperanças...
E logo Noah estava perto dela, e ela apenas deixava os cintilantes olhos sobre os dele, deixando ele tocar seu rosto, e voce não sabe dizer se é quente ou frio, macio ou não. Não dá pra sentir nada tocando a pele dela, Noah, é como se fosse intangível.

- Porque...ela não queria que você tivesse que fazer as escolhas, arrependimento é uma dor muito forte....
E ele queria saber o que aconteceu com a Blake.
- Me diga você Noah, você estava naquele carro...
Novamente o sorriso.
- Quem eu sou?....
E logo o sorriso se alongou ainda mais, e por um instante era como se a boca tomasse vida própria e a curva da mesma chegasse até quase a orelha, de tanto que o sorriso se abriu, como se pele ganhasse uma flexibilidade única.

- Sua melhor amiga....
Opa...Esta palavra não parecia ter saído dos lábios, pois ela não abriu a boca, deixando o sorriso exposto.
- Por isto você pode escolher Noah....Pra ter sua ruiva de volta, é só você.....
-Escolher....
-Escolher....
-Escolher....
-Escolher....
-Escolher....
-Escolher....
-Escolher....
-Escolher....
-Escolher....
-Escolher....
-Escolher....


A palavra soou diversas vezes ao pé do ouvido do Noah...

Amiguinha


Última edição por Duxhill Faculty em Qui 08 Jan 2015, 11:23, editado 1 vez(es)

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill H.U.
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 161
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2086

http://theotherside.criaforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Convidado em Qui 08 Jan 2015, 11:22

Nem a do Noah, mas ele tem planos ruins que costumam a dar certo. Alias nós estávamos com uma média de acertos muito boa.

Até agora pouco.

Claro, ele precisava mais uma vez lidar com a terceira, ou quarta "versão" de Natalhie que encontrava naquele dia, mais uma vez precisando explicar todos os recentes acontecimentos. E apenas para variar ela não iria acreditar ou não QUERIA acreditar. Será que UMA vez alguém pode contar para ela no meu lugar? Ok, ela ja não escuta o Edge, imagina o que os outros iam conseguir. Mas ao menos dessa vez não precisaria falar, ja que tinha um plano melhor. Vai ver o segredo era esse: Pensar menos e colocar qualquer plano em pratica.

- Ela não DEVERIA estar viva, e Blake deveria!

Segurava as mãos dela e falava com firmeza, balançando a cabeça negativamente. Era como falar com um desconhecido. Também, se Nate fizesse o mesmo ele não ia achar que a Noiva havia surtado? Claro que ele tinha felizmente lembrado do "dom" que nunca havia usado mas naquele momento se torna necessário. Mesmo assim a idéia de ler a mente dela sem autorização parecia de certa forma uma violação, mesmo sendo Nate, mesmo assim. Falaria sobre aquilo depois.

- Sim. Não que eu realmente precise para saber o que os outros pensam, especialmente você mas é... Diferente, mais claro como informações em um computador. Desculpe ter feito sem lhe pedir antes mas...Eu precisei.

Interrompia completando a frase dela. Não que ela fosse se irritar com aquilo, talvez anos atrás mas vai saber...

Perguntava sobre Aileen. Naquele instante? Edge fazia uma expressão estranha e balançava a cabeça negativamente.

- É uma daquela série de perguntas que nunca me preocupei com a resposta. Mas se você esta mencionando deve ter uma razão.

Ficava em silêncio por alguns instantes antes de completar.

- Eu sei que é dificil aceitar, que preferiamos que fosse diferente mas...As coisas são assim. Sou eu lembra? Não tem nada aqui dentro que eu precise esconder. Somos ós dois lembra?

E sorria olhando para ela. Pelo menos depois de um bom tempo viajando por diferentes épocas tinha a sensação que era realmente "Natalhie" a sua frente.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Natalhie Archibald em Qui 08 Jan 2015, 11:53

Natalhie arqueava a sobrancelha quando ele disse que era Blake quem deveria e logo os lábios dela se abriram e ela falou com maestria agora.


- Então alguém mudou isto, alguém não trocou, ou trocou!

Opa Opa, Natalhie é melhor você contar tudo direitinho para seu noivo, porque de algum modo tudo que VOCÊ SABE, se tornou muito relevante agora.

E ele pedia desculpas por te lido a mente dela, e logo ela suspirou fundo, e consentiu em positivo.


- Não faça mais isto, ok?....

Ainda mais quando estivermos neste quarto sozinhos, sem coisas estranhas acontecendo, e sem a Blake não dever estar morta.

HAUHAUHAUA

CALA A BOCA.

E agora ela falava de Aileen. E ele lhe dizia aquilo Natalhie suspirou fundo e desta vez as mãos dela envolveram as dele, e ela apertou de leve.

- Edge...Foi uma brincadeira...

Nate deixou os olhos encararem lá fora por alguns instantes e logo retornaram ao dele.

- Éramos pequenos...E vocês foram brincar na água, eu como sempre preferi me isolar, e reclamar de vocês....Mas você e o Noah foram.....

A mão apertou a dele com força e ela sussurrou.


- Veja o resto....

E você podia ver agora com facilidade Ed, porque Nate liberava aquela “lembrança” para você.

Você e Noah pequenos em uma praia rindo muito, e logo uma garotinha de cabelos negros e olhos muito azuis.

Aquela mesma Noah que você tinha visto antes, e ela tinha sua idade.

E a pessoa com quem Alexandra conversava agora podia ser visto com clareza. Era sua mãe Edge.

A garotinha parecia estar com um pouco de receio de ir ao mar, .mas logo Noah parecia lançar o desafio.


- Você não deve andar com a gente, se não é forte como a gente...

E empurrava de leve o braço de Edge, para ele concordar.

Opa, mais uma péssima ideia do Noah, que você Edge sempre apoiou.

E logo a ingênua menina seguiu os rapazes, e o desafio ficava mais amplo a medida que se aprofundavam a água.

E sua mãe não parecia se importar Edge. Afinal vocês sabiam se cuidar, não?

Alexandra também parecia não estar mais por lá.

Deixa as crianças brincarem, deixa elas...

Descobrirem!

E logo vocês estavam ali brincando a água, é quando Noah parece ter um baque, os olhos dele fixam fixos ao nada.
Era sua primeira premonição.

E era exatamente a do corpo da garotinha estendido a areia, resgatado por alguns funcionários da ilha, eles tentavam fazer boca a boca, tentavam de tudo.

E Noah, nem sempre o tempo é certo.

Ou um dom despertar de modo certo, enquanto você via,.

Acontecia.

A pequena se afogava

E talvez Edge você pudesse ver, se não fosse acometido por uma dor de cabeça intensa, na medida em que via flashes do que Noah via, e sentia a perturbação da mente da garotinha morrendo.

Sim a pequena havia morrido...

Um infeliz acidente.

Quem podia prever?

Nem mesmo Dra Cavalan conseguiu salva-la!

E então e como se você visse agora uma sala onde estava o corpo da menininha coberto, completamente pálido, os lábios já roxos.

E logo a pequena Natalhie encarando aquele corpo em silencio, a pequena se aproxima, e a pequena mão toca a mão fria do cadáver.

E então Edge você consegue ter a exata sensação do desespero de se afogar, de pedir ajuda, de utar pela própria vida.
Em vão...

E então uma voz ao fundo...


- Eu nunca gostei da minha Irmã Natalhie...

E logo você pode ver a garota pálida ergueu-se bruscamente a maca, respirando profundamente, puxando todo o ar possível para dentro dos pulmões, a medida que Natalhie sai correndo da sala em desespero.

E é neste momento que Natalhie afasta o corpo bruscamente, e parece quebrar todo aquele contato.

Os olhos de Natalhie encaram aflitos os de Edge.

- Foi a primeira vez que eu senti aquilo e jurei nunca mais sentir...Porque eu não senti somente a morte Edge, eu senti algo...que me devastou....

Ela sacudia a cabeça em negativo e logo os olhos pareciam se encher de lagrimas.

- Amor....

A pequena mão ia até o rosto tremula, e ela parecia buscar se controlar.

- Ela sempre te amou, eu senti aquele sentimento devastador, e ao mesmo tempo...Foi a melhor coisa que já havia sentido na vida...e a pior...

Ela fechava os olhos com força deixando as lagrimas escorrerem.


- Eu jure nunca mais sentir isto, eu me afastei de você, eu evitei você, eu odiei você, mas ao mesmo tempo não queria perder isto, não podia....Não podia deixar ela ter isto, e eu não...

Nate suspirou fundo e logo as mãos repousaram ao beiral.

- Porque todo os dias que eu te olhava, via você brincar, ou a forma como você sorria, ou dizia que tudo estava bem, quando não estava...Ou o jeito que o vento batia nos seus cabelos, e seus olhos ficavam diferentes de noite. Eu estava completamente apaixonada por você, Edward...E eu Fuji disto a vida toda....

O rosto virou-se e ela o encarou.

- Eu ignorei isto, eu esqueci isto, eu simplesmente não queria ser como meu pai, dependente de um sentimento que um dia iria me destruir, irei fazer eu ignorar meus próprios filhos....

E logo o  olhar abaixava novamente.


- Mas...nunca foi uma escolha....E hoje eu sei.....

Mas...

- Mas eu não posso tocar as pessoas e sentir o que elas sentem, a morte, o desespero, a dor, o amor, a felicidade, a paixão....Isto é muito forte Edge, isto me devasta.....


- Quando eu toquei a Aileen, eu simplesmente morri junto com ela.....E eu não posso fazer isto de novo...Por que....é muito escuro lá....

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Convidado em Qui 08 Jan 2015, 12:14

Edge sorria mais uma vez, alias continuava com o mesmo sorriso de antes enquanto quase sussurrava:

- É por isso que eu precisava que você soubesse, eu nunca ia pensar nisso.

Tocava o rosto dela devagar e arrumava o cabelo de Natalhie. Bom saber que é realmente você. Ele piscava um dos olhos quando ela dizia aquilo sobre não ler a mente dela nunca mais e comentava em um tom provocativo.,

- Não posso prometer isso. Eu posso, mas não vou.

Ei, então não posso mais fazer mas agora posso? Ok, ok. Apenas concordava em positivo e olhava dentro da cabeça de Natalhie mais uma vez. lembranças, crianças. Sempre o passado. Mas aquela lembrança...Aquela sim parecia ser a primeira em muito tempo que Edge realmente parecia ter achado que VALIA A PENA reviver. E la estavam todos eles, até mesmo sua mãe e Alexandra mas apenas Natalhie conseguia ver...Aquilo. Quando o contato se quebrava, até mesmo ele havia recuado um passo imitando o ato dela como se em uma espécie de espelho. Ouvia o que ela tinha a dizer, em resposta não dizia nada, apenas balançava a cabeça negativamente e abraçava, se aproximando tão bruscamente quanto havia se afastado.

Não dizia nada, envolvendo Nate em seus braços por demorados segundos apenas desfrutando da sensação. Após isso, voltava a falar com tranquilidade.

- Passado, crianças em uma praia e não em um orfanato, mas ainda assim é algo que ocorreu e não podemos mudar.

Ou podemos? Afinal nós mudamos e...Ok, melhor pensar nisso uma outra hora. Ele se afastava e olhava para ela, sorrindo enquanto levantava os olhos próximos aos dele.

- E pelo jeito fez um péssimo trabalho. Ou eu que sou muito cabeça-dura. Acredito que você ja deva saber Natalhie, mas apenas para ouvir com minhas próprias palavras: Se não fosse dessa forma, se não tivesse fugido tanto, não teria despertado minha atenção da forma que fez.

Então é tudo culpa sua.

Sorria ainda de uma forma um tanto boba, desfrutando daquele momento que em meio de todo aquele Caos era tranquilizador. Ela falava a respeito do que havia sentido e ele concordava com a cabeça, como se concordasse com o que ela dizia. Mas ele mesmo havia dito que era cabeça-dura.

- Ei...Sou eu lembra? Não vai ter nada ali que você já não saiba ou tenha imaginado. Meu lado "sombrio" é um tanto incomodo mas nem tanto. Eu estou aqui, bem, feliz e com você. Estou vivo e...Aqui com você. Ja fugimos por muito tempo Natalhie, precisamos superar para seguir em frente. E além disso, meus sentimentos agora são nossos sentimentos. Você não é mais a garotinha atrás de sua barreira vendo apenas um espelho. Você cresceu, não apenas fisicamente e sabemos disso.


Ok, alguns acham que não mudou, enfim.

- Não somos nossos pais e nunca seremos. Você é Natalhie e eu sou o Edward. São nossos sentimentos, você ja faz parte deles, querendo ou não. Acho que você também tem o direito de saber o que se passa em minha mente ja que fiz o mesmo.

Ou podemos continuar com medo...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Noah Valmont em Qui 08 Jan 2015, 13:04

Apenas a ouço.

Cada frase dela agride meus “novos” sentimentos.

“Meu coração”.

Mas, ao mesmo tempo, me sinto bem com ela.

É algo impossível de se descrever como funciona.

Você deveria que estar lá para...Sentir.

Me deito ao lado dela na espreguiçadeira, não me importo com a sensação estranha que eu tenho ao tentar acariciá-la.

Não conseguir tocá-la.

Não me importo porque ela me agrada, por mais que suas palavras me agridam.

Me deito ao lado dela como um filho faria com a mãe.

A cabeça na altura do peito, logo acima do seu seio pequeno e bem desenhado.

Estendo, sobre ela, o braço e a perna, me encolhendo sobre seu corpo pequeno, bem menor em relação ao meu.

Eu sei bem o que houve no carro.

Sei que Blake estava bem, e fui manipulado a acreditar que ela não estava.

E agora a história se inverteu.

Alguém alterou.

Mas quem?

E por quê?

Suspiro.

Minha amiga?

Escolhas?

- Qual a escolha?

Aperto os olhos.

Odeio esses sentimentos.

Cerro o olhar.

Tenho que passar por cima dos sentimentos de Alexandra.

Domá-los.

Eles não são meus.

São estranhos.

Não devo ouví-los.

Meu corpo chega a tremer... Mas sinto minha mente ficar mais calma.

- Nem que eu tenha que matar aquela faculdade inteira, vou trazer a Blake de volta... Aliás, seria bem divertido fazer isso – Ao dizer isso, esboço um pequeno sorriso. Era como se eu agredisse o coração dentro de mim.

Eu não sou feito de emoções.

Não vou ser dominado por você.

Noah Valmont

Nacionalidade : London, UK
Idade : 24
Cargo : Residente no DU
Humor : Obscuro
Mensagens : 395

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Convidado em Qui 08 Jan 2015, 13:27

Novamente, tentava ignorar os incessantes tremores das mãos, temendo derrubar a gaveta, que embora pequena e, no momento, vazia, parecia pesar uma tonelada para Aileen. Ela mantinha-se atrás da porta e de tão travada que estava a sua respiração, quase podia escutar os ruídos típicos de quando alguém está muito ofegante... ou sufocando.

Estava com medo do instante em que Peter voltasse para o quarto, mas também queria desesperadamente acabar logo aquilo, e com toda a agonia que vinha acompanhada com a peculiar situação.

Acertar bem forte na cabeça e torcer para que fosse suficiente...

Não matá-lo, deixava esse instinto assassino para Noah, apenas desestabilizá-lo.

Não queria um Peter do outro lado atormentando sua vida. Já estava com fantasmas demais na conta, então... ela passa esse.

Logo... Aileen escuta.

E o olhar bem devagar segue em direção ao armário. Podia ouvir a madeira da porta ser arranhada, provocando um som irritante e ao mesmo tempo convidativo, como se chamasse pelo nome dela. Mesmo que no fundo ela soubesse que deveria ignorar, que representava perigo... Ainda assim Aileen largou a gaveta no chão e foi até o móvel, encostando apenas as pontas dos dedos.

Um jogo...

Uma brincadeirinha boba.

Que nunca termina bem.

Com raiva, ela o abriu com violência, escancarando as duas portas de uma vez só.

Que se dane.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Natalhie Archibald em Qui 08 Jan 2015, 14:06

Nate via o sorriso do noivo, mas ele não era suficiente para acalma-la, não agora.

O toque ao rosto a fazia ergue-lo um pouco mais, e logo ele ajeitava aquela mecha co cacho a ponta que insistia em fugir do coque, acomodando-a atrás da orelha dela. E ela logo deixava claro que ele não devia ler sua mente.

Ou devia....

E logo ela abria o caminho, não somente a você Edge...

Não se tratava de deixar você saber, mas sim que ela também soubesse....

Que aceitasse.

E logo ambos recuavam aquele passos, e os olhos assustados de Nate estavam baixos agora, porque no fundo, era difícil mesmo admitir o quanto ela era egoísta.

E me desculpem, Natalhie não vai mudar...

Ela é assim por um motivo, todos vocês são exatamente como deveriam ser, e ao final...

Vocês vão sempre acabar juntos, querendo ou não!

E então sentia a chegava brusca e a forma como os braços do rapaz simplesmente envolveram o pequeno corpo dela e a abrigaram. Os braços de Nate iam por baixo dos dele, o abraçando de volta, e logo o rosto buscava se esconder ao peitoral do rapaz, e junto dele, as lagrimas.

E o medo...

E a forma tranquila como ele falava, fazia Nate ter a sensação de ouvir uma música que acalmava seu coração que estava disparado.

Passado...

E logo que ele se afastava, encontrava aqueles olhos azuis  grandes buscando os dele, como sempre.

E sim Edge

Foi exatamente da forma que era para ser.

Posso te contar mil histórias, e em todas elas, vocês acabam juntos.

Deja-vu!

E a forma como Edge expunha aquiloo, fazia Nate aproximar-se mais um passos dele, ficando ainda mais próximo.
Mas não era somente um ato físico, era um ato de confiança.

A mão estendeu-se delicadamente na direção do peito dele, sobre o coração, espalmada sentindo os batimentos. E logo os lábios abriram-se lentamente, enquanto os olhos não saiam dos dele.

- Eu ainda seria Natalhie Archibald sem você, mas meu mundo, não seria meu mundo, sem você nele...

E sim, era a frase que definia eles, mesmo repetida, como um verdadeiro deja-vu.

Era a mais pura verdade, exatamente por isto, Nate fechou lentamente os olhos, e deixou que aquele contato se tornasse ainda mais profundo.

Porque agora...

Pela primeira vez, Natalhie vai ter a noção da intensidadde do que você sente por ela Edge...

Porque agora.....ela sente o que você sente, ela vê o que você viu....

E foram segundos, que parecia uma eternidade, de uma história...

Sem final feliz.

E agora novamente ela recuava, e afastava a mao bruscamente do peito dele, enquanto os olhos iam aos dele.

E AGORA sim Edge, tenha a certeza absoluta, absoluta mesmo que é Natalhie Archibald a sua frente.

Sua Nate.


- EDWARD, O QUE DIABOS VOCÊ ESTAVA FAZENDO NA CAMA COM AQUELA DESCONJUNTADA?!!!!

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Duxhill H.U. em Qui 08 Jan 2015, 14:16

Noah

Ela apenas parecia seguir você com os olhos Noah, enquanto você se aproxima e se deita ao lado dela, Logo sente sua cabeça esta acomodada ao peito dele, e você se acomoda daquela maneira, como um filho em busca de proteção....
Sim Noah...
Sempre fomos tão íntimos...

Logo você pode sentir como se um vento batesse em seus cabelos, mas é a ponta dos dedos dela brincando com os mesmos, e ela olha em qualquer direção.

Quase distraída...


- Você pode escolher te-la de volta, mas o mundo é um equilíbrio, e se alguém volta outro tem que ir...

São sentimentos muito mais fortes que o os comuns Noah, pois são sentimentos aprisionados, deturpados, atrofiados dentro daquela coração.

Sentimentos de alguém que jamais poderia sentir.

Mas sentiu como nenhum outro poderia...

E ela deixa uma breve risada escapar ao ouvi-lo. E então ele pode ouvir o que parece ser uma musica, ela parece catar...
 


No mistério do sem-fim
equilibra-se um planeta.
E, no planeta, um jardim,
e, no jardim, um canteiro;
no canteiro uma violeta,
e, sobre ela, o dia inteiro,
entre o planeta e o sem-fim,
a asa de uma borboleta
 


- Você deve escolher quem vai partir....

- A garota perdida dos fios negros...

Já mencionei que eu não gosto dela?....
 
- A egoísta que seu amigo ama....

Ou....


- Aquele que tem todas as respostas e nada fala......

 
Adoro charadas...


 

- Você tem que escolher, porque no final, alguém vai sofrer....alguém vai sofrer....





alguém vai sofrer....alguém vai sofrer....alguém vai sofrer....alguém vai sofrer....alguém vai sofrer....alguém vai sofrer....

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill H.U.
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 161
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2086

http://theotherside.criaforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Duxhill H.U. em Qui 08 Jan 2015, 14:21

Aileen


Aquele som parece não sair mais da sua cabeça, e logo que você se aproxima do armário ele fica mais estridente.


Logo suas mãos envolvem as portas e você as abre bruscamente em um solavanco.


E logo que você abre o que estava encostado na porta, desaba ao chao, uma garota completamente nua, que assim que bate o rosto no chão, deixa uma poça de sangue ao vomita-lo, bem a seus pés Aileen.


O corpo está completamente marcado, como se tivesse levado uma surra de chicote, o rosto, as unhas dos dedos estão todas arrancadas, onde sangra, assim como dos pés, e ela parece ter um corte suturado a barriga, suturado com uma linha de costura de cor negra. Algo bem amador....


E não demora a Aileen perceber, que a pobre criatura mal respira, obviamente está morta.


Então...quem estava roçando a unha ao armario?


E Aileen apesar dos hematomas, você reconhece a menina, é uma das ZBZs, se você estiver informada de outras epocas, vai saber que foi aquela que deu entrada no Hospital alegando ter sido violentada por Peter.


E logo voce volta a ouvir o som da unha roçando a porta do armário.

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill H.U.
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 161
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2086

http://theotherside.criaforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Convidado em Qui 08 Jan 2015, 14:46

Ok...

Ela não estava esperando algo do tipo, embora fizesse sentido, tratando-se de quem... se tratava. Aileen conteve um grito e os olhos ficaram marejados no instante em que o corpo caiu inerte ao chão, vomitando o sangue, que acabou respingando gotas vermelhas em seus pés ainda descalços. Mesmo sendo uma criatura delicada, sensível... Já tinha visto coisas demais para que aquela cena lhe desse qualquer espécie de nojo.

Que não fosse do maldito que fizera tal crueldade com a pobre menina.

Entregara-se ao choro quando ficou de joelhos perto da ZBZ, tocando seu pescoço e depois checando a pulsação no punho, para ter a certeza... mesmo com a clareza da imagem.

Não restava mais nada ali.

Apenas outra vítima.

Mas então...?

Ela rapidamente olhou para o interior do armário assim que voltou a escutar de novo os ruídos, os arranhões e com a mesma pressa, estava praticamente esparramada dentro dele, procurando quem quer que fosse o dono daquele ‘chamado’.

O que acontecera com a menina...

Tinha sido recente.


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Convidado em Qui 08 Jan 2015, 19:25

ADENDO:

Edge não esboçava grande reação, até o momento que Natalhie se afastava e gritava daquela forma. Em meio de tantas outras coisas ela havia escolhido aquela para mencionar. Uma situação que Edge sequer esboçou grande reação quando presenciou.

Desculpe Aileen.

- Ao menos tenho certeza que é você.

Ele até sorria e balançava a cabeça negativamente. Mas logo ela percebia que ele respirava fundo e apoiava-se na sacada, falando com calma enquanto olhava para o cenário la embaixo. Seria simples dizer que era apenas uma premonição, que não havia acontecido, mas ele sabia que Natalhie sabia daquilo. Haveria algo que ele poderia dizer que ela não soubesse?

Poderia tentar.

- Você deve saber de tudo antes daquilo. Quando nos "puxei" para dentro de nossa mente, imaginei primeiro pelo que aconteceu que estavamos na mente de Aileen, ou em uma confusão de pensamentos. Mas...Era uma "visão" de um futuro modificado, alterado, quebrado, imperfeito. Um futuro onde Blake estava morta e você...Bem, acho que você sabe.

Olhava para ela um segundo e voltava a balançar a cabeça.

- Até mesmo minha mãe...Até mesmo ela estava diferente. Talvez você não tenha percebido, mas eu e Aileen não eramos exatamente um casal. Você ouviu como a enfermeira falou no hospital, naquele futuro eu não era la muito diferente do Noah e eu não conseguia entender, até que vi o que tinha acontecido com você. Eu sempre disse que você era a única coisa que me mantinha aqui Natalhie...E acho que agora pode ter uma idéia melhor de que sou eu apenas por sua causa.

Edge colocou ambas as mãos no rosto e respirou fundo, voltando a falar:

- Eu precisava encontrar você, eu precisava sair de la. Impedir que aquilo acontecesse, afinal ainda não aconteceu. Era como se...Uma versão corrompida minha, quebrada, que deixou tudo de lado e que um lado mais... "Oportunista" meu assumisse o controle. Alguém que não se importa, que abriu mão de sentir e se importar. Que não liga em usar e manipular aqueles ao seu redor. Eu poderia, todos confiam em mim certo? Não é como se fosse algo incompreensível...Não é como se eu não soubesse quem é essa pessoa. Eu a vejo todos os dias, eu evito me tornar ela todos os dias, porque eu não sou assim.

Abriu os olhos e balançou a cabeça negativamente.

- E por isso eu odeio espelhos. Escuta eu... Sei que você esta furiosa mas... Eu voltei por você, porque e não quero ser essa pessoa e somente você ao meu lado me mantem assim. Sem você nada importa e...Acho que você viu isso, eu não disse nada que você não sabe. Você ao menos deveria saber. O que posso dizer é que não quero me tornar essa pessoa e que preciso de você para isso. Porque...Eu também tenho medo, mas eu não preciso ter medo sozinho.


Soltava as mãos da sacada e parava na frente de Natalhie, falando com calma.

- Eu não preciso ler pensamentos para saber que você AINDA esta incomodada por aquilo que viu, mas aquele não era o "seu" Edward. Eu sou, e eu preciso que a minha Natalhie esteja comigo para mais uma vez resolver o que esta acontecendo. Todas essas alterações estão me desgastando cada vez mais... Mas eu vou seguir te procurando em cada uma dessas, para depois tentar resolver o resto...Podemos?

Primeiro você Nate, depois o resto.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Natalhie Archibald em Sex 09 Jan 2015, 09:52

Obviamente era Natalhie.

E não que ela não tivesse visto que havia ficado daquela forma no hospital. Mas depois do que viu, parece que nada mais importa.

Mesmo porque não aconteceu não é?

Não ainda...

Está ali, linda, com Pradas e cabelos perfeitos.

Então não tem nada a temer, mas...

Muito a reclamar!

Sim SOU EU.

E o que eu vi não me agradou em nada então.

DESFAÇA!

Vamos para o futuro apenas para que eu possa jogar a Aileen de alguma sacada, antes mesmo de existir a chance de ela poder sonhar com algo assim de novo!!!

E apenas ficou em silencio, vendo Edge se apoiar na sacada, ela virou-se ficando de costas para a sacada, as costas apoiadas a mesma, os cotovelos também, e o rosto voltando ao dele, o encarando.

E ele dizia que podia ser a mente de Aileen.

OBVIO que esta garota não se toca, e ainda sonha com você Edge!

E Nate mantinha-se em total silencio, ouvindo e absorvendo cada palavra que ele falava. E ele dizia que era quem era por causa dela, caso contrário ele podia ser aquela versão deturpada do futuro.

Bastava continuar andando com o Noah, não?!!!

E ele dizia que havia voltado por ela, que não queria ser aquela pessoa.

Sem ela...

Nada importava.

Apenas PRADAS

E não demorou ele tomava a frente dela que ainda estava apoiada na sacada, E aquela frase.

Não era seu Edward retumbava na cabeça dela.

Podemos.

De fato não era o Edge dela.

MAS ERA ALGUM TIPO DE EDGE

E TODOS SÃO MEUS

MEUS MEUS MEUS

Nate suspirou fundo e fechou lentamente os olhos.

- Acho...que tem algumas coisas que o melhor que fazemos é simplesmente esquecer....

Os olhos se abriram lentamente para encontrar os dele, e logo Edge pode ouvir um som estranho, como e fosse...

Algo solto, chiando.

Nate fitou o rapaz, como se não entendesse também.

Então.....

Aconteceu...

O beiral da varanda sem qualquer motivo aparente, simplesmente cedeu, quebrando ao meio, a medida que o corpo de Natalhie que estava encostado no mesmo, pareceu ser jogado para trás, perdendo por completo o apoio, e foi a imagem que Edge teve, de Nate escorregando para trás diante de seus olhos, os braços se estenderam ao ar, e você ainda conseguiu se agachar em desespero e agarrar um deles Edge, mantendo a menina pendida ao ar, o corpo balançou um pouco, enquanto ela gritou de desespero, o ouro braço dela pendia ao ar, e ela o olhava em total agonia.

- Não me deixa cair, não me deixa cair...

Gritava isto sem parar, enquanto as lagrimas já tomavam os olhos.


Desespero....

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Duxhill H.U. em Sex 09 Jan 2015, 09:59

Era uma cena forte Aileen, ainda mais quando você ficou de joelhos, e pode ver os detalhes da menina morta ali, podia ser qualquer uma da ZBZ, ela tinha sua idade, uma vida toda pela frente.

Tudo desperdiçado.

Sonhos...

Você a tocava e podia sentir a pele fria da garota, e ver aquele corte horrível ao estomago, mal costurado. E então logo você aventurou-se ao interior do armário.

Entrando ao mesmo, pode ouvir aquele som estranho novamente, arranhões.

Como se alguém estivesse preso ali, mas já cansado de tentar sair, o som parecia diminuir aos poucos, e logo que você estava dentro do armário, pisando ao chão do mesmo, pode sentir que os arranhões simplesmente pararam.
E então um novo som, como se algo começasse a rachasse, e não demorou, você pode ver logo abaixo de seus pés, o fundo do armário rachando-se.

Mas não dava tempo de sair, fora tudo muito rápido, uma pequena rachadura, e no mesmo momento os arranhões voltaram, mas fortes agora, desesperados, abrindo um pequeno buraco ao fundo do armário, a medida que a rachadura se estendia, e logo partia o fundo, seu corpo era puxado para baixo com toda a força Aileen, mas a medida que você estendeu os braços em instintos para se segurar, pode sentir o mesmo cravar-se em um pedaço de madeira solta do fundo.

O pedaço de madeira atravessou seu braço, e você ficou suspensa por ele. Abaixo de você uma escuridão sem fim, quase como se fosse um poço.

Mas não dava para ver o fundo.

E era como se sua vida dependesse da forma como estava pendurada. Cair...Não parecia ser uma boa opção.


Quanto tempo você aguenta a dor, enquanto pode ouvir o som da madeira atravessada a seu pulso, rangendo.

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill H.U.
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 161
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2086

http://theotherside.criaforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Noah Valmont em Sex 09 Jan 2015, 13:15

Esboço um pequeno sorriso, conforme tento/brinco com seus cabelos, com os dedos acima de seu seio.

O olhar perdido, distante... O tempo todo lutando para ignorar todos aqueles sentimentos.

O coração poderia até tentar me impedir, mas eu o ignoraria.

Garota perdida de fios negros? Aileen?

A egoísta. Nate. Fácil...

Aquele que tem todas as respostas e nada diz. Fácil, Cappie.

- Aquele que tem todas as respostas... Cappie. Não preciso nem pensar para escolher... - Digo com um meio sorriso, voltando meu olhar para encará-la. Os olhos brilhavam levemente – Preciso matá-lo, não é? E você é ...A morte. Por isso gosto tanto de você. Porque você me dá prazer... Você é a única coisa que sempre fez sentido pra mim

Noah Valmont

Nacionalidade : London, UK
Idade : 24
Cargo : Residente no DU
Humor : Obscuro
Mensagens : 395

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Convidado em Seg 12 Jan 2015, 10:44

Mesmo não a conhecendo, era da natureza de Aileen se compadecer pelos outros... E naquele caso, quem não se sentiria absurdamente tocado pelo estado em que deixaram a menina? Bastava um único olhar para simplesmente imaginar o horror pelo qual ela passara. Mas além disso... Era fácil juntar as peças e a irlandesa sabia que seria a próxima.

Olhou de novo para o rosto machucado, e ainda sim lindo dela... e chorou mais.

Era uma vítima.

Mais uma entre tantas outras, e dificilmente seria a última.

Não... Não seria. De Peter, da bruxa, do próprio demônio...

Quem estivesse, de alguma forma, próximo a eles, não seria poupado da morte, pois... as coisas, infelizmente, eram assim.

A morte brincava com o grupo. E até que mudassem esse panorama, mais gente morreria.

Inocente ou não.

Já dentro do armário, Aileen procurava naquele pequeno espaço, algo que nem fazia ideia. Os olhos ainda estavam molhados, e as bochechas também, porém sua expressão era séria, fechada.

Ódio. Mais ódio.

O arranhões pararam e só restou o silêncio... por um tempinho. E então... o chão cedeu sob seus pés, a tragando para baixo, sem a menor piedade. Ela esticou os braços, na esperança de conseguir se segurar, e realmente teve êxito, embora de uma maneira não muito bacana. O grito de dor feriu a garganta de Aileen e as lágrimas voltaram aos olhos, acompanhada de uma palidez ocasionada pela sensação da carne perfurada pela madeira. Mesmo não vendo nada, ela podia deduzir que lá embaixo... seria o seu 'tchauzinho' definitivo.

- Não... Eu não vou desistir... - ela falava baixo, consigo mesma, ignorando o sangue que escorria pelo braço, maculando a pele muito clara - Não vou...

Ela jogou a mão livre para cima, tentando desesperadamente se segurar em algo.

- Eu não vou morrer!!! - berrou, impulsionando-se ainda mais, sentindo a ferida arder por causa do movimento brusco.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Convidado em Ter 13 Jan 2015, 06:57

Não havia o que debater. Na verdade com Natalhie nunca havia afinal.

Mais uma vez era uam daquelas situações confusas que a maioria dos casais normais sequer imaginavam, mas se tratando de DU...

Claro que ela compreendia afinal, talvez ja tivesse aceito desde o começo. mas não seria ela se o fizesse.

Não seria a Natalhie dele.

Sorria um tanto desanimado olhando para ela, imaginando por quanto tempo aquilo tudo seguiria, afinal ainda não haviam pensado no problema a frente deles. Em Dux, eles sequer precisam se preocupar afinal de contas: Logo tudo literalmente parecia desmoronar, e antes que conseguisse raciocinar melhor a respeito do que estava acontecendo ali, estava segurando Natalhie que pedia para não deixa-la cair. Edge mantinha-se firme mas...Algo mais passava-se em sua mente.

- Nate calma, eu te peguei ok? Não vou te soltar.

Ah claro, calma. Facinho, vamos tentar de novo.

- Isso... Não é algo natural! Olha o jeito que essa sacada arrebentou. Alguma coisa esta acontecendo, algo fora do nosso controle...

Mas não fora do controle de todos.

Certo Noah?


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Natalhie Archibald em Ter 13 Jan 2015, 10:10

Sim de fato, debater com Natalhie era pior que enfrentar a bruxa! HUAUHAUHAUUA.

Ah e não seriam vocês se fossem um casal normal andando de mãos dadas no parque, não é Edge?

A menina ficava pendurada ali, sendo apoiada pela mao do namorado que segurava seu braço como podia, o corpo balançava, e um dos pés perdiam um dos Pradas.

Os olhos azuis iam aos de Edge, e ele dizia que não iria solta-la, a outra mão dela tentava se agarrar a mão dele, ao braço dele de qualquer modo. Mas isto fazia o corpo se balançar ainda mais e Edge ter que usar uma força até que não tinha para sustentar a situação.

E Edge falava sobre seu algo fora do controle dele, e Nate praticamente gritava.

- É claro que não é natural! E talvez você possa agora usar sua mente para me levitar ou algo do tipo.

NATE ELE NÃO É O PROFESSOR XAVIER, UAHUAUAUAUHAUH!

Não?


FAÇA ALGO EDGE!

Eu não quero morrer!

De novo...

Nem ficar na cadeira de rodas!

De novo...

As lagrimas ja iam deixando os olhos enquanto aquela sensaçao horrivel de que iria cair a qualquer momento apoderava-se do peito de Nate.

- Edge...se eu....

Me promete que não vai ficar com aquela ridicula!

Ag Edge...por favor leia minha mente agora....

Natalhie Archibald

Nacionalidade : London, UK
Idade : 23
Cargo : Estudante
Humor : Seletivo
Mensagens : 756

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Duxhill H.U. em Ter 13 Jan 2015, 10:33

Ah sim você consegue mexer nos cabelos da menina, e a medida que os toca as vezes eles parecem ficar rubros como os de Blake, mas logo voltam aquele negro sem fim.

Noah, Noah....

Você tem o defeito que todo psicopata tem.

Vaidade...

E eu adoro usar isto contra você

Os olhos da garota voltavam-se aos de Noah, e ela parecia ouvi-lo em silencio. E ele dizia que precisava mata-lo, e que ela era a única que fazia sentido a ele, que lhe dava prazer.

O sorriso novamente....


- Não precisa fazer o que já está feito Noah....

- Aquele que tem todas as respostas e nada fala...... está em silencio agora....

Ela sacudia a cabeça em negativo.

- Talvez desta vez, você tenha o peso para carregar em seus ombros, sem o prazer de ter cometido o ato....

Os olhos se cerraram de leve.

- A vida nunca é justa....

Por isto...que eu equilibro as coisas, Noah....

Mas...uma escolha destas...

Sempre tem consequências....

 
Não desista....!

Talvez aqueles olhos claros sobre você a encarando enquanto você estava pendurada Aileen, de algum modo te dava forças para lutar pela própria vida! Mesmo a dor da pele do braço se rasgando cada vez mais, mesmo tudo isto.
Você somente se sentia mais forte.

Mais decidida!

E então era como se uma força ainda maior tomasse seu corpo, você o ergueu, agarrando-se com a outra mão a um pedaço de madeira, e logo impulsionou o corpo para cima, sentindo como se algo lhe puxasse, lhe ajudasse.

E assim que chegou a superfície, pode ver vários olhos sobre você, varias meninas-bonecas, com olhos vítreos te encarando.

Uma delas você pode lembrar, sentou-se a seu lado no teleférico.

Eram as vitimas de Peter...

E talvez o espelho do que você podia se tornar um dia...

Gostou do seu reflexo, Aileen?

 
Nate parecia ficar mais leve de repente Edge, você simplesmente conseguia erguer a menina, puxando-a pelo braço, até alcançar o outro, de la o corpo pequeno e então puxa-la para seus braços, junto de você, sem sua proteção.

Tendo a certeza que finalmente...

Você conseguiu salva-la.
 




E então novamente a sensação, a escuridão total e a sensação dos corpos sendo tragados, puxados...

E desta vez sua cabeça não doía Edge, e você não via as imagens Noah.

E você não criava sonhos Blake...

Porque não era vocês.
 
O flash que os fazia abrir os olhos e acordarem.

Edge...Você esta completamente vestido de social, assim como Noah que está a seu lado.

Estranhamente seu social se destaca do de Noah Edge, seu cabelo está alinhado, você esta impecável.
Como...

Um príncipe!

Logo ao lado de você está Aileen, e a menina esta simplesmente deslumbrante. Usado um vestido rosa, de fina costura, tem um pequeno buque de flores Pink em sua mão.

Aileen: http://cdn0.casamentos.com.br/usr/8/1/4/0/cfb_158983.jpg
 




E vocês tem e frente pra vocês um castelo, amplamente enfeitado com flores e todo luxo que se dispõe.

Castelo: http://www.familyholiday.net/wp-content/uploads/2014/07/Luxury-Destination-Wedding-in-Chateau-De-Challagne-_60.jpg

Edge...consegue ouvir este som? É seu coração?


Ah onde mais vocês acharam que uma princesa se casaria?

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill H.U.
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 161
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2086

http://theotherside.criaforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Lar doce...Lar...

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum