O que você deixou pra mim, Barbara? - Ethan e Breanna

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O que você deixou pra mim, Barbara? - Ethan e Breanna

Mensagem  Convidado em Qui 18 Jun 2015, 00:32

Então você sabe as respostas, Breanna.

Ethan sempre fala tudo, mas de uma forma que cada um interpreta de uma maneira.

Você acha que o fato de você pensar que o conhece, fará com que ele goste mais ou menos de você?

Não. Isso só deixa as coisas mais divertidas e o isenta de qualquer resquício de culpa – não que ele carregue alguma. Mas se você for, será por sua própria conta e risco, não porque ele fez alguma coisa.


Porque ele já falou, confessou bem na sua frente.


“Eu sou um demônio que sempre fala a verdade”

E você quer ir com ele mesmo assim.

Depois não coloque a culpa nele, viu?

Vai ser mais bonito assumir que foi e fez porque quis. E porque gosta de pecar.

Ethan sorriu para aquele sorrisinho enigmático e logo eles começaram a caminhar juntos até o carro. O olhar dele recaiu para o caderno e logo depois ele voltou a encará-la.

Nhom...

Que fofa.

Ela guardou o caderno! E era óbvio que ele se lembrava. Ethan “Morrison” tinha comprado aquilo com carinho, oras.  

Afastou-se para atender a ligação do hospital. Ficou meio irritado, mas logo voltou a caminhar ao lado de Breanna até o estacionamento. Tirou a chave do bolso, destravando a BMW i8. Colocou as coisas dela no banco de trás e deixou que ela entrasse – sem abrir a porta – e entrou pelo lado do motorista.

Tinha escutado tudo o que ela dissera.

- Eu já sei de tudo o que aconteceu tanto aqui quanto no Chateau. Valentina me contou.

Pronto.

Não precisa dizer mais nada, Bree. Ele conhecia a mocinha de Aaron.

- E por que você tem tanta admiração pelo Aaron? Você quer a admiração dele de volta? Acho que não é falando bem dele que você vai conseguir. É se envolvendo com a causa, independente da vontade dele e sendo útil.

Ui.

Tirou o carro da vaga e começou a seguir. Não tem mais como você fugir, Bree.

- Como está sendo agora.

Disse e voltou a encará-la, passando a mão pelo queixo dela de novo.

- E vamos nos desgarrar de certos elementos dessa trama.

Ethan olhava para a frente.

- O diário ficou para trás, mas nossos problemas não. O que podemos concluir? – Ele a encarou. – Que mesmo que o diário queimasse na ZBZ, as coisas teriam acontecendo. Você já ouviu a teoria dos “dez anos”? Não?


Trocou a marcha e continuou tomando as ruas.

- O diário não é nossa única fonte de informação. Também temos duas matérias do The Observer e Valentina e eu sabíamos que alguém morreria na noite do dia 22 de Março(Ou Maio, nem sei).

Olhou para Breanna.

- Porque uma ZBZ morreu há 10 anos. Da mesma forma que um casal também morreu e Nicholas e Gillian. E agora com o sumiço da sua amiga Pandora, nos perguntamos se alguém sumiu há 10 anos. De modo que...Tudo o que aconteceu lá está se repetindo e existe a possibilidade que não seja meramente sobrenatural. Alguém de carne e osso também está agindo.

Suspirou.

- E é por isso que vamos até o apartamento da Barbara. Porque além de pegar algumas coisas pra ela, para quando ela acordar, Jeffrey me mostrou umas fotos perturbadoras. As paredes dela estavam destruídas. E já que você conviveu com o oculto mais tempo do que eu, eu quero que você me ajude a decifrá-las. Simples, não? Todos estão fazendo alguma coisa importante hoje. Somos um time bem grande.

E deu um sorriso travesso.

Durante a conversa deles, a BMW tomou as ruas de Cambridge. Até que finalmente chegaram ao apartamento de Barbara. Ethan estacionou o carro e foi até a mala, retirando uma bolsa de lá. Uma bolsa de viagem para colocar as roupas dela e o que mais encontrasse de importante. Mas também continha uma lanterna e um taco de baseball.


Não pra bater em Breanna.

Mas por conta da última experiência que ele tivera no porão da ZBZ.

Entrou no prédio com Breanna, falando com o porteiro e subindo até a cobertura de Barbara Thorne.


“Eu preciso saber o que você deixou pra mim...”

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você deixou pra mim, Barbara? - Ethan e Breanna

Mensagem  Duxhill H.U. em Qui 18 Jun 2015, 09:54

Ethan você tem passagem livre para o apartamento da sua prima, até consegue a chave extra na recepção, coisa que Jeff não conseguiu, ele teve que contar uma boa história e dizer que tinha a chave, mostrar uma chave que nunca seria de lá e comprovar que era amigo de Baby.

Pra você foi bem mais fácil! Afinal você era um Thorne!

E você Bree, não conhecia mesmo Ethan Thorne. Aquela família parecia amaldiçoada! Theodore, o filho prodígio, o rapaz de ouro dos Thornes, estava em coma por um acidente de carro armado por Jesse, que é alguém que se você acha Ethan um demônio. È melhor você nem pensar em conhecer Jesse. Elizabeth havia desaparecido, pois Ethan e Baby se recusavam a acreditar que ela havia fugido com um namorado como a carta que ela deixou dizia. E agora Barbara estava em coma.

Tem certeza que você quer ficar perto deste rapaz? Já imaginou ser parte dos  Thornes?

Vocês vão de elevador até a cobertura, e assim que você gira a chave Ethan, você sabe que a presença de Barbara esta em tudo ali, desde o chaveiro na sua mão que tinha uma bailarina, até o tapete ao chão onde você acaba de pisar.

Você entra na ampla sala, e tem uma vista linda da cidade, tudo perfeitamente decorado ao gosto de Barbara.

O piso de madeira maciça, os sofás brancos, nada de muita poluição no ambiente, tudo na medida certa. Haviam duas salas, uma de estar, outra de jantar. Mais a frente haviam dois quartos, o de Barbara e um de hospeda, logo atrás a cozinha, e então era só abrir a sacada da sala, para sair a área de lazer da cobertura.

E Não Ethan, as paredes estavam intactas, o lugar parecia até muito limpo, nada de maldições, arranhões, ou qualquer coisa que pudesse remeter a isto naquele lugar.

Jeff era um mentiroso?....

Mas você veio buscar roupas para sua prima, que nós sabemos, que ela nunca vai usar, não é? Vá lá pegar.

E você Bree? Fica a vontade, olhe para aquele lugar, você vai ter certeza que a família de Ethan é riquíssima, e que eles respiravam dinheiro, luxo e sofisticação, e aquele apartamento pode ser o mais lindo que você já viu em toda sua vida, mas para eles, é a coisa mais normal do mundo.

Sobre a estante da sala, há uma série de portas retratos, algumas fotos chamam atenção, e todas se remetem a Baby e a família dela.
 
Uma foto muito delicada, Barbara e provavelmente o irmão dela, Theo. Ethan saberia que sim. Foi o dia que ela tentou ensinar ele a dançar em um casamento, e toda a família parou para ver aquela fofura.


Baby e com certeza Ethan, em mais uma destas poses pra fotos que as famílias não cansam de fazer as crianças fazerem
 

Baby e Eth


Baby e Eth


Esta você lembraria Ethan.
 
Liz e Theo

 
Baby, Eth e Theo
 
Liz e Baby
 

E haviam algumas fotos de Baby mais velha com Theo, com Ethan, e com os amigos Jeff, Randy, Penny e claro...Sellena.
 
Era como abrir um baú do tempo, não?

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill H.U.
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 161
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2097

http://theotherside.criaforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você deixou pra mim, Barbara? - Ethan e Breanna

Mensagem  Convidado em Qui 18 Jun 2015, 14:17

Breanna sabia onde estava pisando, e aquele terreno era perigoso sim.
Na verdade, aquele demônio sempre fora perigoso, pela facilidade com que conseguia ocultar as suas várias faces. Ela ora sorria, ora ficava séria, na verdade o modo como ele falou de Aaron em relação a ela, ou como ela sentia-se em relação a Aaron. Era a segunda opção.

Foi com ele para o carro, e deu a volta no mesmo abrindo a porta e sentando no confortável banco, não mencionaria nada sobre o mesmo, era confortável e bonito. Era uma BWM, oras.

Valentina já havia relatado tudo que Ethan precisava saber, isso era bom. Provável que Aaron também já havia falado com ele, bem, então ele tinha todas as informações necessárias, e ela não ia precisar relatar os eventos, porém, caso ele perguntasse ela poderia dar sua versão. A dos fatos que ela fez parte, obviamente.

- Não é admiração é apenas uma constatação de fatos, ele se mostrou mais sábio nas situações que passamos. - Virou a cabeça um pouco pro lado, havia rancor ali, com certeza, mas ao mesmo tempo ela falava como a garota que havia feito algo errado e o pai a repreendeu, era até engraçado. Não parecia infantil, mas a situação era essa mesma.

- Uma parte minha me manda fugir logo daqui, longe dessas coisas, seja lá o que são. Mas, a outra como acredita na existência do Mal, quer combatê-lo. Não mais de modo direto como antes, isso é loucura. Mas, agindo assim… - Olhou em volta, depois pras próprias mãos. - Com mais sabedoria e não tão diretamente. - Baixou um pouco a cabeça e em seguida os olhos, passando segundos depois a olhar pra paisagem lá fora, tentando se distrair.

Era incrível como aquele demônio conseguia deixar o clima menos tenso.

- Pior do que fazer mal a alguém, é deixar que ele aconteça. Não sou dos que deixam acontecer. Nunca fui… - Era verdade, ela era piedosa, sempre foi desde menina, era quem defendia os mais fracos na escola, é ela quem apanhou de um garoto na escola por defender a irmã mais nova, e levou alguns copos de suco de uva na cara quando defendia aqueles que não tinham voz. Porque crianças também sabem ser más.

- Sobre Pandora, não creio que ela esteja bem. Mas, não sairei em busca dela, até ter algo mais concreto. O que esta, ou estava na ZBZ não foi embora, dúvido disso. É um ciclo, só vai acabar de dois modos, ao meu ver. - Encostou a cabeça no banco e suspirou, não gostava de pensar nas possibilidades, mas lhe eram aquelas, ao menos na mente dela.

- Ou o ciclo se completa e termina como há dez anos atrás. Ou… Conseguimos resolver as questões. Pois, vejo que temos entidades querendo ajudar, como os espíritos das garotas, e temos aquelas que querem algum tipo de vingança, e tudo que importa é desencadear o papel de todos na trama. - Roteiro de algum filme teen de terror ou não, ela não fazia ideia do papel de cada um dos que ainda estavam vivos.

- Meu papel não vai ser bonito, tenho quase certeza. - Um sorriso sarcástico brotava no rosto dela, como alguém tentando se conformar com algo ruim. Ela já teve aquele sorriso antes, mas você não viu ela nunca, Ethan.

- Ou Aaron teve mesmo um pesadelo no ônibus que nos levou pro Castelo quando me viu, ou ele viu algo que o assustou de uma forma forte. Então, creio eu que a garota para quem a coroa rolou não vá ter um bom destino. - Não olhou pra ele agora. Ela tinha medo daquilo. Não de olhá-lo. Mas, de imaginar o que poderia acontecer a si mesma. Já viu a morte uma vez, quando estava no limite de perder toda fé que possuía. E não gostou da face dela.

- Sim, somos um time, cada qual fazendo sua parte, pra ninguém morrer. - Mas, ela não ligava muito pro que lhe aconteceria, pelo modo como falara acima. Breanna era uma garota estranha, parecia não ter medo de morrer, mas tinha medo do método, não da causa.

Não demoravam pra chegar. O prédio era luxuoso, obviamente. Subiram. Tudo era lindo demais. Do chaveiro que abriu a porta até teto. Coisas que ela jamais teria e tinha noção disso. Não era o Mundo em que ela cresceu. Estava longe dele.

Observou cada foto, cada detalhe ficando em silêncio, não ousava olhar pra ele. Não ousava tirá-lo das lembranças que ele deveria estar tendo.

Olhou pra foto da garotinha pegando nas mãos de um menino muito parecido com Ethan, eram umas graças, tão pequenos, inocentes, e não sabiam do que o futuro reservava.

Será que é assim que eles imaginavam que seriam, como pessoas?

Outra foto de Barabra com Ethan, eles unidos, muito pelo jeito. Notou isso também no modo como ele agiu quando ela foi ferida, ele quase matou Nina sufocada, estando sufocado pela raiva. Este lado dele ela não tinha visto ainda.

Porque ela sentia aquilo lhe apertando o peito?

Não fazia ideia, mas algo faltava naquelas fotos, ou seria depois delas?

Ou seria na vida, no hoje?

Não tinha ideia, apenas sentiu falta de algo.

Olhou pras paredes, não havia nada ali. Mas, e se tentasse ver com outros olhos, aqueles com uma lente de câmera, por exemplo? Tirou o celular da bolsa e ligou a câmera. Passando-a nas paredes, não ia achar nada, mas era um método.

Seus deuses haviam morrido nas chamas daquela floresta. Ela os queimou.
As boas entidades não ajudaram-na quando precisou.

Porque diabos ela pensava que conseguiria alguma ajuda agora?
As paredes estavam arranhadas, como alguém ensandecido desejando cortá-las, ou mesmo por desespero. Alguém possuído fizera o que havia nas fotos? Elas poderiam ter sido tiradas momentos depois de ter havido alguma manifestação negativa. Por isso não apareciam agora.

Era uma suposição apenas.

- Se já te relataram tudo, você deve saber como Barbara estava no quarto depois de pegar o diário, não sabe? - Não havia mais ressentimentos ali na voz dela, ela entendeu que aquilo não era sua colega de quarto e sim um mal a tocando. Ficou em silêncio por alguns minutos. Como alguém não querendo falar, mas precisando falar.

- O estado como ela estava me pareceu uma coisa. Ainda mais depois que ela contou ao grupo sobre a irmã mais velha. Fiquei pensando por alguns dias. - Agora olhava pra ele mesmo que ele precisasse olhar pra estrada e cuidar da direção.

- Me pareceu que o quer que ronde aquele diário tem pistas sobre sua outra prima. E deste modo não quer que Barbara sobreviva pra contar, ou descobrir. Ela segurava o diário como se algo a impedisse de fugir, de sair correndo pra salvar a própria vida, como se… - Suspirou. Eram apenas observações e desta vez não maldosas, como Pandora fizera. - Como se aquilo a desejasse morta, pra não ajudar a descobrir. Por isso tenho fé de que ela acorde. Ela vai sobreviver, pois, duvido que o desejo dela em achar a irmã seja vencido por isso… Seja lá o que seja. - Eram palavras de fé. Nada mais.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você deixou pra mim, Barbara? - Ethan e Breanna

Mensagem  Convidado em Qui 18 Jun 2015, 15:15

Ethan já tinha dito tudo o que precisava falar com Breanna. De resto, ele apenas limitou-se a ouvi-la e se calar.

Afinal, o principal objetivo já tinha sido alcançado e ela já estava à caminho do apartamento, junto dele. E não, ele não a levaria para uma espécie de abate ou coisa do tipo. Pelo menos não com a conotação sexual, afinal, realmente podia ser perigoso, levando-se em conta os mistérios os quais eles estavam inseridos.

E o silêncio dele ficou ainda mais pesado no instante que ele pegou o chaveiro de Barbara e olhou aquela bailarina.

Adivinha quem tinha dado aquilo para Barbara.

Ethan fechou os olhos, apertando o chaveiro em seu punho e entrou no apartamento.

E Breanna, me perdoe, mas a última coisa que ele quer ouvir é alguém falando.

Porque esse é um mundo MUITO particular. E ele SÓ está te levando, por que você pode ajuda-lo a encontrar alguma coisa. Mas isso não significa que ele queira conversar ou ele esteja aberto a sugestões ou, ainda, confortável com aquela situação.


Aquele apartamento...

Tinha a presença de Barbara.

E esse homem que você via agora não era mais o Ethan que você conheceu.

O nome dele é Ethan Thorne Malarkey.

Muito prazer.

Ou não.

Fechou a porta do apartamento e entrou, tendo que se controlar bastante para não surtar.

A primeira coisa que fez foi olhar para a parede que, teoricamente, tinha que estar marcada. Ele cerrou os olhos ao não ver absolutamente nada, mas não achava que Jeffrey fosse um mentiroso.

Não.

Jeffrey não sabia mentir.

Ele realmente tinha visto algo ali, mas foi apagado, de alguma forma. Alguém mais estivera naquele apartamento?

Ethan olhou ao redor e seus olhos pararam por um instante naquela estante com os porta-retratos. Os olhos dele ficaram marejados.

Essa narradora é foda.

Quer me foder, me beija primeiro, gata.

- Eu vou até o quarto...

Anunciou e seguiu. Porque se a parede não estava diferente, ele tinha que focar em seu principal objetivo.

Chegou até o quarto de Baby e suspirou. O perfume dela ainda estava ali e isso era como uma droga viciante. Ele era um adicto aquele perfume.

Observou o quarto por inteiro e sentou-se na ponta da cama, levando as mãos até o rosto, os cotovelos apoiados nos joelhos.

“O que você deixou pra mim, Barbara?”


Massageou a têmpora e abriu a mala, retirando a lanterna e o taco de baseball. Aproximou-se do closet (ou armário) dela, abrindo e deixando os olhos analisarem aquela organização de cores e estilos.

E eis que Breanna o alcançou.

Porque eles não vão embora só porque ele não viu a parede como esperava. Então, ele não está dirigindo, nem nada.

Estava em pé, de frente para as roupas de Barbara quando você surge e o interrompe.

Os olhos dele piscaram lentamente e ele virou a cabeça na direção dela.

Pense bem antes de falar qualquer virgula estranha sobre Barbara, Breanna.

Ele quase matou a Nina e não precisaria de um pedaço de madeira para isso. Ele teria feito com as mãos livres. Opa, olha o taco de baseball ali.

Brincadeira. Rsrs.


- Sei.

Respondeu simplesmente.

- Eu li o prontuário e depois me confessaram como ela foi encontrada. Se você sabe que ela estava sob influencia, sabe que ela não fez por mal.

Era só isso?

Não, claro que não. Sempre tinha mais.

E Breanna vinha com aquela teoria maluca.

Sério que você pensou por dias e chegou à essa conclusão? Não acredito no que estou ouvindo...

- Você... – Ethan deu um longo suspiro. – Você realmente levou dias para chegar à uma conclusão que está evidentemente errada?

Ele passou a mão pelas jaquetas de Barbara, escolhendo uma de couro marrom e analisando. Gostava dessa jaqueta quando ela vestia. Colocou em cima da cama.


- Breanna. – Ele a encarou de novo. – Eu já falei uma vez dentro do carro para eliminar o que não é mais necessário. O diário foi perdido. Não nos importa mais. Esqueça-o. E atenha-se ao que você pode fazer. Esqueça a saga dos Thorne, ela só diz respeito a mim, entendido? Das minhas primas, cuido eu.

Ou seja...

Lembra quando você falava mal da Barbara? É melhor não falar.

- É óbvio que ela vai acordar. Não existe motivos clínicos para que ela se mantenha em coma por muito tempo. E se for um motivo sobrenatural, tenha certeza que eu vou descobrir e farei o que for necessário para trazê-la de volta. Eu não pude fazer pela Liz, mas farei pela Barbara.

Voltou o olhar para o armário.

- E se Barbara voltar, já será o suficiente para mim. Porque agora poderemos descobrir exatamente o que aconteceu com a Liz. – Tirou outra peça. – Mas não se meta nisso. Agora...Será que poderia averiguar se olhamos a parede certa? Em outros cômodos, talvez? Eu gostaria de fazer isso...sozinho.


Indicou o que estava fazendo.

Ele não quer ninguém ali vendo-o fraquejar.


Logo...Cubra os outros cômodos enquanto ele procura aqui.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você deixou pra mim, Barbara? - Ethan e Breanna

Mensagem  Duxhill H.U. em Qui 18 Jun 2015, 17:36

Sim Ethan você quem havia dado aquele chaveiro para ela, e entrar naquele apartamento deve ser uma das coisas mais difíceis que você já fez em toda sua vida.

Memórias, lembranças, saudade.

Tudo remetia a isto naquele lugar.

E as paredes estavam em perfeito estado Bree, até mesmo quando você usou seu celular nelas, não teve efeito algum.
E você estava certo Ethan, Jeff não sabia mentir, mesmo que ele pudesse, ele jamais mentiria. Era o cara mais sincero e transparente que você já conheceu na sua vida, mesmo você odiando isto.

E novamente você se fazia aquela pergunta, alguém mais estivera naquele apartamento? Alguém mais estivera naquele quarto de hospital?

E lá estavam os porta retratos para lembrar o quanto vocês tinham sido felizes na infância, e como Liz cuidava sempre de todos vocês, e você e Barbara sempre estavam juntos naquelas fotos, e sim você poderia agora olhar aquilo e rir, rir daquelas fotos, daquelas poses, daquelas caretas que Baby fazia, podia mesmo, como uma doce e engraçada lembrança.

Se ela estivesse ali ao seu lado, não?

Agora tudo era dor.

Porque Theo não estava, nem Baby e Liz estava mais longe ainda.

Só havia restado você.

Não posso te beijar Ethan, sou casada! Você devia ter chegado a uns 10 anos atrás, uahuhahuahuahu!

Logo Ethan tomava o corredor entrava ao quarto que ele sabia ser de Baby, e sim o perfume dela estava no quarto, o Allure. O que ela sempre usou desde sempre.

A cama estava devidamente feita, e tudo ali era delicado, a mobília puxava ao branco, e a decoração ao dourado. Havia uma estante com uma série de portas retratos, com mais fotos. E um painel cheio de fotos, fotos com você, com Sellena, com Randy, Com Jeff, com Theo, eram as recordações mais recentes, tinha até foto que você havia enviado em Duxhill, Ethan, lembra? Quando você mandou para seu tio Claude?

Estava lá.

Tudo estava lá, menos a sua prima.

Ethan se sentava a cama, e via sempre o exagero de almofadas nela, porque Baby adorava elas.  Bree ainda ficava a sala analisando as coisas, logo Ethan apoiava os cotovelos aos joelhos e as mãos ao rosto, e pensava naquela frase que tinha originado tudo aquilo.

“O que você deixou pra mim, Barbara?”



E então os olhos dele de imediato foram ao closet, o extenso closet que tomava grande parte do quarto, a porta dele estava fechada e duas sapatilhas de bale de cor branca estavam amarradas a maçaneta como enfeite.

E logo Ethan abria a porta e estava no closet, ele podia ver um lado dele todo dedicado as roupas de treino, de apresentação, as sapatilhas, as presilhas, e prateleiras tomadas de fotos de apresentações, prêmios, troféus, medalhas. Lembranças daquele pequeno sonho.


O restante era as roupas dela, organizadas sim, por estilo, cores.

Era neste instante que Bree entrava e podia admirar o belo quarto e tudo que remetia a bale que tinha por ali.

Bree chegava e logo falava de suas conclusões, e Ethan não parecia receptivo aquilo. Ele parecia tomado em lembranças, analisando e escolhendo a jaqueta, como se Barbara fosse entrar ali, agradecer, vesti-la e sair com vocês.

Mas você sabia que isto não ia ocorrer, não é Bree? No fundo você já queria ir embora, você já começava a sentir que tinha algo errado com aquele lugar, e não faria bem a Ethan.

Mas você ao mesmo tempo sabia que ele não sairia dali tão cedo. Você via ele colocar a jaqueta em cima da cama. E logo ele finalmente falava com você. Ele deixava claro que das primas ele cuidaria, e que era obvio que Barbara ia acordar, ele nem sequer cogitava a hipótese disto não acontecer, mesmo não sendo medico.

E ele dizia para você não se meter com os Thornes e ir procurar algo em outro cômodo, olhar melhor as paredes, que ele queria ficar sozinho pegando as roupas da prima.

E você certamente sairia do quarto Bree, você era uma boa menina, sempre respeitando a vontade das pessoas.

Você voltaria a sala, analisando melhor aquelas paredes, até que você ouve um som na cozinha, um som de algo caindo ao chão, algo metálico.

Ethan fica ao closet, e os olhos passam por todos os cantos ali, e você sabe Ethan, no fundo você sabe como a Barbara esconderia algo.

E você sabe os exatos motivos que ela esconderia.

E no momento que você se aproximava das saias de bale e começa a mexer nelas, você vê uma frase escrita a caneta de tinta, no tampo do closet, na altura que esta pendurada as saias.Você para porque aquela frase te chama muita a atenção, somente uma pessoa no mundo poderia ter escrito ela.
 
‘Mas ela gosta de colecionar segredos. Coisas grandes, que ela guarda dentro de uma caixinha. É doce, doce, extremamente doce, tão doce. E ela fica ali, mastigando alegrias.”

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill H.U.
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 161
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2097

http://theotherside.criaforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você deixou pra mim, Barbara? - Ethan e Breanna

Mensagem  Convidado em Qui 18 Jun 2015, 19:52

“- Ethan Malarkey Thorne, você pede minha ajuda, mas, não quer que eu me meta com sua família?”

Pensou consigo mesma, enquanto olhava pra ele perdido daquela forma, o coração dela secava um pouco. Não era pena, ou piedade. Era algo que não sabia explicar. Como ela faria isso, se a família dela parecia ser o centro de todo aquele furacão? Era difícil pra ela pensar num meio de poder ajudar, desde que chegou ali não pode fazer nada além de ver como tudo era perfeitamente posto para demonstrar como eram felizes.

Seria isso, eles eram?

Eles foram felizes, sim foram, mas não fazia ideia do que aconteceu com todos os membros daquela família, ele não chegou a contar nada do que houve com os outros. Não poderia saber das desgraças que acompanhavam os Thorne.

- E se Barbara voltar, já será o suficiente para mim. Porque agora poderemos descobrir exatamente o que aconteceu com a Liz. – Tirou outra peça. – Mas não se meta nisso. Agora...Será que poderia averiguar se olhamos a parede certa? Em outros cômodos, talvez? Eu gostaria de fazer isso...sozinho.

Barbara era o suficiente.

Será que ela entendeu bem, e a outra prima?

Ela notou Ethan o extremo cuidado com que você manuseava cada peça ali, e como as olhava, como alguém que já parecia ter perdido o objeto amado. Mas, não. Ela não quis ver isso, não podia querer ver, era um momento dele, e de ninguém mais. Mesmo sendo o apartamento dela, tinha alguns resquícios da presença dele, afinal eram primos, e muitos queridos um ao outro, pelo pouco que conseguira perceber. Ele fazia questão de pedir pra ficar sozinho não fora grosseiro ,apenas rígido, como o momento pedia.
Ela se lembrou de uma máxima, que ouvira uma vez no Coven.

“Quando estiver no templo, jamais fale dos deuses. Apenas ore.”

- Vou fazer isso, tenha o tempo que quiser. – Claro que ele teria o tempo que queria, ela não tinha pressa alguma, viera pra ajudar, então disponibilizou-se pra isso, não poderia exigir pressa, ainda mais de quem entrou naquele estado de nostalgia, como ele agora.

- Vejamos o que há aqui, Barbara...? – Ela saiu do quarto, comentando aquilo num sussurro, pra si mesma, passando a mão de leve nas paredes, olhando pra elas, e pra decoração da primeira sala. Parecia ser espelhada uma das paredes, com um desenho ou imagem posta de um cenário de outono. Aquela estação parecia-se com Barbara sim. Tudo em cinza, prata, preto, tudo belo. E o lustre com aqueles tubos pendendo, como se fossem cair a qualquer momento. MAS, já caiu um no Castelo, chega de lustres caindo.

Olhou pelas grandes janelas vendo o reflexo da água na sacada, aquilo era cena de cinema, até sorriu com a bela paisagem, não havia como não sorrir. Estava na metade da sala, quando ouviu o som vindo da cozinha, algo de metal caiu.

- Janelas abertas, correntes de ar...? – Será? Julgava que era uma probabilidade, mesmo achando quase ridícula. Alguns passos e estava na cozinha, outro belo cômodo. Mas, mais sofisticado que os outros. Mais moderno tudo prático, bem equipada. Sorriu ao entrar ali, e procurou o interruptor, quando o achasse ia procurar a origem do som. Não havia nada pendurado. Sem aqueles itens de metal, talheres, panelas, ou coisas assim que pudessem ter caído ali naquele chão extremamente limpo.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você deixou pra mim, Barbara? - Ethan e Breanna

Mensagem  Convidado em Sex 19 Jun 2015, 02:48

Ethan estava se sentindo num sonho.

Num sonho muito bom que de repente se transformar num tenebroso pesadelo.

Todas aquelas memorias eram doces e de uma época feliz. Extremamente feliz. A mesma época que Ethan desejava voltar, que ele queria voltar enquanto tentava salvar a vida de Barbara.

E por Deus!

Se ele tivesse errado ou vacilado por um segundo, ela não teria mais ar.

E morreria em seus braços.

Movido pelo desespero e o medo de perde-la, tudo o que ele pode fazer foi continuar apertando o bulbo para que o ar chegasse até seus pulmões. E não haveria limites físicos que o impediriam de fazer isso, se houvesse a certeza de que ela estaria viva.

E ela estava...

Mas não com ele.

Pelo menos não fisicamente.

E todas aquelas doces lembranças vinham em forma de milhares de golpes, de todos os ângulos. Era a maior surra que ele já tinha levado. Uma surra que não deixava resquícios físicos, mas maculavam ainda mais sua alma.

E enegreciam seu coração que há muito já se corrompera.

Breanna chegou e falou.

Ethan praticamente mandou que ela fosse embora. E se mais claro do que aquilo seria pegar o taco de baseball e ameaça-la. Mas não o fez. Ele estava controlado.

Ainda.

Passou a mão pela cabeça depois que Breanna saiu e ele retornou até o closet.

Aproximou-se das saias de ballet, reconhecendo algumas peças de apresentações que ele estivera presente.

Barbara sempre gostou de mistérios...

Mas nunca teve segredos para com ele.

Afinal, os segredos que ela não queria contar a ele ficavam na caixa que ele tinha acesso à senha. E ele repetia o gesto. Porque eles confiavam um no outro e, no fundo sabiam que não havia segredos.

Eles já sabiam tudo...

E era isso que doía mais.

Passou a mão pela bochecha antes que a lágrima parasse de escorrer e olhou aquele “enigma”. Ethan sorriu e então deu algumas batidas com o punho fechado sobre a superfície. E se ela fosse oca, ele saberia...

Que Barbara sempre soube...


Que ele era o único que poderia encontrar...

O que quer que fosse que estivesse ali.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você deixou pra mim, Barbara? - Ethan e Breanna

Mensagem  Theodore Philipe Thorne em Sex 19 Jun 2015, 11:52

Bree você logo analisava as paredes e vê que realmente não tem nada lá, a não ser bom gosto naquele ambiente.

Além de luxo tem o toque pessoal de Barbara em cada detalhe.

Você então ouve aquele som na cozinha e caminha até lá, mas para de súbito em frente a porta da cozinha. Porque você vê algo muito estranho. A cozinha está completamente vazia.

Muito limpa, o piso reluz, o balcão está vazio, as panelas que deviam estar penduradas ali não estão, não há enfeites, não há nada.

Geladeira, microondas, forno, eletrodomésticos.

Absolutamente nada ali Bree. Onde diabos estava o que deveria estar naquela cozinha?.

 
Ethan você realmente se sentia em um sonho, olhando aquelas fotos, sentindo a presença de Barbara tão marcante naquele apartamento, você não queria realmente acordar ou perceber que o final disto era um pesadelo.

E sim foi uma história como daquelas fotos que você contou a sua prima, enquanto o corpo dela amolecia em seus braços e ela partia daquele modo, e você não sabia dizer se era breve, ou pra sempre.

Mas você podia ter esperanças não? Você não deixaria ninguém tirar aquilo de você.

E exatamente por isto você se voltava contra o mundo daquele modo, era como se todos merecessem pagar pela sua dor Ethan.

E você sempre soube o quanto sua prima era focada, se ela tinha vindo pra Duxhill procurar Liz, ela certamente teria encontrado algo, e se ela não abriu aquilo ainda, é porque ela precisava que só uma pessoa no mundo soubesse.

Você!

Bree saia do quarto e deixava Ethan com suas lembranças, mesmo que isto a machucasse, porque ele afastava, no momento que ela podia se aproximar como nunca antes.

Ethan ia até onde ficava as saias de bale, podia ver elas ordenadas por cores, até mesmo as que ela usou quando criança.
E sim ela sempre gostou de mistério, de ler poesias enquanto Ethan revira os olhos e dizia que aquilo era frescura, e mesmo assim ela te fazia ouvir todas.

Exatamente por isto no momento que você bateu os olhos naquilo.

Você soube que era o caminho...

Ethan bateu ao tampo e ele cedeu, abrindo caminho a um pequeno buraco ali, um fundo falso. E lá estava uma caixa, exatamente idêntica a da casa da árvore, era a mesma? Baby a tinha pegado?

E em meio a esta caixa, haviam uma série de reportagens sobre Duxhill, sobre alguns acontecimentos estranhos ali, mas nada relevante. Talvez o que realmente importasse.

Estivesse na caixa.

O cadeado tem o código com os dois primeiros números dela, e assim que você coloca os seus Ethan, ele cede e abre.
A caixinha se abre, e por dentro e toda forrada de camurça preta, não é a mesma, mas é bem similar.

Lá dentro um livro, não...um caderno.

Um caderno antigo, mas muito bem conservado, que Baby guarda até em meio a folhas de papel vegetal.

E o que está escrito na capa.

Arrepia você por completo, e aperta seu coração.


“Diário de Elizabeth Thorne”


Theodore Philipe Thorne

Nacionalidade : NY
Idade : 24
Cargo : Nenhum
Humor : Suave.
Mensagens : 28

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você deixou pra mim, Barbara? - Ethan e Breanna

Mensagem  Convidado em Sex 19 Jun 2015, 20:04

O bom gosto era evidente, ela cresceu respirando luxo lembra Breanna?

Você não, nem nunca ia respirar tanto a isso.

Havia uma hierarquia ali e você sabia muito bem, pelo modo como ela tocava no que pertencia a prima, que não tinha espaço pra sua presença ali, foi melhor ter saído e deixado ele em paz nutrindo aquela sentimento de saudades e cheio de boas lembranças.

Passou pela sala, foi pra cozinha, já que ouvira algo caindo lá.

Parou na frente da entrada da cozinha, estava tudo limpo.

Os dois sentidos, limpo de limpeza, pois, o piso brilhava como se todo dia fosse limpado, e limpo por não haver nada naquela cozinha. Será que Barbara não gostava de cozinhar, ou mesmo não costumava fazer suas refeições ali pra não sujar utensílios e mandara tirar tudo?

Não fazia a menor ideia.

Não queria entrar. Não queria mesmo. Não devia, provavelmente.

Mas, entrou.

Breanna andou em torno da bancada, olhando se havia algum tipo de indicio de mudança, se Barbara poderia ter mandado tirar os itens dali, algum risco no chão. Começou a abrir alguns dos armários, os do meio acima da pia pra ver se havia algo neles, abaixou o corpo pra verificar melhor.

- Barulho de metal porque? Vai ter um cara arrastando um machado como em Silent Hill? – Brincou? Nem pensar, só desconfia, o que queriam mostrar ali? O que ela deveria ver? Não havia motivos nem de estar ali, já que o que quer q fosse ser achado seria Ethan que o faria, ela só veio de enfeite. Não era silent hill senão já teria neblina, cinzas caindo do céu e tudo ia começar apodrecer. Tinha de parar de pensar nos jogos que o irmão gostava. Ainda mais os temáticos de terror.

Havia cadeiras, três delas.

Nada sobre a bancada, além das bocas do fogão. E ele estava completamente limpo. Verificaria os balcões da bancada e depois os de cima. Algo tinha de haver. Ou perguntaria pra Ethan depois, se ele sabia que ela tinha mandado tirar tudo daquele ambiente. Nada acontecia ali.

Nem frio sentiu.

Geralmente ela tinha mais sensibilidade com certos elementos, mas, não havia nada.

(In)felizmente?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você deixou pra mim, Barbara? - Ethan e Breanna

Mensagem  Convidado em Sex 19 Jun 2015, 21:15

Ethan estancou quando sentiu o tampo da madeira cedendo. Então era mesmo isso? Ele engoliu em seco com os olhos brilhando de expectativas.

Sim! Sim!!

Tirou lentamente o tampo da madeira e observou o fundo falso. Olhou para caixa que estava ali dentro e o coração dele parou um segundo antes de disparar. Ele caiu de joelhos no chão, retirando a caixa e sentando-se.

Encostou as costas na parede do closet e observou aquela caixa como se ela guardasse um verdadeiro tesouro.

Acreditava que fosse a mesma caixa da casa da arvore.

Se ele abrisse, seria como libertar toda a verdade, todos os medos e os segredos mais profundos que eles tinham. Eles juraram respeitar o limite que aquela caixa impunha a eles. E, apesar de Ethan ser um filho da puta na maior parte do tempo, ele cumpria todas as suas promessas que envolviam sua familia.

- Baby...

Ele sussurrou. A voz grava saiu num fio de voz.

- Me perdoa...Mas isso é muito importante...

O seu coração estava apertado e a consciência pesava pela primeira vez depois de muito tempo. Ele estava com “medo” de abrir aquela caixa. Ele não podia abrir a caixa sem Barbara!

E quando ele estava tentando ser doce ou pedir desculpa, ele a chamava pelo apelido.

Homens...

Tomou coragem e colocou a combinação da senha dela. Era o numero “30”, por conta do dia do aniversário dele. Já a senha dele...

Um sorriso tolo apareceu nos lábios dele.

Era a data do aniversário dela.

Click...

A caixa foi aberta.

E, naquele momento, acontecia exatamente como nos filmes. Pelo menos na mente dele.

Ao abrir aquela caixa, uma luz começou a sair dela. E a expressão tensa dele logo deu lugar ao olhar eternamente cretino.

Os olhos dele começaram a brilhar como se aquele tesouro reluzisse. E um sorriso brotou nos lábios dela.

Além do alivio, ele tinha conseguido algo VITAL para aquela história...

Pegou o diário de Elizabeth com as duas mãos e o observou como se fosse um diamante raro.

- Finalmente...

Ele sussurrou e tombou a cabeça para trás, olhando para o teto do closet.

Obrigado pela confiança, Baby.

Agora eu vou saber o que fazer.

Percebam o pronome pessoal do caso reto

Eu.

Porque até chegar à última pagina desse bendito diário, NINGUÉM vai saber da existência dele.

Ele abriu o diário, vendo o nome de Elizabeth e o ano.

Ótimo...Mas ele preferia ler em outro lugar, onde não haveria chances de alguém interrompe-lo. Preferia lê-lo com Barbara, quando fosse visita-la.


Ela merecia isso depois de tudo o que tinha feito por ele.

Ethan colocou o diário dentro da caixa de novo e fechou o tampo da madeira. Enrolou a caixa numa roupa dela. Ele realmente separou alguns objetos dela, colocando dentro da bolsa. Umas três mudas de roupa, dois pares de sapato – era uma roupa fresca, uma de frio e uma neutra. Uma sapatilha e uma bota. Também pegou o perfume favorito dela.
Precisou tirar o taco de baseball para dar espaço na bolsa, bem como a lanterna. Carregou tudo até a sala e parou diante da estante.


As fotos...

Ele também pegou três porta-retratos. Uma com os três irmãos, uma dela com Theo e Ethan depois já crescidos durante uma festa e uma da familia reunida.

- Breanna! Vamos embora!

Ele não perguntou.

Era uma ordem. Já tinham feito o que tinham que fazer ali.

Mas enquanto esperava e ajeitava a bolsa em seu ombro, ele observou a parede de novo.

Limpa.


Quem esteve ali...?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você deixou pra mim, Barbara? - Ethan e Breanna

Mensagem  Duxhill H.U. em Sab 20 Jun 2015, 11:40

O tampo cedia com facilidade, era só saber o local certo onde bater. Você logo pegava a caixa dali e tinha quase certeza que era a mesma da casa da arvore, e com certeza você não queria abrir ela sozinho, Ethan.

Mas você precisava. E em meio a desculpas você tomava a coragem que precisava e colocava a sua parte do código ao cadeado, que cedia e te dava acesso ao conteúdo da caixa, e aquilo realmente reluziu pra você.

Como um pequeno tesouro capaz de mudar tudo.

Todo o rumo da história.

E se Barbara o tinha escondido, motivo tinha não Eth?

Logo Ethan guardava o diário e pegava uma série de coisas de Baby que julgava que ela iria precisar.

Em Breve...

E ouse alguém falar o contrário para aquele homem.

Logo Ethan apanhou as coisas que julgava importante e saiu do quarto, no momento que ele deu as costas ao closet, ele não pode ver, mas o tampo onde antes estava o livro, começou a aparecer uma sério de risco e arranhões.

Logo ele saia e chamava Bree a cozinha.

E a menina tentava de todos os modos encontrar algo na cozinha, era muito estranho Baby não ter nenhum eletrodoméstico.
Então Bree começou a abrir as gavetas, os armários a checar tudo. E tudo, tudo estava vazio, completamente vazio.

Bree já podia Ethan chamar a sala, e Ethan podia ouvir o som da menina mexendo em tudo na cozinha. E sim Bree...Você olhou tudo, você abriu tudo.

Você só esqueceu de uma coisa...

Olhar pra cima.

E por um momento você ergue o delicado rosto quase que por instinto e olha pra cima, e o que você ve é realmente estranho.

Todos os eletrodomésticos, os talheres, as panelas, tudo que deveria estar na cozinha, está no teto, empilhado e “colado” lá de algum modo.

E é no instante que Ethan olha pra parede da sala, que os riscos nela começam a surgir, pouco a pouco os arranhões da foto vão aparecendo.

Quase como se o apartamento começasse a mudar de cenário.

E então um estrondo na cozinha.

E tudo que estava no teto desaba ao chão, o barulho de vidro se quebrando, de panela e talheres batendo.

Bree por sorte você consegue jogar seu corpo para debaixo do balcão, onde há um abertura, e se proteger la, alguns objetos cortantes passam por seu braço e arranhão um fazem cortes superficiais, mas você consegue se salvar.

Tsc Tsc...

Quanto tempo mais você vão aguentar ficar neste apartamento.

Entendeu agora Ethan, porque sua prima escondeu o diário?

_________________
. Ortus eruditio et dux optimus .
avatar
Duxhill H.U.
Admin

Nacionalidade : Cambridge, USA
Idade : 161
Cargo : Almighty
Humor : Hell
Mensagens : 2097

http://theotherside.criaforum.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você deixou pra mim, Barbara? - Ethan e Breanna

Mensagem  Convidado em Sab 20 Jun 2015, 18:01

Breanna começou a procurar qualquer e evidência de que haveria algo ali que indicasse mudança ou algo estranho. Mas não tinha nada. Gavetas vazias sem nenhum utensílio nelas. Panelas, copos ou mesmo eletrodomésticos.

Sim era estranho.

Chegou perto da pia e nada. Mas ao olhar pra cima ela não gostou do que viu. Tudo que faltava no ambiente estava "pregado" no teto. A primeira coisa que pensou foi:

"E se cairem?"

Algo deve tê-la ouvido. Tudo caiu e foi rápido demais. Por sorte algo lhe avisou do perigo antes dando tempo a ela de jogar-se embaixo de um vão e
do balcão. Não deu tempo de falar com Ethan. Precisou se preocupar em não ter nada quebrando no corpo.

- Drogaaa! Inferno! - gritou depois de sentir coisas lhe cortando os braços e costas.

- Tá caindo tudo do teto, não vem aqui! - gritou pra ele passando as mãos nos cortes. Procurando ficar encolhida o mais que podia pra nada maior cair em seus pés.

- Você tá bem? - falava alto torcendo pra nada maior cair no balcão não fazia ideia de quanto peso o balcão aguentaria. Assim que visse uma brecha ela tentaria sair dali. Procurava a geladeira. Estava atenta. E com medo.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você deixou pra mim, Barbara? - Ethan e Breanna

Mensagem  Convidado em Sab 20 Jun 2015, 20:43

Quem esteve ali...?

Ethan voltou o olhar na direção da parede que Jeffrey havia fotografado. E se alguém tivesse contado a ele o que seus olhos viam, ele dificilmente teria acreditado. Provavelmente receitaria alguns remédios de tarja preta, porque era impossível.

Só que estava acontecendo.

Os ombros caíram um pouco e os olhos amarelos ficaram arregalados com o que estava vendo.

Não precisava ficar ali para saber o desenho que aquilo formaria! Ele tinha uma foto bem explicativa!

- Breanna!!

Ele disse num tom mais autoritário.

E ele não ia chamar de novo!!

Mas os sons na cozinha chamaram a atenção dele.

Se Ethan estivesse em seus dias normais, ele teria ido embora. A porta estava bem ali e ele já havia achado o que queria.

Mas...Ele estava sentimental.

E apenas por isso seguiu até a cozinha – não que você consiga ler a mente dele, não é, Bree? Awn, seu herói está indo te salvar!

Que herói?!

E você sabe que seria até bem feito ele não resgatá-la? Ele te disse: ele é um demônio.

Tsc, tsc, tsc...

Ethan apareceu na cozinha à tempo de ver o último objeto caindo.

- Mas que porra..?!

Olhou para cima, não havia mais nada para cair. Tudo estava no chão. Todos os utensílios e possíveis alimentos perecíveis.

- Saia daí agora!! Vamos!!! Não temos muito tempo!!!

Estendeu a mão na direção dela e a puxou para fora da cozinha. A outra mão estava com a bolsa que ele não soltaria de jeito nenhum.

Agarrou o pulso de Breanna e correu com ela até a porta.

Provavelmente ela varia a parede marcada, mas não por muito tempo.

- Não fale nada!  Não pergunte nada!! Apenas respire e corre!!

Abriu a porta e começaria a correr até as escadas.

Barbara morava na cobertura, mas ele não pegaria aquele elevador. Não mesmo.

Era melhor confiar nas próprias pernas controlando as passadas pelos degraus.



E se Breanna não for correr, Ethan correu, hein? Tá com sorte que ele tá indo na frente.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você deixou pra mim, Barbara? - Ethan e Breanna

Mensagem  Convidado em Sab 20 Jun 2015, 21:44

Não é que ela não quisesse ter corrido antes.

Ela apenas não podia, tinha uma geladeira, um fogão, um micro-ondas, torradeiras e outros objetos caindo do teto daquela cozinha e não dava pra tirar o nariz pra fora do buraco em que estava enfiada, caso contrário algum deles poderia ter caído em cima de seu corpo.

Já bastava os cortes nos braços pelos pratos estilhaçados, facas de mesa e facas maiores terem lhe acertado antes, quando ela mal terminava de olhar pra cima. Foi um aviso inusitado, mas bem válido. Ouviu a voz de Ethan, não fazia ideia do que acontecia ali nos outros cômodos, estava do lado oposto da porta, até que ele dizia que não havia mais nada pra cair.

Ela saiu correndo do esconderijo e foi pra entrada da cozinha, numa velocidade digna de um velocista, agarrando a mão que ele ofereceu e saindo dali rapidamente, mal teve tempo de olhar pras paredes da sala, mas conseguiu ver os arranhões sendo formados e voltou sua atenção pra saída, a porta pela qual entraram, já que pular da janela da cobertura não parecia ser uma boa ideia.

No fundo ela não fazia ideia do porque tinha vindo.

Não ajudou em nada, e ainda quase atrapalhou ele, poderia ter ido embora sozinho. Mas, a questão é havia dois lados naquela situação. Ele poderia ir e deixar ela sim, mas se acontecesse algo quem ia responder era ele, afinal os dois foram vistos juntos. Mas, ela preferia acreditar que ele voltou pra ambos não se meterem em encrenca, afinal ninguém sabia o que viria depois do apartamento estar completamente tomado pelo mal.

Ela não falou nada Ethan, apenas te seguia correndo rápido pelas escadas, achando uma ótima decisão não ter seguido pelo elevador, elevador são coisas do mal naquele tipo de situação e certamente ela não tinha a menor vontade de enfrentar nada do que viria dali, era tudo forte demais, era tudo ruim demais. Contudo, desta vez não sentiu nada parecido com a sombria sensação que teve no Castelo, aquilo sim foi assustador, o acontecimento no apartamento era um doce de criança.

Mas, e agora?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você deixou pra mim, Barbara? - Ethan e Breanna

Mensagem  Convidado em Dom 21 Jun 2015, 14:06

A narradora falou que saímos sem problemas.

Ainda bem que Ethan pensou na escada, não é mesmo?

Já bastava o desespero de ter que descer todos aqueles andares de escada. E mesmo que Ethan não fosse físico 3, nem Breanna, eles corriam como se fossem maratonistas.

Culpa da adrenalina e o desespero.

Ethan não soltava a mão de Breanna e ela tinha que correr bem rápido também. Não era uma questão de maldade, era uma necessidade! Ele ainda nem tinha notado os ferimentos que ela tinha no braço por conta das facas.

Felizmente ele tinha um kit de primeiros socorros no carro.

Quando eles finalmente chegaram ao térreo e se depararam com o hall de entrada do prédio, Ethan soltou Breanna e curvou o corpo, respirando com a boca aberta. Apoiou as mãos nas coxas para poder respirar por mais alguns segundos.

O suor estava formado na testa dele. E ele não soltava a mala!

Voltou o olhar para Breanna e acenou positivamente para que eles prosseguissem.

Quando chegassem no carro, tudo ficaria bem.  

Conseguiram se recompor e andaram tranquilamente até o local onde o BMW i8 estava estacionado. Ele guiou de levinho Breanna pelas costas para que ela não perdesse o ritmo da caminhada. Abriu o carro e deixou que ela se jogasse como quisesse. Ele colocou a bolsa de Baby na mala do carro.


Deu a volta e entrou no banco do motorista.

- Phew...

Os ombros dele caíram e ele olhou para Breanna. Finalmente viu os arranhões.

Já que Dana perguntou mais cedo, tá aqui no turno da narradora:

“Bree por sorte você consegue jogar seu corpo para debaixo do balcão, onde há um abertura, e se proteger la, ALGUNS OBJETOS CORTANTES PASSAM POR SEU BRAÇO E ARRANHÃO UM FAZEM CORTES SUPERFICIAIS, mas você consegue se salvar.”
- Vamos só sair daqui e eu vou dar um jeito nesses arranhões, okay? Está com fome? Podemos parar em algum drive tru para comer...

Porque fugir do diabo dá fome.


Até mesmo os demônios precisam comer comida, né?


Hm.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você deixou pra mim, Barbara? - Ethan e Breanna

Mensagem  Convidado em Dom 21 Jun 2015, 14:32

Não ia dizer que estava numa maratona, mas suas pernas obedeciam ao comando de:

CORRA OU MORRE.

Breanna tratava de acompanhar os passos dele pelos degraus e foram muitos, sequer pensou em conta-los, apenas foi descendo e não sabia quantos andares tinha aquele prédio, porque tinha de ser na cobertura? Não foi bom quando chegaram embaixo, e enfim puderam parar por alguns instantes, ela respirava com um pouco de dificuldade, foi uma descida, mas a distancia foi longa, nem percebeu em quantos minutos eles fizeram aquele percurso.

Encostou o corpo numa parede e quase desabou pra sentar no chão.

Mas, não era hora, quem garantia que aquilo não ia segui-los? Ninguém, então o jeito era correr também pra sair dali também. Ela o seguiu assim que ele fez menção de irem pro carro, não ia pegar bem dois jovens correndo pelos corredores daquele prédio, iam pensar besteira deles, como dois assaltantes ou coisa assim. Foi com ele pro carro, viu que ela trazia consigo a mala, uma mão segurou ela e a outra a mala. Pelo jeito tinha pegado as coisas de Baby em paz.

Quando sentou-se no banco do carro, ela desabou, o coração ia voltando lentamente a bater de modo normal, já que há segundos ele quase saiu pela boca e fechou os olhos um pouco, só queria limpar a mente, e tirar a visão de tudo desabando em sua cabeça, mas o pior foi a sala, as paredes, os arranhões, com que diabos eles estavam se metendo? Pensou no Coven, mas logo os tirou da mente, sem pedidos de ajuda, sem envolver mais pessoas naquela merda toda.

Sentiu os braços arderem um pouco e os ombros, locais por onde os itens cortantes passaram.

- Sobrevivemos, por sorte... – Foi só um desabafo rápido, tornou a abrir os olhos e encarou ele.

- Tudo bem, foram só superficiais, mas, aceito curativos. – Sorriu de leve, de alivio na verdade, do mesmo modo como ficou feliz em ter saído viva do Castelo e da ZBZ. Cuidou pra não encostar seus braços no estofado do carro, mesmo que pouco profundos eram os ferimentos não queria sujar o estofado dele. Deixara sua bolsa no carro, pegou-a e pegou a jaqueta vestindo-a, não ia manchar, a cor escura, então tudo bem, apertou assim um pouco a pele, mas dane-se, o tombo na escada na ZBZ fora pior e ela não ficou reclamando como uma menininha por isso. Estava acostumada com dor física.

- Aceito o lanche também, isso, seja lá o que for, deu fome sim. – Deveria é entrar em depressão por tanta coisa ruim que ia acontecendo, e sequer fazia ideia que os colegas estavam em apuros piores do que o que eles sofreram ali. Vez ou outra fazia uma leve careta de dor, por algum raspão mas logo se recompunha

- Pegou tudo que queria, pelo menos? – Perguntou pra ele, olhando-o de novo, um pouco curiosa, deveria ter dado tempo de pegar as coisas de Barbara pra quando ela acordasse.

- Desculpa não ter ajudado em nada, ao menos deu pra ver que os arranhões existem mesmo, se é que isso é uma boa noticia... - Não era desdém na voz, era um pouco de preocupação com agonia, não foi muito útil, e ainda atrasou a saída dele, poderia ter fugido antes se ela não ficasse presa na cozinha.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você deixou pra mim, Barbara? - Ethan e Breanna

Mensagem  Convidado em Dom 21 Jun 2015, 20:16

Agora que o pior já tinha passado e o sobrenatural tinha ficado para trás, Ethan começava a pensar de modo mais racional. E pouco a pouco, voltava a ser o canalha de sempre. Afinal, ele tinha saído de seu templo – que fora maculado ao final – e podia respirar aliviado.

Eles tinham mais era que comemorar por estarem vivos, certo?

As duas mãos dele estavam apoiadas no volante de seu carro e Breanna começou a falar.

Sério.

Respira, mulher!

Mas a sorte é que ele tinha bons ouvidos – não para ouvir ladainhas – mas para pescar o que precisava para ser...filho da puta.

Aquele olhar determinado e ao mesmo tempo triste que ele tinha dentro do apartamento, foi dando lugar ao olhar rotineiro.
Se você não fosse TÃO apaixonada por ele, talvez percebesse que ele estava vestindo a sua mascara e colando com super bonder. Você poderia ter conhecido o verdadeiro Ethan e talvez tenha visto uma de suas reações – no apartamento, enquanto tinha seu momento com as coisas de Barbara.


Mas aquele momento tinha passado e agora...

Somente a familia o faria tirar aquela mascara. Então, se segura.

Ethan virou a cabeça lentamente na direção dela e esboçou um sorriso no canto dos lábios.

- Eu peguei tudo o que eu precisava, obrigado por perguntar...

E abaixou a mão até a marcha, mas tocou na sua mão.

- E não, Bree. Você está enganada... – Acariciou seus dedos. – Nem tudo foi perdido...Afinal, você falou comigo, não é?

Aaah, filho da puutaa!!

- E você não tem noção do quanto me sinto culpado por isso. – Indicou o braço dela e fez uma cara triste. – Mas eu prometo que vou recompensá-la. Você ainda gosta de batata frita e hamburger com bastante queijo?

Maldito.


Ethan sorriu e a tirou dali.

CONTINUA AQUI...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O que você deixou pra mim, Barbara? - Ethan e Breanna

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum