SALA DA DRA CAVALLAN

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: SALA DA DRA CAVALLAN

Mensagem  Duxhill Faculty em Sab 06 Jun 2015, 16:17


_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill Faculty
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 160
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2077

http://theotherside.criaforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SALA DA DRA CAVALLAN

Mensagem  Convidado em Sex 26 Jun 2015, 20:33

Contente-se com o “Você foi aceito...”. Era o pensamento positivo que acompanhava Peter no deslocamento da universidade até o hospital. Mas, calma lá: “...mas precisa passar pela avaliação da Dra. Cavallan”. Nome que para ele parecia estranho, ainda. Lembrava de Alexandra, mais uma coadjuvante de um fracassado episódio para ele e até então seu grupo de “amigos”. Se falamos de lembranças ligadas a Duxhill, é claro que esta não poderia faltar, parar de persegui-lo, como fora durante toda sua ausência daquele local. Certamente fazia parte da maldição. Você se lembrará de tudo, ou daquilo que faz doer, que faz sangrar. Uma lei quase tão concreta que poderia ser apanhada com a mão.

Estranho eram alguns olhares. Como se incriminassem seu retorno. Por que? Ou, por qual razão?

“Lembre-se onde você está Peter, este local não precisa de motivos. Simplesmente é”.

E só então deparou-se com a fachada do HU. Sem a companhia de mortos agora, certo? Suspirou pesado e cerrou os olhos por breves instantes. Entrava. Recepção, palavras:

Com licença senhora, tenho uma consulta com a Dra. Cavallan...

E mal terminara de falar já era orientado a seguir em direção a sala da mesma, lugar para onde se dirigiu sem mais palavras.

Era outro mistério. Quais os interesses naquela consulta? Peter estava, bem. Peter... estava bem...

“A quem você quer enganar, chara?”

Deixe seus demônios de lado. Olhos fechados, calmaria, respiração suave. Logo estava diante da porta que servia para entrar na sala. Bateu com as costas do dedo indicador e ouviu um tímido “Pode entrar!”

Era o que fazia.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SALA DA DRA CAVALLAN

Mensagem  Duxhill Faculty em Sex 26 Jun 2015, 22:44

Dra Cavallan dizia para você entrar e logo você pode ver a bela e imponente mulher, ela ainda não te olhava, mexia em alguns papeis a mesa, e logo ela apontou a cadeira frente a ela.


- Pode se sentar, Sr Walker...


E então ela erguia o rosto dos papeis e deixava os claríssimos olhos azuis sobre você. Ficando em silencio algum tempo. Você sabe que aquela é a mãe do Edge, não? Lembra dele? Olha estes olhos, idênticos!


Ela usava uma camisa com a gola de renda, e uma saia lápis negra, era extremamente elegante e impecável, os cabelos caiam pelos ombros, ruivos e escorridos.


- Boa Noite, Sr Walker, eu vou ser bem direta, pois é assim que eu trabalho. Você foi acusado de violentar e espancar uma garota, e teve seu nome ligado a suspeitas de ser um serial killer, o senhor foi inocentado, está de volta, sua ficha esta limpa, mas e a sua cabeça? Como você se sente diante de tudo isto?

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill Faculty
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 160
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2077

http://theotherside.criaforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SALA DA DRA CAVALLAN

Mensagem  Convidado em Sab 27 Jun 2015, 06:27

O termo “tragado” não cairia muito bem para aquela ocasião, mas era como se sentia quando na presença de tão ilustres profissionais. E, sendo assim, tragado fora. Relaxa, uma palavra apenas... E lá estava a elegante Dra. Cavallan, mãe de Edge: sério? Ele realmente não fazia ideia desse pequeno detalhe. Submersa em papéis, nada atípico. Sentou-se. Olhar perdido (será?) a passear pela sala vislumbrando toda luxúria presente. Era o momento em que aquele olhar o fisgava, mas sem reciproca alguma. O rosto virado para uma das paredes ainda a contemplar detalhes maiores.
Peter era desperto pela voz firme e segura da mulher. Acordava de um torpor inexistente... Vamos lá Peter, você pode fazer melhor que isso. Todo cuidado é pouco, não entregue-se de bandeja a profissional experiente. Você não está perdido... Você não está perdido! Não está...

...

A insegurança estava exposta nas feições. O que ela seria capaz de ler num alvo tão enfraquecido, tão indefeso para um gavião em voo raso. Era a presa... Sentia-se, de fato. Não queria aquele olhar penetrante buscando detalhes de sua alma. Definitivamente não estava pronto para aquilo. Os olhos tentavam fugir e esconder-se. Um suspiro diante de tudo aquilo e a fraqueza exposta. Peter perdera:

Eu já posso ir? – por favor doutora, conforte-se com o silêncio. Era o que pedia na mais pesada ausência de som, sem coragem alguma para encará-la. Uma das mãos tremia, levemente. A outra a segurava para disfarçar o tímido detalhe. Acomodou-se na cadeira... Era tudo recente demais. Era a mesma mão que roubara uma vida, ou salvara...?

A soma de muitas tragédias. Uma equação complexa demais para qualquer matemático. Tudo “igual a” Peter.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SALA DA DRA CAVALLAN

Mensagem  Duxhill Faculty em Sab 27 Jun 2015, 18:27

Dra Cavallan ficou no mais absoluto silencio analisando o rapaz, ela havia feito uma pergunta direta a ele, e notou o quanto aquilo abalou ele. Ela suspirou fundo, e logo voltou a olhar os papeis a mesa.
 
- Sr Walker, o mundo irá te fazer esta pergunta o tempo todo, devido a situação a qual você foi exposto, se não está pronto pra responde-la a uma profissional em uma sala privada, onde está somente e você e ela, não sei se pode se sentir preparado para enfrentar a Universidade, lá fora, seus colegas de classe, seu –ex e agora atuais –colegas de fraternidade. Como pretende lidar com tudo isto e mostrar que esta apto a permanecer nesta Instituição?

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill Faculty
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 160
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2077

http://theotherside.criaforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SALA DA DRA CAVALLAN

Mensagem  Convidado em Sab 27 Jun 2015, 21:16

O rosto se mantinha suspenso, olhando para as mãos em total silêncio, na vã esperança de que sua pergunta tivesse uma resposta positiva. Então a pior parte ocorreu... Ela calou-se. Breves instantes que representavam uma eternidade. Breves instantes que não passavam, que o consumiam... Maldito silêncio. Não erguera a cabeça, enfim. Até que ela começou a falar. Mais uma vez, como se aquele punhal que o retalhava fosse arrancado de súbito, a seco.

Peter limitou-se a ouvi-la. Ela não foi dura... Aquilo o surpreendera. Ela foi sincera: tem mais um ponto para com o garoto, doutora. E, nem covardia podia chamar, afinal, era seu trabalho. Saber levar a situação, quebrar o gelo, tentar amolecer; romper a tensão.

É, Peter, definitivamente só havia uma maneira de sair daquela sala. Tinha que ser daquele jeito... Suspirou, pesaroso. Aceitara o novo punhal. Aquele doeria. Xeque-mate!

O rosto, ainda que relutante, tornou-se claro ao olhar de Cavallan. Ele havia se entregado. Sem mais movimentos no tabuleiro, sem mais possibilidades. Os olhos agora vislumbravam as joias azuis e lindas da mulher, diretamente. Talvez, Dra Cavallan, tudo o que Peter mais desejara no encontro de vocês era preservá-la daquilo que agora estava tão explícito na ligação entre uma troca franca de olhares. Vamos lá, a sua experiência jamais a trairia naquele momento. Leia-se: dor, sofrimento, angústia, medo, lamento, agonia, desespero, mas principalmente solidão... E naqueles olhos quase cinzas que lhe entregavam sua alma, seu maior troféu, uma tímida sombra escura tatuada na pele revelando noites em claro, perturbações então desconhecidas por ela.

...

Peter fez-se seu, doutora.

...

Mas anos de experiência certamente a arremeteriam para um caminho misterioso. Faltavam duas coisas naquele olhar, que de forma alguma poderiam não existir e, definitivamente, isso que intrigava. Não havia ódio, não havia íra.

Um piscar de olhos. Um ligação rompida. Um rosto, novamente, camuflado. Seu momento terminou Doutora! O “menino” apoiava as mãos a confortável poltrona e erguia o corpo, agora, permitindo-se falar:

A isso eu chamo de presente doutora... – os olhos buscaram o nome da mulher esculpido em um artefato por sobre a mesa - ...Cavallan. Não encontro uma resposta sincera para a senhora.

E no girar do corpo enquanto dava-lhe as costas rumo a saída, concluiu:

É assim que tenho vivido. É só o presente que eu tenho. – falava do tempo, é claro. Do momento, de quando as coisas aconteciam. O mais próximo de improvisar.

...

Você não precisa fazer está pergunta Peter, basta abrir a porta e sair. São apenas alguns passos garoto, nada mais do que poucos passos. Esta pergunta não...

Dra. Cavallan... – a voz saiu num tom baixo (você falhou garoto!). A mão pousou por sobre a maçaneta da porta e ficou ali, estática – você acredita que eu tenha violentado a menina?

Os olhos cerraram-se tentando se defender da resposta, ainda de costas, cabisbaixo, para a médica.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SALA DA DRA CAVALLAN

Mensagem  Duxhill Faculty em Seg 29 Jun 2015, 14:37

Dra Cavallan apenas deixou os claros olhos sobre o rapaz, e enquanto ele abria todas aquelas possibilidades com sua alma, ela simplesmente o observava.

Após aquela pergunta longo silencio se fez a sala, e foi ele a quebra-lo falando aquilo. Que não encontrava uma resposta sincera a ela. Que vivia o presente, que era tudo que ele tinha. Annete arqueou a sobrancelha encarando o rapaz.

- Espero que isto seja o suficiente para garantir a sua permanência nesta Instituição Sr Walker...

Dizia isto enquanto voltava os olhos aos papeis a mesa, e ele logo podia ir embora, ela simplesmente não iria impedi-lo. Até que ele a chamou, ela ergueu o rosto e o encarou, e ele então fazia aquela pergunta, e a resposta foi firme e pura.

- Se eu acreditasse você não estaria aqui agora, Sr Walker....

E logo retornou aos papeis mas falava como se nem fosse nem pra ele.


- Eu já tive um rapaz sentado nesta cadeira capaz de tal atrocidades, e ele infelizmente nunca pagou pelos seus crimes, e novamente alguém assim entrasse a minha sala, eu não permitiria jamais que ele voltasse ao convívio com a sociedade. Alguns erros só podem ser tolerados uma única vez na vida..

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill Faculty
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 160
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2077

http://theotherside.criaforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SALA DA DRA CAVALLAN

Mensagem  Convidado em Seg 29 Jun 2015, 15:05

Definitivamente ela não teria porque mentir. Mas, era engraçado, as palavras da psicóloga não eram capazes de tranquiliza-lo. Era como uma pesada maldição, um fardo incapaz de desaparecer. A mão reassumiu o movimento e a porta foi aberta naquele ruído caloroso em meio ao clima fúnebre de duas almas agora glaciais. Você passou pelo bloco de gelo: pensara. E você, doutora, permitindo a permanência de Peter naquele inferno, sentenciara mais uma vida. Difícil escolha... será?

Ela não teria mais nenhum tipo de interação com Peter naquela noite, então: silêncio e uma sala para deliciar-se com seus papéis, novamente vazia. Do lado de fora, cuidadosamente tratou para ser “amável” com a porta que se fechava as suas costas. Perdido, mas procurando... Perdido de si. Perdido naquele lugar. Perdido no presente. Os olhos buscaram pelo corredor alguma outra alma viva. Nada! A mão subiu ao rosto e os olhos fecharam-se enquanto ele seguia na direção que tomara para a consulta. Decida a hora para explodir.

“Sanitários”! Uma luz no fim do túnel. Era a nova direção que tomava... Água, muita água a lavar o rosto enquanto tentava se recompor ou pelo menos aliviar um pouco daquela depressão. A imagem refletia no espelho em frente ao lavabo. Era tudo o que menos gostaria de ver naquele momento. O punho cerrou-se e os dentes rangeram... olhos frios e tristes. Tensão no braço, nervos salientes. Apenas um golpe naquela imagem que não veio: “Faltavam duas coisas naquele olhar, dra Cavallan, não havia ódio, não havia íra”.

O rosto voltou-se para a água corrente e, rompendo o fluxo com o passar do tempo, deu as costas ao fantasma do espelho e rumou, agora, para a saída do local. Precisava caminhar, desafiar Duxhill em meio a noite, autoflagelar-se, quem sabe?

Você sabe o que acontece com você, Peter. Se tornou mais um produto de Duxhill. E, até onde sabe, não existe uma cura...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SALA DA DRA CAVALLAN

Mensagem  Convidado em Seg 29 Jun 2015, 18:25

Continua <AQUI>

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SALA DA DRA CAVALLAN

Mensagem  Convidado em Sab 04 Jul 2015, 02:00

No outro dia, A pasta havia sido prontamente devolvida. Caso a mãe de Edge a pegasse, um bilhete cairia da mesma:

"Obrigado mãe, foi muito útil."

"Talvez eu não tenha dito mas...Eu gosto de como as coisas estão entre nós agora. Me faz pensar em coisas que eu disse a muito tempo, então deixe-me esclarecer algo: Eu sei que muitas vezes considerei como estivéssemos em lados opostos, mas mesmo assim eu sempre pensei que você era uma adversária digna e acima de tudo a respeitei e considerava superior a Alexandra ou qualquer outro."

"Sim isso foi um elogio."

"Adoraria lhe dizer isso agora, mas tenho uma faculdade para organizar. Eles tendem a ficar confusos sem um Presidente."

"Obrigado por fazer um esforço em dedicar parte de sua atenção a Natalhie. Significa muito, de várias maneiras."


E.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SALA DA DRA CAVALLAN

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum